Protestos enquanto Governo da Noruega começa a demolir edifícios adornados com mural de Picasso

O trabalho de demolição do prédio danificado no ataque de Anders Breivik dividiu a opinião

Em meio a protestos, o governo da Noruega começou a demolir um edifício histórico decorado com murais gigantes de Pablo Picasso como parte dos esforços para reconstruir a sede do governo danificada no ataque terrorista de 2011 pelo extremista de direita Anders Breivik.

O prédio do bloco Y em Oslo, com um desenho de Picasso coberto de areia em uma seção de 250 toneladas da fachada, será substituído por um desenvolvimento moderno e mais seguro, afirma o governo.

A demolição dividiu opiniões fortemente: alguns dizem que a estrutura brutalista de 50 anos é feia e merece ser arrasada, enquanto outros pediram sua proteção.

Picasso colaborou com o escultor norueguês Carl Nesjar, que transformou os desenhos do artista espanhol em grandes obras de concreto em Nova York, Barcelona, ​​Oslo e outras cidades.

Usando uma parede externa inteira do edifício do bloco Y, Nesjar deu a The Fishermen, de Picasso, um lugar de destaque na capital norueguesa e também explodiu The Seagull, um desenho do chão ao teto, em uma parede de 60 toneladas no saguão.

A estrutura de baixo crescimento, construída em 1969 e assim chamada por causa de sua forma vista do ar, abrigou o ministério da educação até 22 de julho de 2011, quando Breivik detonou uma grande bomba nas proximidades.

Ambas as obras serão removidas e preservadas para serem instaladas em outros lugares, embora os ativistas digam que o prédio e os murais pertencem um ao outro.

Além de esperar preservar uma obra arquitetônica típica da década de 1960, os oponentes da destruição invocam um argumento simbólico: que os prédios do governo deveriam permanecer em pé precisamente porque o extremista de direita tentou derrubá-los.

Manifestantes vestindo blusas listradas em homenagem a Picasso se manifestam em frente ao mural de Pescadores em 2019. Fotografia: Ole Berg-Rusten / AFP / Getty Images

Uma ativista, a cantora e compositora norueguesa Elvira Nikolaisen, disse à Reuters: “Há um processo de luto por isso estar acontecendo”. Mas ela acrescentou: “Ao mesmo tempo, o espírito que muitos exibiram para fazer campanha para proteger o prédio foi muito positivo. As pessoas acordaram com o valor dessa arte.”

O prédio do bloco H abrigava os escritórios do primeiro-ministro até Breivik explodir uma van carregada com 950 kg de explosivos em sua base, antes de realizar um tiroteio em massa na ilha de Utøya, em 2011.

Os ataques, que mataram 77 pessoas, foram a pior atrocidade da Noruega em tempos de paz.

Vários edifícios próximos foram danificados pela explosão e foram demolidos, enquanto uma torre de escritórios que também contém parte do trabalho de Picasso será restaurada.

O prédio Y, fechado desde 2011, mas com poucos danos estruturais, poderia ter sido reparado, mas o governo disse que sua localização em um túnel rodoviário o expôs a ataques.

Compartilhar:
Notícias - 23/10/2020

Olafur Eliasson projeta 'nossas perspectivas glaciais' como um instrumento astronômico

Artista Olafur Eliasson revela sua última obra de arte pública permanente, ‘nossas perspectivas glaciais’, ao longo da geleira hochjochferner do …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Klimt roubada - enterrada por 20 anos - volta a ser exibida em museu italiano

Descoberto pelo jardineiro da galeria Ricci Oddi no ano passado, o Retrato de uma Senhora será a estrela de uma …

Notícias - 23/10/2020

Vândalos atacaram 70 obras de arte em museus de Berlim em plena luz do dia

Um líquido oleoso foi derramado sobre muitas obras no que foi considerado o pior ataque à arte e antiguidades na …

Notícias - 23/10/2020

Guerra declarada entre museu e herdeiros de Piet Mondrian para recuperação de pinturas no valor de US$ 200 milhões

Como parte de um esforço contínuo de anos para recuperar os direitos de propriedade de várias pinturas criadas pelo modernista …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Jacob Lawrence, desaparecida há décadas, foi encontrada de forma inusitada

O painel do renomado artista negro, parte de sua série “Struggle”, foi visto pela última vez em 1960. Mas alguém …

Notícias - 21/10/2020

SESC SÃO PAULO EM NOVA ETAPA, RETOMADA GRADUAL CONTEMPLA EXPOSIÇÕES, BIBLIOTECAS E EXIBIÇÃO DE FILMES NO CINESESC

 O anúncio da aguardada Fase Verde, a penúltima e mais branda de uma  escala de cinco etapas do Plano São …

Notícias - 16/10/2020

Instituição coloca à venda pintura de David Hockney em meio a tensões financeiras

Na semana passada, a Royal Opera House de Londres anunciou planos de vender o Retrato de Sir David Webster de …

Notícias - 16/10/2020

Itáu Cultural reabre com mostras de Sandra Cinto e ocupação de Rino Levi

O Itaú Cultural (IC) retomou a partir de terça-feira (13) suas atividades presenciais. Neste momento, o público pode visitar as …

Notícias - 16/10/2020

Marina Abramović terá a primeira obra de arte de realidade mista vendida em leilão

Marina Abramović é uma das artistas contemporâneas mais conhecidas do mundo, mas muito de seu trabalho é efêmero: performances que …

Notícias - 16/10/2020

Juíza anuncia nova decisão sobre caso Inhotim e surpreende

O instituto assinou um acordo em 2016 para doar 20 obras de seu acervo ao governo, a fim de reembolsar …

Notícias - 16/10/2020

Como obras redescobertas de velhos mestres vêm de destacando em leilões com números extraordinários?

A Christie’s realizará seu leilão de Velhos Mestres durante as vendas clássicas da semana na sede do Rockefeller Center. Ao …

Notícias - 16/10/2020

Escultura de Medusa nua vira símbolo do movimento #meetoo e causa polêmica

Na maioria dos casos de violência sexual, sempre se pergunta à vítima: ‘Bom, o que você fez para provocá-lo?’ Questões …