DESCUBRA 7 CASAIS  FAMOSOS DA ARTE

ESPECIAL NAMORADOS

Salvador Dalí e Gala

Todos sabem das relações de amor conturbadas entre Frida Kahlo e Diego Rivera ou Rodin e Camille Claudel. Mas a história da arte está cheia de outros inspiradores e também polêmicos romances. Passageiro ou eterno, o amor uniu estes grandes nomes:

Frida Khalo e Diego Rivera

MARINA ABRAMOVIC E ULAY Marina não tinha limites entre sua arte e sua vida. Os atritos do casal eram transformados em performances poderosas e até seu divórcio virou arte: formalizaram a separação com uma caminhada em direções opostas na Grande Muralha da China.

JACKSON POLLOCK E LEE KRASNER Se conheceram ao participar de uma mesma exposição coletiva em Nova York, mas logo a carreira de Pollock decolou, deixando Krasner nos bastidores. Explosivo e alcoólatra, Pollock foi para Krasner um “amor bandido”, que durou até a morte dele aos 44 anos.

SÉRGIO ROMAGNOLO E LEDA CATUNDA   Formaram-se em 1984 pela FAAP, casando-se ainda jovens. Leda tornou-se um dos expoentes da “Geração 80” ao participar da icônica exposição que marcou o retorno à pintura, enquanto Romagnolo focava em esculturas. Separaram-se após quase 30 anos de casamento.

Sérgio Romagnolo, The King, 1985.

LEONORA CARRINGTON E MAX ERNST Leonora foi uma rica jovem inglesa, que desafiou a família ao fugir com o quarentão Max Ernst, que conheceu em Paris aos 19 anos. A 2ª Guerra acabou com o romance. Mais tarde, Ernest se casaria com a também pintora surrealista Dorothea Tanning.

GILBERT E GEORGE Simbiose perfeita entre amor e criação. Conheceram-se ainda na faculdade e vivem e trabalham juntos desde 1968. É comum ver um terminando as frases do outro – inclusive já fizeram disto um happening. Felizes para sempre...

ANA MENDIETA E CARL ANDRE A conturbada e sinistra relação dos dois terminou com a morte de Mendieta após uma queda de seu apartamento no 34º andar. Carl foi acusado de homicídio e inocentado por falta de provas.

Em 1958, um jovem Christo fugiu da Europa Oriental para Paris, onde conheceu Jeanne-Claude e os dois se apaixonaram. Mesmo após a morte dela em 2009, Christo continuou a produzir suas ambiciosas obras com a assinatura de ambos.

CHRISTO E JEANNE-CLAUDE

STORIES

MAIS

DESCUBRA 9 AUTORRETRATOS PINTADOS À BEIRA DA MORTE

VOCÊ CONHECE O SIMBOLISMO?

QUEM FOI  IVAN SERPA?

VEJA MAIS  NOTÍCIAS E CURIOSIDADES  DASARTES  NO BRASIL  E NO MUNDO CONHEÇA TODOS OS NOSSOS CANAIS: A REVISTA DE ARTE A Z AGENDA DASARTES ESCOLA DASARTES DASARTES KIDS COLUNA DASARTES DASARTES MERCADO

,