This land is your land

DASARTES 106 /

Ivan Navarro

EM EXPOSIÇÃO NO FAROL SANTANDER SÃO PAULO, O ARTISTA CHILENO IVAN NAVARRO CRIA A ILUSÃO DE UMA EXPANSÃO SIGNIFICATIVA DE SUAS DIMENSÕES ESPACIAIS E CONCRETAS. IVAN CRIOU UM MÉTODO DE ENVOLVIMENTO DO ESPECTADOR A PARTIR DE ELEMENTOS DE SEDUÇÃO DO OLHAR, COMO ESPELHOS, LUZES E VIDROS. A ELETRICIDADE TAMBÉM É MATÉRIA ESSENCIAL EM SEU TRABALHO. […]

EM EXPOSIÇÃO NO FAROL SANTANDER SÃO PAULO, O ARTISTA CHILENO IVAN NAVARRO CRIA A ILUSÃO DE UMA EXPANSÃO SIGNIFICATIVA DE SUAS DIMENSÕES ESPACIAIS E CONCRETAS. IVAN CRIOU UM MÉTODO DE ENVOLVIMENTO DO ESPECTADOR A PARTIR DE ELEMENTOS DE SEDUÇÃO DO OLHAR, COMO ESPELHOS, LUZES E VIDROS. A ELETRICIDADE TAMBÉM É MATÉRIA ESSENCIAL EM SEU TRABALHO. CONVIDAMOS O ARTISTA PARA DESCREVER O PROCESSO CRIATIVO DE CINCO DE SUAS OBRAS

 

FORTUNE I

“Usando uma coleção de fragmentos de néon descartados de trabalhos que produzi em néon por anos, bem como os fragmentos de néon de esculturas anteriores armazenadas no meu estúdio, Fortune I é o primeiro de uma nova série de esculturas livres montadas em pé na parede e produzidas em 2019-20.

Em Fortune I, todos os fragmentos, formas e cores do néon (originalmente um processo feito à mão de entortar o vidro) são diferentes, aleatórios e não relacionados; eles só estão conectados por meio de eletricidade e luz. A energia elétrica unifica literal e conceitualmente a peça como um todo.

A composição reconstrói a imagem de uma mão, a palma universal levantada, com os fragmentos evocando as linhas naturais da palma. Metaforicamente, a circunstância inerente ao ato de colagem ecoa a ideia de acaso e destino, contendo a memória das existências passadas de cada fragmento de néon antes de se combinar para formar essa imagem.

A mesma ideia de destino também conecta a obra à prática popular da quiromancia: a predição e a representação do futuro por meio da leitura da palma. A imagem da impressão palmar permanece ao longo da história, desde os tempos do Paleolítico até hoje, um símbolo primordial de nossa identidade humana.”

TRAFFIC

“Tendo crescido sob a ditadura de Pinochet, sou atormentado por questões de poder, controle e reclusão, tanto físicos quanto psicológicos. Usando a luz como matéria-prima, desenvolvo a lacuna visual entre a aparência e a verdade. Meu trabalho é influenciado pelo design modernista e minimalismo de Gerrit Rietveld a Dan Flavin ou Donald Judd.

Traffic continua explorando esses temas, desencadeando uma atitude diferente em relação à história e explorando as ambiguidades da memória. A instalação é composta por sete pares de semáforos suspensos no teto e passando do verde ao amarelo ao vermelho. Aqui pego um elemento do nosso cotidiano e o utilizo como referência abstrata de forma e conteúdo. Na instalação, essas referências são descontextualizadas de sua função urbana original e transformadas em uma nova forma de experiência de arte pública. Acendendo uma resposta específica e inconsciente de consciência, o público é condicionado por uma regra de comportamento social.”

TUNING

“Tuning, uma pirâmide de seis tambores altos, combina a bateria com espelhos e as palavras HIGH, TONE, TUNE, BASS, MUTE e DEAF para criar uma ideia de representação visual do som (ou ruído), enquanto ao mesmo tempo remove e nega a função original dos instrumentos. Essa é uma forma de “tocar uma canção” sem fazer qualquer som. A obra emprega o silêncio e a imobilidade para criar uma percepção fantástica do som e do movimento e para explorar a relação entre ver e ouvir.”

FLASHLIGHT: I AM NOT FROM HERE, I AM NOT FROM THERE

 

“Flashlight: I am not from here, I am not from there, consiste em um carrinho de mão feito de lâmpadas fluorescentes e uma projeção de videoclipe da escultura em performance. No vídeo, vemos um personagem solitário empurrando seu carrinho ao longo de trilhos desolados de trem e parando periodicamente para mudar a cor das luzes do carrinho. A ação tem como cenário a canção No soy de aquí, ni soy de allá (escrita originalmente por Facundo Cabral), que também conta a história de um andarilho engenhoso enquanto perambula pela cidade. A peça, ao mesmo tempo melancólica e otimista, evoca ideias de deslocamento e perda de identidade ao lado de demonstrações de sobrevivência e regeneração engenhosas.”

