Untitled, 1997

DASARTES 100 (Edição Especial 12 anos) /

ANISH KAPOOR

ANISH KAPOOR É UM DOS ESCULTORES MAIS INFLUENTES DA ATUALIDADE, CONHECIDO POR CRIAR ESCULTURAS PUBLICAS AMBICIOSAS, AVENTUREIRAS NA FORMA E NA ENGENHARIA EM ESCALAS E MATERIAIS MUITO DIFERENTES. EXPOSIÇÃO NO HOUGHTON HALL APRESENTA 24 ESCULTURAS, BEM COMO OBRAS REPRESENTATIVAS DA CARREIRA PIONEIRA DE ANISH, CRIADA NOS ULTIMOS 40 ANOS

Um espelho aberto para o mundo

O quanto a arte nos ajudou durante esta pandemia! O confinamento nos retirou o direito de aproveitar os espaços culturais, porém, para citar o grande Alberti, a pintura é uma janela aberta para o mundo. Com isso em mente, museus do mundo inteiro abriram suas portas virtuais para todos os usuários da internet, permitindo-nos sonhar com um amanhã que continua incerto.

Enquanto os espaços culturais abrem suas portas progressivamente, uma exposição unindo arte e ar livre nos dá a oportunidade de restaurar nossa relação com o mundo exterior. Anish Kapoor at Houghton Hall, em Norfolk, curada por Mario Codognato, abre sua casa e seus jardins para o público, onde uma mostra das esculturas do artista é prolongada até o primeiro de novembro. O universo de Kapoor é exposto nos jardins e, dentro da casa de Houghton Hall, 24 esculturas, desenhos e outros trabalhos confrontam o espaço e a arquitetura clássica da casa.

Similar à exposição nos jardins do palácio de Versalhes em 2014, Houghton Hall repete o mesmo esquema onde a confrontação desse tipo de arquitetura secular com as esculturas de Anish Kapoor fortalece a noção do espaço criando ademais um diálogo entre ambas. Sky Mirror (2018) transforma e reflete o céu de cabeça para abaixo em um espelho de cinco metros de diâmetro. Sua monumentalidade poderia nos parecer excessiva, entretanto, o sentimento de infinito borra sua forma no mesmo instante.

Sky Mirror, 2018. © Anish Kapoor. All rights reserved DACS, 2020. Foto: Pete Huggins

O que sempre impressiona com a disposição das obras de Anish Kapoor em um espaço aberto desse tipo é a capacidade de criar uma visão digna de ficção científica. Quando olhamos para Untitled (1997), instalada em frente a Sky Mirror em uma grande planície, imagens de Duna (1984), de David Lynch; Melancolia (2011), de Lars Von Trier, ou ainda 2001: Odisseia no Espaço (1968), de Stanley Kubrik, vem à mente. O mesmo pode ser dito de Eight Eight (2004) e Rectangle Within a Rectangle (2018), inclinadas entre formas geométricas, brutas e orgânicas, todas se fundem às árvores e aos arbustos minuciosamente podados dos jardins. A fachada monumental, típica da arquitetura palladiana no uso da ordem colossal combinada à ordem iônica, continua se destacando das obras monolíticas.

Untitled, 1997

: Eight Eight, 2004.
© Anish Kapoor. All rights reserved DACS, 2020. Foto: Pete Huggins

Dentro, espelhos circulares de cores variadas refletem o interior da casa também invertido. Posicionados em cima de volutas, eles se fundem dificilmente ao lado dos bustos e da arquitetura de estilo clássica. Esses gazing mirrors (ou balls), reminiscentes da obra de Jeff Koons, são apenas um pretexto: cores que lembram a cultura e a origem indiana do artista, objetos que refletem a história colonial da Grã-Bretanha, os espelhos coloridos de Kapoor convidam e induzem o espaço interior de Houghton Hall. Passando em frente a eles, as cores mudam progressivamente, dando-nos um sentimento de vertigem. Houghton Hall foi construída por Sir Robert Walopole, primeiro ministro da Grã-Bretanha, em 1722. Ele conta com a ajuda dos grandes arquitetos Colen Cambell e James Gibbs, e ambos vão criar um dos melhores exemplos de arquitetura palladiana do país. Passados para a família Cholmondeley no final do século 18, a casa e os jardins, nacionalmente premiados, estão abertos ao público desde 1976. Se a história de Houghton Hall e a obra de Anish Kapoor parecem opostas, a Houghton Art Foundation tem uma missão precisa. O propósito da HAF é criar uma coleção de arte contemporânea e mostrá-las em um décor histórico; esta exposição de Kapoor vem depois de outras como James Turrell (2015), Richard Long (2017), Damien Hirst (2018) e Henry Moore (2019).

Untitled, 1997

Untitled, 2018, granite. © Anish Kapoor. All rights reserved DACS, 2020. Foto: Pete Huggins

Cobalt Blue to Apple and Magenta mix 2, 2018. Spanish and Pagan Gold to Magenta, 2018. Garnet
to Apple Red mix 2 to Pagan Gold to Spanish Gold, 2018. Spanish Gold and Pagan Gold mix, 2019.
© Anish Kapoor. All rights reserved DACS, 2020

Anish-Kapoor-Grace-Imminence

Um aspecto interessante dessa exposição reside no diálogo entre a obra de Anish Kapoor e as ideologias arquitetônicas de Andrea Palladio. De fato, na tradição renascentista, a casa e seus diferentes componentes devem se organizar como o corpo humano e ser um reflexo de nosso modo de viver. Outro aspecto da filosofia palladiana é a continuidade entre o interior e o exterior da casa; a decoração e as ordens (dórica, iônica, toscana, coríntia, colossal…) devem corresponder não só aos arredores da casa e da natureza, mas também ao status social do proprietário. Nesse sentido, os espelhos de Kapoor refletem o exterior e o interior para formar um espaço só onde os dois se apoiam e dialogam. De fato, como diz Palladio em seus Quattro Libri dell’architetura (1570), o arquiteto tem que aplicar toda sua diligência, de maneira que todos os edifícios tenham fundações da natureza e outras que demandam o uso da a arte, onde entra Anish Kapoor.

