Conheça detalhe que você pode não ter notado no afresco da Capela Sistina de Michelangelo

O dia 1º de  novembro, ou Dia de Todos os Santos, é uma festa destinada a exaltar todos os santos na tradição cristã. É um feriado nacional na Cidade do Vaticano, onde o afresco do teto da Capela Sistina de Michelangelo fez sua estreia pública – no Dia de Todos os Santos em 1512.

O primeiro historiador de arte e biógrafo da Renascença Giorgio Vasari escreveu sobre a ocasião: “O mundo inteiro veio correndo quando o tesouro foi revelado, e a visão dele foi o suficiente para reduzi-los a um silêncio atordoante”. Mal sabiam eles, o mais espantoso ainda estava por vir, na forma de um detalhe facilmente esquecido: segundo Michelangelo, o fruto proibido não era uma maçã, mas um figo.

Adão e Eva comendo da figueira no Jardim do Éden.

Adão e Eva comendo da figueira no Jardim do Éden. DOMÍNIO PÚBLICO

O fenômeno de nove painéis de Michelangelo, retratando cenas do Livro do Gênesis junto com incontáveis ​​outras figuras e alusões bíblicas, trouxe a elevação do céu para a terra. Depois de quatro anos de trabalho retrógrado, o artista se cansou de pintar, escrevendo um extenso soneto: “Já cresci um bócio com essa tortura / encurvado aqui como um gato na Lombardia”, e fechando com os resignados percepção de que “não estou no lugar certo – não sou um pintor”. Mas o desejo de Michelangelo por trabalhos escultóricos pode não ter sido a única coisa frustrante em seu processo criativo.

Tendo sido treinado quando jovem na academia humanista da família Medici em Florença, que promovia uma mistura de ideais platônicos e cristianismo, Michelangelo provavelmente teria se sentido confortável desafiando a ênfase da Igreja Católica em ser um intermediário entre as pessoas e Deus. O simbolismo oculto nos afrescos de seu teto alinha Michelangelo mais intimamente com a filosofia do Humanismo da Renascença, a crença mais moderna e liberal de que as pessoas poderiam manter um relacionamento direto com Deus. Sua escolha de incluir homens nus não bíblicos como o Ignudi (figuras de apoio nos afrescos, totalmente sem relação com as cenas que enquadram) e uma representação anatômica do cérebro humano foi um movimento sutil para reconciliar as visões da Igreja com as suas, já que ambos os exemplos mostram um interesse pelo secular. As poses relaxadas e naturais e os corpos idealizados do Ignudi enfatizaram o lado humano do catolicismo. Uma das liberdades artísticas mais notáveis ​​de Michelangelo, entretanto, está na forma de figos.

O afresco "Juízo Final", repleto de figuras nuas pré-folhas de figueira e pré-restauração.

O afresco “Juízo Final”, repleto de figuras nuas pré-folhas de figueira e pré-restauração. DOMÍNIO PÚBLICO

Na seção central do teto da Capela Sistina, o artista ilustra cenas relativas a Adão e Eva. O painel que descreve a “Tentação” e a subsequente expulsão dos dois personagens do Jardim do Éden é um afastamento notável dos pensamentos que presidiam na Itália na época sobre que tipo de fruta era a proibida. Na Vulgata, a tradução oficial da Bíblia em latim pela Igreja Católica durante o século 16, a Árvore do Conhecimento é amplamente lida como tendo maçãs. No afresco de Michelangelo, a árvore carrega figos – uma interpretação mais judaica do texto. (Deve-se notar que Gênesis descreve Adão e Eva cobrindo-se com folhas de figueira por causa de sua nova percepção da nudez, então os figos definitivamente faziam parte da ação de alguma forma.)

Curiosamente, os figos apareceriam novamente no trabalho de Michelangelo na Capela Sistina, apenas em uma altitude menor. O infame afresco de parede do artista que descreve o “Juízo Final” está cheio de figuras nuas em vez de figuras vestidas tradicionalmente, e foi esse ato descarado de revisão bíblica que impulsionou a “Campanha da Folha da Figueira“. No Concílio de Trento em 1563, membros da Igreja Católica decretaram que toda lascívia retratada na arte religiosa deveria ser coberta com folhas de figueira cuidadosamente colocadas.

Compartilhar:
Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …

Notícias - 17/12/2020

REGINA BONI ANUNCIA INAUGURAÇÃO DA GALERIA SÃO PAULO FLUTUANTE EM 2021

Para quem afrontou militares e a extrema direita em plena ditadura nos anos 60, não seria uma pandemia em escala …

Notícias - 17/12/2020

Itaú Cultural lança publicação com trabalhos de artes visuais selecionados em edital

No dia 15 de dezembro entrou no ar, no site do Itaú Cultural, www.itaucultural.org.br, uma publicação virtual que reúne as …

Notícias - 17/12/2020

CASA FIAT DE CULTURA DIVULGA SELECIONADOS PARA EXPOR NA PICCOLA GALLERIA

O 4º Programa de Seleção da Piccola Galleria da Casa Fiat de Cultura já tem os nomes dos artistas selecionados …