Protestos enquanto Governo da Noruega começa a demolir edifícios adornados com mural de Picasso

O trabalho de demolição do prédio danificado no ataque de Anders Breivik dividiu a opinião

Em meio a protestos, o governo da Noruega começou a demolir um edifício histórico decorado com murais gigantes de Pablo Picasso como parte dos esforços para reconstruir a sede do governo danificada no ataque terrorista de 2011 pelo extremista de direita Anders Breivik.

O prédio do bloco Y em Oslo, com um desenho de Picasso coberto de areia em uma seção de 250 toneladas da fachada, será substituído por um desenvolvimento moderno e mais seguro, afirma o governo.

A demolição dividiu opiniões fortemente: alguns dizem que a estrutura brutalista de 50 anos é feia e merece ser arrasada, enquanto outros pediram sua proteção.

Picasso colaborou com o escultor norueguês Carl Nesjar, que transformou os desenhos do artista espanhol em grandes obras de concreto em Nova York, Barcelona, ​​Oslo e outras cidades.

Usando uma parede externa inteira do edifício do bloco Y, Nesjar deu a The Fishermen, de Picasso, um lugar de destaque na capital norueguesa e também explodiu The Seagull, um desenho do chão ao teto, em uma parede de 60 toneladas no saguão.

A estrutura de baixo crescimento, construída em 1969 e assim chamada por causa de sua forma vista do ar, abrigou o ministério da educação até 22 de julho de 2011, quando Breivik detonou uma grande bomba nas proximidades.

Ambas as obras serão removidas e preservadas para serem instaladas em outros lugares, embora os ativistas digam que o prédio e os murais pertencem um ao outro.

Além de esperar preservar uma obra arquitetônica típica da década de 1960, os oponentes da destruição invocam um argumento simbólico: que os prédios do governo deveriam permanecer em pé precisamente porque o extremista de direita tentou derrubá-los.

Manifestantes vestindo blusas listradas em homenagem a Picasso se manifestam em frente ao mural de Pescadores em 2019. Fotografia: Ole Berg-Rusten / AFP / Getty Images

Uma ativista, a cantora e compositora norueguesa Elvira Nikolaisen, disse à Reuters: “Há um processo de luto por isso estar acontecendo”. Mas ela acrescentou: “Ao mesmo tempo, o espírito que muitos exibiram para fazer campanha para proteger o prédio foi muito positivo. As pessoas acordaram com o valor dessa arte.”

O prédio do bloco H abrigava os escritórios do primeiro-ministro até Breivik explodir uma van carregada com 950 kg de explosivos em sua base, antes de realizar um tiroteio em massa na ilha de Utøya, em 2011.

Os ataques, que mataram 77 pessoas, foram a pior atrocidade da Noruega em tempos de paz.

Vários edifícios próximos foram danificados pela explosão e foram demolidos, enquanto uma torre de escritórios que também contém parte do trabalho de Picasso será restaurada.

O prédio Y, fechado desde 2011, mas com poucos danos estruturais, poderia ter sido reparado, mas o governo disse que sua localização em um túnel rodoviário o expôs a ataques.

Compartilhar:
Notícias - 20/01/2021

Horrana de Kássia Santoz assume vaga de curadora na Pinacoteca

Pinacoteca do Estado de São Paulo e a Coleção Ivani e Jorge Yunes comemoram a parceria com a chegada de …

Notícias - 20/01/2021

Curso gratuito de Artes Integradas e Acessibilidade abre inscrições

Já estão abertas as inscrições para o curso Artes Integradas + Educação + Acessibilidade, do projeto Um Novo Olhar. A …

Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …

Notícias - 17/12/2020

REGINA BONI ANUNCIA INAUGURAÇÃO DA GALERIA SÃO PAULO FLUTUANTE EM 2021

Para quem afrontou militares e a extrema direita em plena ditadura nos anos 60, não seria uma pandemia em escala …