Sophia, 2003.
© Anish Kapoor. All rights reserved DACS, 2020

ANISH KAPOOR EM HOUGHTON
HALL • LONDRES • REINO UNIDO •
12/7 A 01/11/20

Leonardo Ivo é estudande em
história da arte em Sorbonne,
Paris e colaborador de mídias
sociais do artista Gonçalo Ivo.

Compartilhar:

Confira outras matérias

Resenha

SANDRA VÁSQUEZ DE LA HORRA

A VIAGEM IMAGINÁRIA
A obra de Sandra Vasquez de la Horra reflete seu legado sócio-cultural. A artista nasceu no Chile em …

Reflexo

MAXWELL ALEXANDRE

AOS 30 ANOS, MAXWELL ALEXANDRE RETRATA EM SUA OBRA UMA POÉTICA QUE PASSA PELA CONSTRUÇÃO DE NARRATIVAS E CENAS ESTRUTURADAS A PARTIR …

Garimpo

MARJÔ MIZUMOTO

“MINHA PINTURA VEM DA IDEALIZAÇÃO ROMÂNTICA DO TRIVIAL, DO ORDINÁRIO, DO COTIDIANO, DA BANALIDADE. SINTO QUE EXISTE UMA POTÊNCIA NO …

Flashback

MAX KLINGER

PIONEIRO DO SIMBOLISMO ALEMÃO, MAX KLINGER (1857-1920) FOI UMA DAS PERSONALIDADES ARTÍSTICAS MAIS PROEMINENTES E, AO MESMO TEMPO, MAIS CONTROVERSAS …

Destaque

KRIS MARTIN

KRIS MARTIN CRIA IMAGENS A PARTIR DE OBJETOS QUE LEVANTAM QUESTÕES SOBRE CONCEITOS COMO TRANSITORIEDADE, IDENTIDADE E MORTE. DENTRO DE TEMAS …

Alto relevo

GEORGES BRAQUE

O MUSEU BUCERIUS KUNST FORUM ESTÁ DEDICANDO UMA RETROSPECTIVA A GEORGES BRAQUE, A PRIMEIRA PESQUISA ABRANGENTE DE SUAS PINTURAS NA …

Reflexo

VIVIAN CACURI

VIVIAN CACCURI CRIA OBJETOS, INSTALAÇÕES E PERFORMANCES QUE BUSCAM REFORMULAR A EXPERIÊNCIA COTIDIANA E, POR EXTENSÃO, PERTURBAM AS NARRATIVAS TRADICIONAIS. EM …

Flashback

ARTEMISIA GENTILESCHI

ARTEMISIA GENTILESCHI FOI UMA DAS MAIORES PINTORAS DO PERÍODO CONHECIDO COMO BARROCO ITALIANO. NASCIDA NA ÚLTIMA DÉCADA DO SÉCULO 16, …

Capa

LYNETTE YIADOM-BOAKYE

AS FIGURAS NAS PINTURAS DE LYNETTE YIADOM-BOAKYE NÃO SÃO PESSOAS REAIS – ELA AS CRIA A PARTIR DE IMAGENS ENCONTRADAS …

Destaque

JUDY CHICAGO

MUSEU DE SÃO FRANCISCO CELEBRA A ARTISTA FEMINISTA PIONEIRA JUDY CHICAGO COM A PRIMEIRA RETROSPECTIVA DE SEU TRABALHO. DESDE O SEU …

Alto relevo

KATHARINA GROSSE

A PINTURA DE KATHARINA GROSSE PODE APARECER EM QUALQUER LUGAR. SEUS EXTENSOS TRABALHOS SÃO MUNDOS VISUAIS MULTIDIMENSIONAIS NOS QUAIS PAREDES, TETOS, …

Alto relevo

AQUILO QUE NÃO SE VÊ - PARA OXÓSSI

“Fungos e liquens aniquilam as nossas categorias de gênero. Eles reorganizam nossas ideias de comunidade e cooperação. Ferram com o …

Garimpo

JANA EULER

CONSTRUINDO FABULAÇÕES PICTÓRICAS EXCÊNTRICAS, AS INÚMERAS TÉCNICAS DE CRIAÇÃO DE IMAGENS DA ARTISTA ALEMÃ JANA EULER EXAMINAM E EXAGERAM AS …

Reflexo

Ana Paula Oliveira

A ARTISTA MINEIRA RADICADA EM SÃO PAULO, ANA PAULA OLIVEIRA CRIA SITUAÇÕES POR MEIO DE DIVERSAS LINGUAGENS E MATERIAIS E …

Flashback

JAMES TISSOT

PINTOR BRILHANTE DA ALTA CLASSE SOB O SEGUNDO IMPÉRIO E DOS COSTUMES DA SOCIEDADE VITORIANA INGLESA, DOS ARISTOCRATAS ELEGANTES E …