Pirâmide mais antiga do Egito reabre ao público após 14 anos

Foto por Mohamed el-Shahed / AFP via Getty Images

Construída há quase 4.700 anos como uma tumba para o faraó Djoser, a estrutura passou por mais de uma década de restaurações intermitentes.

Cerca de 4.700 anos atrás, um homem chamado Imhotep decidiu perseguir um objetivo especialmente grandioso. Encarregado de projetar a tumba elaborada que abrigaria seu faraó, Djoser, o arquiteto decidiu construir uma vasta estrutura de absorção de espaço, diferente de tudo que já havia visto antes – uma forma que se estenderia não apenas para fora, mas para cima.

O resultado – um edifício impressionante composto por seis camadas escalonadas com mais de 60 metros de altura – tornou-se o primeiro edifício de pedra colossal conhecido do Egito e continua sendo a pirâmide mais antiga ainda em pé hoje. Agora, após a conclusão de um projeto de restauração de 14 anos e quase US$ 6,6 milhões, o local de descanso final de Djoser reabriu ao público.

“Estamos admirados com a forma como Imhotep conseguiu criar essa estrutura, que permaneceu em pé por 4.700 anos”, disse Khaled al-Anany, ministro de Antiguidades e Turismo do Egito, em entrevista coletiva na semana passada, citada por Reuters.

Montada entre 2630 e 2611 aC em Saqqara, no Egito, a pirâmide, onde Djoser e 11 de suas filhas foram enterradas após a morte, contém aproximadamente 11,6 milhões de pés cúbicos de pedra e argila. O looping através das câmaras funerárias é uma rede de túneis sinuosos que provavelmente foi projetada para impedir o roubo, mas aparentemente enfraqueceu a integridade estrutural do edifício, de acordo com o Atlas Obscura. Quando o século 21 chegou, as autoridades temiam que a pirâmide – atingida por ventos durante milênios e desastres naturais, incluindo um terremoto de 1992 – estivesse à beira do colapso.

Os trabalhadores começaram a reformar a pirâmide em 2006, fazendo uma breve pausa de 2011 a 2013, depois que uma revolta derrubou o ex-presidente egípcio Hosni Mubarak. O trabalho dentro da estrutura antiga mostrou-se difícil: para impedir que as paredes de pedra se desmoronassem, os engenheiros inflaram airbags que sustentavam os telhados de seus seis terraços empilhados. Reivindicações controversas de que o trabalho de restauração estava exacerbando, em vez de desfazendo, os danos à pirâmide também ameaçaram o projeto, relata James Pasley, da Business Insider.

Mas, quando as autoridades revelaram a pirâmide na última semana, tudo parecia estar bem. Embora não tenha sido totalmente restaurada à sua antiga glória, a estrutura mais uma vez possui tetos estáveis ​​e corredores que podem ser percorridos. A restauração também adicionou algumas vantagens modernas, incluindo um novo sistema de iluminação e uma entrada acessível a pessoas com deficiência. Os visitantes já entraram ansiosamente no monumento para explorar suas três milhas de passagens labirínticas.

“Estamos trabalhando duro para construir um novo Egito … e a restauração de nossa herança está no topo de nossas prioridades”, disse o primeiro-ministro egípcio Mostafa Madbouli em uma entrevista coletiva na semana passada, conforme reportado pelo Business Insider.

Ele acrescentou: “Embora, obviamente, tenhamos muito orgulho de que seja um legado egípcio, também sabemos muito bem que é a herança mundial e que estamos muito empenhados em manter”.

Compartilhar:
Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …

Notícias - 07/04/2021

Nova galeria de arte vende obras com o tema "identidade"

Inaugurada no mês de celebração ao Dia Mundial das Mulheres, a Pequena Galeria apresenta cinco artistas mulheres de diferentes regiões …

Notícias - 06/04/2021

Obras de Antony Gormley colocadas na praia dividem opiniões

Esperava-se que incentivassem a apreciação da arte contemporânea. Mas, em vez disso, quatro esculturas de ferro de Antony Gormley parecem …

Notícias - 06/04/2021

National Gallery cria sua primeira mostra projetada para telefones celulares

A National Gallery apresentará sua primeira exposição projetada para telefones celulares, permitindo que as pessoas vivenciem com detalhes incríveis uma …

Notícias - 06/04/2021

Visitas aos 100 principais museus e galerias do mundo caem 77% devido a Covid

O número de visitantes nos 100 principais museus e galerias de arte do mundo caiu 77% no ano passado, de …

Notícias - 05/04/2021

Exposição artística mais extensa do mundo é realizada no Caminho de Santiago

“Las Estrellas del Camino” é uma exposição permanente com curadoria de Estrella Galicia e realização da agência AUPA!. A mostra …

Notícias - 05/04/2021

Inscrições para a ArtRio 2021 prorrogadas até 30 de abril

As inscrições para as galerias que desejam participar da 11ª edição da ArtRio foram prorrogadas até o dia 30 de …

Notícias - 31/03/2021

Instituto Cultural Vale lança programa gratuito de formação em Gestão Contemporânea das Artes

O Instituto Cultural Vale lança nesta terça-feira, 30, seu programa de formação em Gestão Contemporânea das Artes. Voltado para profissionais …