DASARTES 31 /

Afonso Tostes

Quando a agenda está mais folgada e a cabeça mais perdida, minhas experimentações são francas e constantes. O ateliê fica com ideias soltas em forma de trabalhos a serem desenvolvidos. Então vem a agenda e sou obrigado a aglutinar aquilo que será um trabalho, uma obra. A exposição realizada no Museu de Arte Moderna do […]

Quando a agenda está mais folgada e a cabeça mais perdida, minhas experimentações são francas e constantes. O ateliê fica com ideias soltas em forma de trabalhos a serem desenvolvidos. Então vem a agenda e sou obrigado a aglutinar aquilo que será um trabalho, uma obra. A exposição realizada no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro foi composta de várias esculturas. Essas esculturas tinham galhos e ossos misturados, alguns eram galhos de verdade, enquanto outros eram folheados a ouro. Em projetos futuros, pretendo voltar a pensar nesses possíveis trabalhos que estão no ateliê

Sempre trabalhei com a ideia de estrutura e todos os desdobramentos que isso pode apontar. Os conceitos vão surgindo a cada trabalho, e um trabalho pode significar uma coisa quando está em um determinado espaço, e outra coisa diferente, se deslocado para outra situação. Então os conceitos são mais flexíveis. Na exposição que realizei na Galeria Luciana Caravello Arte Contemporânea, mostrei objetos realizados a partir de restos de esculturas. Esses pedaços contêm o negativo de outras peças. No entanto, os desenhos e as tensões presentes nessas formas redimensionam o olhar e cada peça sugere uma nova interpretação.

Não consigo definir um processo específico de trabalho. Minha criação acontece de várias formas, às vezes fazendo ginástica, outras dirigindo, etc. Acho que ė um estado em que você se coloca e as coisas vão fluindo. Em minha exposição, na Casa França-Brasil, está presente um trabalho que reflete esse meu envolvimento franco com o fazer uma tentativa, como venho propondo em cada uma de minhas últimas exposições. As peças da mostra são como a continuação de um braço ou de uma mão.

Tronco – Afonso Tostes

Curadoria: Bernardo Mosqueira

De 4 de dezembro de 2013 até 9 de fevereiro de 2014

Casa França-Brasil

Rua Visconde de Itaboraí, 78 Centro – RJ
www.casafrancabrasil.rj.gov.br / www.cultura.rj.gov.br

Compartilhar:

Confira outras matérias

Destaque

REN HANG – NUDES

A mostra NUDES, do artista chinês Ren Hang, apresenta um compêndio de 90 obras, sendo uma retrospectiva com os trabalhos …

Alto relevo

NICOLAS DE STAËL

Nicolas de Staël (São Petersburgo, 1914-1955) é um dos artistas mais relevantes do panorama artístico francês desde 1945. A exposição …

Flashback

JAN VAN EYCK

JAN VAN EYCK ESTEVE AQUI

Foi o historiador Gombrich quem disse que “um simples recanto do mundo real fora subitamente fixado …

Alto relevo

J. CARLOS

J. Carlos (1884-1950), como ficou conhecido José Carlos de Brito e Cunha, era carioca de Botafogo, e viveu grande parte …

Do mundo

Félix Fénéon

Nunca é demais reforçar: no mundo da arte, nem tudo é sobre o artista. De fato, a arte moderna parece …

Capa

AUBREY BEARDSLEY

Com pouco mais de seis anos de produção, Aubrey Beardsley não apenas marcou uma época e inseriu seu nome na …

Alto falante

Sim

“Eu preferiria não”
Herman Melville

Sim. São diversas opções. Sim. Existem horários sobrepostos. Sim. Há certa sensação de democratização de acesso. Sim. …

Flashback

JAMES TISSOT

O MODERNO AMBÍGUO

James Tissot nasceu em 1836 e morreu no alvorecer do século 20. Teve uma longa carreira em ambos …

Capa

ALEX KATZ

A aparente simplicidade das pinceladas de Alex Katz pode gerar desinteresse apenas ao olhar desatento. Os grandes blocos de cor, …

Destaque

WOLFGANG TILLMANS

Nascido em 1968, em Remscheid, Alemanha, Tillmans estudou no Poole College of Art e Design, em Bournemouth, Inglaterra. Em 2000, …

Alto relevo

FRANK WALTER

“Nossa coroa já foi comprada e paga. Tudo o que precisamos fazer é usá-la.”
James Baldwin, em uma conversa na televisão, …

Garimpo

JANA EULER

Concebidos nos últimos três anos, os trabalhos da exposição Unform trazem muitas das investigações pictóricas de Euler sobre as inter-relações …

Reflexo

ANA PAULA OLIVEIRA

“Escrever sobre o próprio trabalho sempre é desafiador para mim, difícil encontrar palavras para algo indizível…. proponho aqui algumas reflexões …

Resenhas

O baile urbano e sincrônico de Bettina Pousttchi em Berlim

“Todo objeto, sem exceção, quer seja criado
pela natureza ou pela mão do homem, é um ente
com vida própria que inevitavelmente …

Alto falante

Amor

Elxs acordaram em um tempo cíclico, onde a referência de passado e futuro tinha desaparecido quase instantaneamente. E, mesmo sabendo …