Saiba como estão os acervos culturais de Porto Alegre em enchente histórica

Casa de Cultura Mario Quintana

A maior enchente da história de Porto Alegre deixou um rastro de destruição na cidade e atingiu diversas instituições culturais localizadas no Centro Histórico da cidade. Segundo notícias veiculadas nos últimos dias, os acervos artísticos e históricos da capital não foram atingidos pelas enchentes. Nos dias anteriores ao alagamento, cerca de seis mil obras foram transportadas para andares superiores das instituições e permanecem fora de risco, de acordo com a Secretaria de Cultura do Estado. Entretanto, instituições como o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), a Casa de Cultura Mario Quintana e o Museu da Comunicação Hipólito José da Costa foram invadidos pela água e precisarão passar por restauro.

Os espaços se encontram inundados desde o último final de semana e seguem fechados por tempo indeterminado. As aberturas do prédio também foram vedadas. Francisco Dalcol, diretor do Margs, se pronunciou sobre o caso: “Já vínhamos movimentando obras e tomando medidas preventivas nos dias anteriores, e esse trabalho ficou mais intenso a partir da previsão da cheia histórica. Iniciamos então o protocolo de maior gravidade do nosso plano de gerenciamento de riscos, que trazia como pior cenário uma grande inundação na Praça da Alfândega. A operação de remover obras de arte é difícil e demorada, mas montamos uma força-tarefa emergencial, que trabalhou até o último minuto possível e conseguiu levar as peças para os andares de cima antes de a água chegar na Praça”. Segundo ele, o acervo está seguro e preservado.

A rede elétrica dos espaços foram preventivamente desligadas. Apesar de a falta de climatização poder prejudicar a preservação de algumas obras, não há risco de causar estragos importantes. A segurança também vem sendo motivo de alerta. Em meio a denúncias de saques na cidade, forças de segurança monitoram diariamente a área dos museus.

MARGS

A Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) também permanece tomada pela água, mas, segundo a diretora da instituição, Germana Konrath, parte do acervo também foi realocado. “Assim como em outros espaços da Sedac, a gente fez na CCMQ uma força-tarefa para minimizar danos, levando tudo o que era possível para o piso superior, mas os efeitos reais só vamos conhecer quando a água baixar. A programação de maio da Casa está temporariamente suspensa”, afirma.  Entretanto, a livraria Taverna, que opera no térreo do espaço, foi tomada pela água. Em vídeo publicado nas redes sociais no dia 7 de maio, o proprietário do estabelecimento, Ederson Lopes, mostrou imagens do espaço e fez apelo por ajuda. Livros foram colocados em estantes e móveis, mas a umidade elevada já danificou grande parte do material, assim como a maior parte dos móveis.

No dia 5 de maio, a secretária Beatriz Araújo, junto a uma comitiva da Sedac, passou, de bote, pelo Margs e outras instituições culturais do Estado, como o Memorial do Rio Grande do Sul, o Museu de Comunicação Hipólito José da Costa (MuseCom) e a Biblioteca Pública do Estado (BPE). A visita constatou que os acervos dessas instituições estavam preservados. Ainda que não haja dimensão total do prejuízo, Araújo diz que já recebeu ofertas de ajuda de ONGs internacionais para reconstrução. “Não temos ainda a total dimensão dos estragos nos prédios, mas já sabemos o que precisará ser feito. Será necessário reformar a parte sanitária, logística, o sistema elétrico, de alarme, além do mobiliário de toda a parte administrativa, e a compra de novos computadores”.

Também localizado na praça da Alfândega, o Farol Santander sofre com a entrada de água no subsolo do edifício. Em nota, a instituição afirmou que “foram adotadas todas as medidas necessárias para preservar o acervo”. Os itens que estavam nos andares inferiores foram acomodados em uma parte mais alta do edifício e a rede elétrica foi desligada.

Diante da situação alarmante, a Sedac enunciou que estuda possibilidades de auxílio ao setor cultural. Em nota, afirma: “A Secretaria da Cultura atua para tomar providências em relação aos projetos culturais contemplados por editais em municípios afetados pela tragédia climática. A pasta também está atenta aos editais em andamento e busca executar ações de adequação à realidade que se apresenta. As definições serão informadas em momento oportuno no site e nas redes sociais da Sedac. A Secretaria estuda, oportunamente, lançar edital de apoio, mas em concomitância com as deliberações e decisões do Estado, já que todos os esforços do governo, neste momento, estão concentrados em salvar e preservar vidas”.

Compartilhar:
Notícias - 17/05/2024

Belém recebe o histórico e novo Centro Cultural Bienal das Amazônias

Em um momento histórico para as artes visuais, o Centro Cultural Bienal das Amazônias (CCBA), um espaço permanente de cultura …

Notícias - 16/05/2024

Artista surrealista quebra recorde em leilão

A pintura de Lenora Carrington, Les Distractions de Dagobert, de 1945, foi vendida por US$ 28,5 milhões com taxas, durante …

Notícias - 16/05/2024

Centro Georges Pompidou ganhará filial brasileira

O Centro Georges Pompidou, um dos principais museus de arte contemporânea de Paris, na França, receberá uma filial no Brasil, …

Notícias - 16/05/2024

Primeiro retrato oficial do Rei Charles provoca reações negativas pela paleta 'Vermelho Sangue'

O primeiro retrato oficial do rei Charles pintado desde sua coroação em maio passado foi inaugurado no Palácio de Buckingham.

A …

Notícias - 16/05/2024

maior festival de sexualidade na arte contemporânea do Brasil recebe 100 artistas

Um evento legitimador aos artistas contemporâneos que trabalham com sexualidade, apresentando ao público uma produção pulsante, além de proporcionar diversas …

Notícias - 16/05/2024

Ateliê parisiense de Modigliani e Gauguin ganha status de patrimônio

O estúdio parisiense onde artistas como Amedeo Modigliani e Paul Gauguin viveram e trabalharam recebeu uma designação histórica antes de …

Notícias - 16/05/2024

Exposição vai selecionar 10 artistas negros para repensar o Brasil a partir de ideias criadas por figuras históricas

Idealizada pela diretora e produtora executiva Mariana Luiza (“Redenção”), em colaboração com as professoras Ana Flávia Magalhães Pinto (História-UnB e …

Notícias - 16/05/2024

Conheça os retratos de criminosos feitos de crochê por artista e sua mãe

“Tudo começou com um desafio”, disse o artista e escritor radicado em Nova York, Paul Chan. Há dois anos, sua …

Notícias - 16/05/2024

Suspeita de ataque cibernético mantém o site da Christie's off-line durante a semana de leilões

Não é uma boa semana para uma casa de leilões sofrer uma falha tecnológica, mas é isso que a Christie’s …

Notícias - 16/05/2024

Festa da Luz agita Belo Horizonte com instalações e atividades artísticas públicas

Em apenas duas edições, a Festa da Luz tornou-se um dos eventos mais aguardados e celebrados de Belo Horizonte. Para …

Notícias - 15/05/2024

Geólogo diz descobrir onde MonaLisa estava sentada

Ela foi manchada com bolo e encharcada com ácido. Vigilantes roubaram-na e manifestantes desfiguraram-na. Ela foi atacada e cutucada, exibida …

Notícias - 15/05/2024

Conheça o tema e curadoria da exposição e baile do MET Gala

O curador Andrew Bolton tem muito que explicar sobre a nova exposição do Costume Institute do Metropolitan Museum of Art. …