DESCUBRA 7 CASAIS  FAMOSOS DA ARTE PARTE 2

ESPECIAL NAMORADOS

Georgia O'Keefe e Alfred Stieglitz 

Na arte, o amor sempre vence! Como inspiração para grandes obras, troca de influências ou como fonte de desespero criativo, o amor mudou a história da arte por meio destes extraordinários encontros:

Marina Abramovic e Ulay

ALFRED STIEGLITZ E GEORGIA O’KEEFE Pioneiro da fotografia artística e marchand, Stieglitz financiou a mudança de Georgia para Nova York em 1918, impressionado com seu trabalho. Apaixonarem-se e ele se divorciou para ficar com ela, sua musa e modelo até a morte de Stieglitz em 1946.

REJANE CANTONI E  LEONARDO CRESCENTI “Companheiro de arte e da vida”, assim a artista Rejane descreveu o cineasta Leonardo após sua morte em 2018. Nos 14 anos em que estiveram juntos, chacoalharam o mundo da arte com ousadas instalações imersivas  e tecnológicas.

ROBERT E SONIA DELAUNAY Sonia e Robert foram um power couple da arte abstrata na Paris do século 20. Defendiam juntos a cor como o maior elemento da estética, cada um ao seu modo: Robert na arte e Sonia na moda, decoração e design.

JASPER JOHNS E ROBERT RAUSCHEMBERG Sobre o seu relacionamento de 6 anos com Johns, Rauschemberg disse: “Fomos os primeiros críticos sérios um do outro.” Revelando a arte em objetos banais, desafiaram o expressionismo abstrato que dominava os EUA e marcaram os primórdios da Pop Art.

NICKI DE ST PHALLE E  JEAN TINGUELY Conhecidos como “Bonnie e Clyde das artes nos anos 1960”, o casal encantou Paris com sua irreverência chic e senso de aventura, na arte e na vida. O divórcio não acabou com a amizade e parceria, que seguiu até a morte de Tinguely em 1991.

LEE MILLER E MAN RAY Moraram juntos por apenas 3 anos em Paris, mas o cruzamento de influências gerado por este encontro mudaria a face do surrealismo. Alguns dos trabalhos mais famosos de Man Ray foram inspirados por este amor, cujo fim quase o levou à loucura.

O metrônomo de Man Ray, criado com o olho de Lee Miller para exorcizar o amor não correspondido.

KIKI SMITH E  ROBERT MAPPLETHORPE A efervescente Nova York do final dos anos 1960 e seu ícone Hotel Chelsea foram o cenário para o encontro destas duas almas rebeldes. Este amor e o despertar de Bob para a homossexualidade e para o poder sexual das imagens são tema do livro Just Kids, de Patti.

STORIES

MAIS

QUEM É JOSÉ DAMASCENO?

6 FATOS CURIOSOS SOBRE EDVARD MUNCH

TOP 6 MULHERES ARTISTAS IMPRESSIONISTAS

VEJA MAIS  NOTÍCIAS E CURIOSIDADES  DASARTES  NO BRASIL  E NO MUNDO CONHEÇA TODOS OS NOSSOS CANAIS: A REVISTA DE ARTE A Z AGENDA DASARTES ESCOLA DASARTES DASARTES KIDS COLUNA DASARTES DASARTES MERCADO

,