Vendas de arte online aumentaram durante quarentena

Banksy, Idiotas , 2006. © Banksy / Sotheby's

Parece que, com nada a fazer em casa, algumas pessoas estão comprando arte online. As vendas do leilão online FauveParis, realizado pela casa de leilões francesa Drouot, registraram 300 compradores, muito mais do que as pessoas comuns de 80 a 100, em 21 de março. Enquanto isso, a Sotheby’s registrou um recorde de € 2,2 milhões (US$ 2,4 milhões) em uma venda de relógios online em 26 de março, e um recorde de 400 pessoas registradas para participar da venda de carros colecionáveis ​​da Aguttes em 15 de março. “Não devemos esquecer que as pessoas estão confinadas em suas casas e, portanto, têm mais tempo para conectar e seguir os leilões” da FauveParis, disse Dimitri Joannidès.

Desde que a contenção foi solicitada, todos os leilões “físicos” foram cancelados e adiados. Além disso, os licitantes recorrem às vendas online e às portas fechadas, durante as quais o leiloeiro fica sozinho na sala quando seus colaboradores estão em videoconferência simultânea e realizam os leilões por telefone.

A FauveParis optou por manter suas vendas, mas a portas fechadas, e notou um aumento nas conexões no site Drouot Digital ao qual estava conectado durante o leilão de 21 de março. Ele registrou uma taxa de vendas de 82% (para um total de € 213.000 com um martelo) e registrou 300 assinantes no Drouot Live, incluindo 285 ao mesmo tempo às 11h10. “Normalmente, para uma venda geral, registramos entre 80 e 120 pessoas durante toda a venda”, disse Dimitri Joannidès, co-fundador da casa de leilões .

Em Millon, a mesma observação: sua venda de quadrinhos organizada na Bélgica em 29 de março – que arrecadou 502.060 euros – contou com 864 assinantes no Drouot Live (contra 293 no dia 15 de dezembro). “Nós explodimos nosso recorde anterior, que era 415 registrados. Essa venda deve ser o recorde absoluto de todas as vendas no Drouot Live”, disse Arnaud de Partz, diretor da Millon Bélgica.

Na Sotheby’s, várias vendas foram organizadas exclusivamente na Internet: a do dia 26 de março inteiramente dedicadas a Bansky excederam sua estimativa, com 1,2 milhão de euros arrecadados e 47% dos novos compradores; sua venda dedicada a relógios arrecadou 2,2 milhões de euros, “um valor recorde para uma venda de relógios on-line na Sotheby’s”, disse David Bennett, diretor mundial de jóias.

Outra performance: a venda de carros colecionáveis em 15 de março na Aguttes, que passou de uma venda física para uma transmissão de portas fechadas na Drouot Digital, levantou 2,7 milhões de euros. “Esta é a nossa maior pontuação na disciplina, com 400 inscritas na Drouot Digital, contra 120 em períodos normais”, observa o leiloeiro Claude Aguttes. Deve-se dizer que sua empresa teve sorte de poder manter sua exposição pública de 13 e 14 de março.

Na Drouot Digital, 31 vendas on-line estão ativas no momento, contra 25 no ano passado no mesmo período, enquanto o número de assinantes explodiu: + 174% em média em comparação com março de 2019 para vendas on-line e + 118 % em média para vendas ao vivo (retransmitidas na Internet). Em Interencheres – que não é um serviço de vendas on-line, mas oferece transmissão física de vendas ao vivo – os números também são animadores: “Com apenas 55 vendas organizadas nos últimos quinze dias de março, registramos 16.715 assinantes, ou 1.114 registrados em média por dia, com picos de mais de 3.000 registrados em dias úteis. No mesmo período de 2019, com 270 vendas, tivemos 3.084 registrantes em média por dia ”, diz Bénédicte Valton de Jorna, diretor comercial da Interencheres.

Para Claude Aguttes, os resultados sustentados dessas vendas, apesar do contexto da saúde, também são explicados pelo fato de que “os amantes da arte pensam que os leilões não produzirão perdas e que poderão fazer negócios.” O especialista em relógios Geoffroy Ader acrescenta: “As pessoas permanecem apaixonadas e continuam a apoiar o mercado, com crise ou sem crise. Mais do que o habitual, eles precisam interagir.”

Olivier Lange , diretor administrativo da Drouot Patrimoine e presidente da Drouot Digital, por outro lado, está menos otimista: “Não se deve imaginar que houve uma transferência de atividade de vendas físicas para vendas on-line. Estes já foram planejados antes da crise. Hoje, a atividade das casas de leilão é extremamente fraca” . De fato, apenas alguns operadores fizeram a troca porque, para eles, não há como se privar de exposições públicas, sem mencionar que a maioria de seus vendedores se retraiu devido à ausência de condições ideais para vender.

Fonte/Tradução: LE JOURNAL DES ARTS

Compartilhar:
Notícias - 22/01/2021

Em sincronia ao aniversário de SP, artista resgata história do bairro da Liberdade

Liberdade. Liberdade. Liberdade. Essas foram as palavras proferidas por uma multidão de pessoas pretas ao verem a corda que enforcava …

Notícias - 20/01/2021

Horrana de Kássia Santoz assume vaga de curadora na Pinacoteca

Pinacoteca do Estado de São Paulo e a Coleção Ivani e Jorge Yunes comemoram a parceria com a chegada de …

Notícias - 20/01/2021

Curso gratuito de Artes Integradas e Acessibilidade abre inscrições

Já estão abertas as inscrições para o curso Artes Integradas + Educação + Acessibilidade, do projeto Um Novo Olhar. A …

Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …