ALFREDO VOLPI  E A CULTURA POPULAR BRASILEIRA

Mostra Volpi Popular, no MASP, abrange cinco décadas da carreira de Alfredo Volpi e tem como enquadramento o contínuo interesse do artista por imagens, narrativas e personagens da cultura popular brasileira.

Volpi nasceu em 1896, em Lucca, região da Toscana, Itália, e faleceu em São Paulo, em 1988. De origem humilde, migrou na infância com sua família para o Brasil e foram morar no bairro do Cambuci, em São Paulo.

Autodidata, o artista começou a pintar em 1911, mas participaria de uma exposição apenas no ano de 1925.

O interesse pelo popular ganhou corpo a partir da década de 1940, quando passou a produzir retratos religiosos, representações de festejos populares e das fachadas de arquitetura vernacular e colonial brasileira.

A trajetória de Volpi gerou um repertório complexo e abundante de experiências e influências, dando origem a uma mescla bastante particular entre a tradição moderna e os elementos da cultura popular.

Essa trajetória transita entre o trabalho artesanal, o cuidado com a manufatura das tintas e telas e o interesse por festas populares, temas religiosos e pelo casario vernacular.

Sua obra também foi povoada pela origem humilde e operária e sua biografia marcada por um contato profundo com  técnicas manuais.

O desalinhamento em relação às vertentes em voga do modernismo, sua vivência fora do eixo Rio-São Paulo e também uma socialização distinta da de seus pares – artistas brancos descendentes de europeus, também foram moldes da construção de suas obras.

Texto: Tomas Toledo Imagens: Cortesia MASP Mostra: Volpi Popular, até 31/7/22, no MASP 

STORIES

MAIS

CONHEÇA O ARTISTA ANDREY ZIGNNATTO

CONHEÇA O ARTISTA LAERTE KÉSSIMOS

DESCUBRA AS OBRAS TRIDIMENSIONAIS DE RODRIGO SASSI