IVÁN NAVARRO: EXFINITO
• FAROL SANTANDER • SÃO PAULO •
18/12/2020 A 16/5/2021

Compartilhar:

Confira outras matérias

Destaque

GEORG BASELITZ

MOSTRA DE GEORG BASELITZ EXIBE SEIS PINTURAS HISTÓRICAS DOADAS PELO ARTISTA AO METROPOLITAN MUSEUM OF ART. FEITAS EM 1969, ESTÃO ENTRE …

Pelo Mundo

MARTIN KIPPENBERGER

MARTIN KIPPENBERGER (1953-1997) FEZ PINTURAS, ESCULTURAS E INSTALAÇÕES QUE OFERECEM UM TOM HUMORÍSTICO, PORÉM AMARGO, SOBRE O MUNDO MODERNO E …

Flashback

Wasily Kandinsky

NOVA EXPOSIÇÃO DE KANDINSKY INCLUI UMA IMPORTANTE SELEÇÃO DE OBRAS DO PINTOR DE ORIGEM RUSSA, AUTOR DE PRODUÇÃO TARDIA, QUE …

Capa

alice neel

ALICE NEEL: PEOPLE COME FIRST É A PRIMEIRA RETROSPECTIVA EM NOVA YORK DA ARTISTA AMERICANA ALICE NEEL (1900–1984) EM VINTE ANOS. ESTA …

Reflexo

MAXWELL ALEXANDRE

AOS 30 ANOS, MAXWELL ALEXANDRE RETRATA EM SUA OBRA UMA POÉTICA QUE PASSA PELA CONSTRUÇÃO DE NARRATIVAS E CENAS ESTRUTURADAS A PARTIR …

Alto relevo

GEORGES BRAQUE

O MUSEU BUCERIUS KUNST FORUM ESTÁ DEDICANDO UMA RETROSPECTIVA A GEORGES BRAQUE, A PRIMEIRA PESQUISA ABRANGENTE DE SUAS PINTURAS NA …

Garimpo

MARJÔ MIZUMOTO

“MINHA PINTURA VEM DA IDEALIZAÇÃO ROMÂNTICA DO TRIVIAL, DO ORDINÁRIO, DO COTIDIANO, DA BANALIDADE. SINTO QUE EXISTE UMA POTÊNCIA NO …

Flashback

MAX KLINGER

PIONEIRO DO SIMBOLISMO ALEMÃO, MAX KLINGER (1857-1920) FOI UMA DAS PERSONALIDADES ARTÍSTICAS MAIS PROEMINENTES E, AO MESMO TEMPO, MAIS CONTROVERSAS …

Destaque

KRIS MARTIN

KRIS MARTIN CRIA IMAGENS A PARTIR DE OBJETOS QUE LEVANTAM QUESTÕES SOBRE CONCEITOS COMO TRANSITORIEDADE, IDENTIDADE E MORTE. DENTRO DE TEMAS …

Resenha

SANDRA VÁSQUEZ DE LA HORRA

A VIAGEM IMAGINÁRIA
A obra de Sandra Vasquez de la Horra reflete seu legado sócio-cultural. A artista nasceu no Chile em …

Reflexo

VIVIAN CACURI

VIVIAN CACCURI CRIA OBJETOS, INSTALAÇÕES E PERFORMANCES QUE BUSCAM REFORMULAR A EXPERIÊNCIA COTIDIANA E, POR EXTENSÃO, PERTURBAM AS NARRATIVAS TRADICIONAIS. EM …

Flashback

ARTEMISIA GENTILESCHI

ARTEMISIA GENTILESCHI FOI UMA DAS MAIORES PINTORAS DO PERÍODO CONHECIDO COMO BARROCO ITALIANO. NASCIDA NA ÚLTIMA DÉCADA DO SÉCULO 16, …

Capa

LYNETTE YIADOM-BOAKYE

AS FIGURAS NAS PINTURAS DE LYNETTE YIADOM-BOAKYE NÃO SÃO PESSOAS REAIS – ELA AS CRIA A PARTIR DE IMAGENS ENCONTRADAS …

Destaque

JUDY CHICAGO

MUSEU DE SÃO FRANCISCO CELEBRA A ARTISTA FEMINISTA PIONEIRA JUDY CHICAGO COM A PRIMEIRA RETROSPECTIVA DE SEU TRABALHO. DESDE O SEU …

Alto relevo

KATHARINA GROSSE

A PINTURA DE KATHARINA GROSSE PODE APARECER EM QUALQUER LUGAR. SEUS EXTENSOS TRABALHOS SÃO MUNDOS VISUAIS MULTIDIMENSIONAIS NOS QUAIS PAREDES, TETOS, …