6 FATOS CURIOSOS SOBRE MARINA ABRAMOVIC

,

Marina Abramović é uma artista sérvia performática conhecida por usar a dor e os limites físicos como forma de expressão. Autoproclamada “avó da arte performática” está ativa há quatro décadas e produzindo até hoje. 

Marina Abramović em Balkan Baroque, 1997.  Performance e video instalação na Bienal de Veneza.

A SEGUIR 6 CURIOSIDADES SOBRE ELA:

OS PAIS DE ABRAMOVIC ERAM COMUNISTAS PROEMINENTES Durante a Segunda Guerra Mundial, seus pais lutaram como membros das forças de guerrilha do Partido Comunista da Iugoslávia. Isso os tornou “heróis nacionais”.

Abramović em Espaço Além, documentário  gravado no Brasil, em 2016.

1

TEVE UMA RELAÇÃO DIFÍCIL COM SUA MÃE, DANICA Danica mentiu para Marina a data de seu aniversário, no dia em que o Presidente assumiu o posto e deu presentes para as crianças. Danica explicou que Marina não deveria receber presentes porque ela “não era boa o suficiente”.

Marina Abramović e Ulay em Relation in Time, 1977,  com seus longos cabelos amarrados como um cordão umbilical.

2

TROCOU A ARTE TRADICIONAL PELAS PROPRIEDADES ÚNICAS DA ARTE PERFORMÁTICA Abramović primeiro estudou pintura, mas descobriu que a mídia tradicional meramente atendia a espectadores passivos. Ao atuar com seu corpo, ela é capaz de diminuir a distância entre ela e seu público.

Marina  Abramović na performance  Balkan Erotic Epic, em 2005.

3

AS PERFORMANCES DE ABRAMOVIC SÃO PREJUDICIAIS E PERIGOSAS Ela tomava remédios para esquizofrenia e catatonia e fazia rotinas que duravam várias horas. Isso resultou em queimaduras, feridas, privação e perda de consciência.

Em Rhythm 10, 1973, Abramović usou 20 facas de  tamanhos diferentes para esfaquear entre seuss dedos.

4

Rest energy, 1980.

Marina Abramović e Ulay em Rest Energy, 1980, com arco e flecha puxados em posição perigosa.

ABRAMOVIC SE APRESENTOU COM O AMANTE E COLABORADOR ULAY POR DOZE ANOS Juntos exploraram temas como gênero, confiança e resistência. Se agrediram, respiraram pela boca um do outro até quase sufocarem e sentaram-se em silêncio por longas horas.

Breathing In/Breathing Out, 1977.

5

Light/Dark, 1977.

Na performance Light/Dark, 1977, Marina e Ulay batem um no rosto do outro durante seis minutos.

Em 1988, Marina e Ulay se divorciaram com a performance The Lovers, em que os dois começam a andar em lados opostos da Muralha da China, se encontram no meio e seguem suas caminhadas, se afastando até o final.

Marina Abramović e Ulay em The Lovers, 1988-1996 © Marina Abramović.

O ENVOLVIMENTO DO PÚBLICO É VITAL PARA AS ATUAÇÕES DE ABRAMOVIC Suas performances convidam à participação, criando colaboradores a partir dos espectadores. Ela vê essa interação como uma troca de diálogo e energia que alimenta seus trabalhos.

Em Rhythm 0, 1974, Abramović convidou os espectadores a usar qualquer um dos 72 objetos disponíveis em seu corpo, inclusive um arma carregada.

6

Em A Artista está presente, uma de suas performances mais comoventes, Marina compartilhava um minuto de silêncio com estranhos, seu ex-parceiro Ulay aparece de surpresa.  O resultado é emocionante:

The Artist is present, 2010 (MoMA NY).

Apesar das críticas, Marina Abramović teve um impacto forte e memorável em todos aqueles que testemunharam suas performances. Ao usar seu corpo como um meio, ela também forneceu uma visão extraordinária das complexidades não ditas da natureza humana que vai além da arte.

Marina Abramovic em Balkan Baroque, 1997. Performance e video instalação na Bienal de Veneza.

Apesar das críticas, Marina Abramović teve um impacto memorável em todos que testemunharam suas performances. Ao usar seu corpo como um meio, ela também forneceu uma visão extraordinária das complexidades não ditas da natureza humana que vai além da arte.

STORIES

MAIS

QUEM FOI  ALICE NEEL?

VOCÊ CONHECE O ARTIVISMO?

10 FATOS CURIOSOS SOBRE IVAN SERPA

VEJA MAIS  NOTÍCIAS E CURIOSIDADES  DASARTES  NO BRASIL  E NO MUNDO CONHEÇA TODOS OS NOSSOS CANAIS: A REVISTA DE ARTE A Z AGENDA DASARTES ESCOLA DASARTES DASARTES KIDS COLUNA DASARTES DASARTES MERCADO

,