Pesquisas revelam nova escultura de Bernini

Gian Lorenzo Bernini's Skull, 1655 © SKD | FOTO: Oliver Killig

Um crânio em tamanho natural, habilmente esculpido em mármore de Carrara para parecer o mais realista possível, esteve por muitos anos em exposição no Schloss Pillnitz, um palácio ao sul de Dresden. Enquanto procurava obras para uma exposição de Caravaggio, a curadora Claudia Kryza-Gersch decidiu que seria uma exposição ideal para incluir o crânio. Assim, ela o trouxe para a oficina de restauração das Coleções de Arte do Estado de Dresden.

“Havia algo de especial em ver o objeto fora da caixa de vidro”, diz Kryza-Gersch. “Eu estava tão emocionada. É assustador – tem uma aura. ”

O crânio fazia parte da coleção da família Chigi em Roma, que Augusto, o Forte, adquiriu em 1728. O tesouro compreendia 164 esculturas da antiguidade, e quatro obras barrocas contemporâneas. Durante décadas, a cabeça da morte fez parte do acervo arqueológico, cujos curadores estavam menos interessados ​​nas obras mais modernas, diz Kryza-Gersch. “Simplesmente não estava no radar.”

Uma vez na oficina de restauração, o crânio causou um rebuliço. “Todos tiveram a mesma reação a isso”, diz Kryza-Gersch. “Estávamos em volta de uma mesa, olhando para ela. A questão, claro, era: quem fez isso? Uma vez que tem proveniência romana, alguém disse brincando: ‘talvez seja um Bernini?’ ”

Kryza-Gersch começou a pesquisar os inventários e arquivos de Dresden. Na correspondência de Raymond Le Plat, principal comprador de arte de Augusto, o Forte, ela encontrou uma menção à “famosa cabeça da morte” e ao nome do artista – Gian Lorenzo Bernini.

“Uau”, ela diz, “Nossas piadas estavam certas.”

Ela vasculhou os arquivos Chigi e a literatura de Bernini para preencher as lacunas. Três dias depois de Alexandre VII ser nomeado Papa em 1655, ele encomendou um sarcófago e a cabeça da morte de Bernini. Isso torna improvável que a escultura tenha sido da oficina de Bernini, diz Kryza-Gersch. Os anos anteriores haviam sido difíceis para o escultor, então com quase 50 anos, e ele havia caído em desgraça. “Ele teve que agarrar a oportunidade e fazê-la funcionar”, diz ela. “Se você receber uma comissão do novo papa nessa situação, você o faz rapidamente e você mesmo o faz”.

Logo depois que Alexandre VII ascendeu ao trono papal, a praga estourou em Roma. Muitas das medidas que ele introduziu na época são agora familiares para todos nós – máscaras, quarentenas e bloqueios. Ele manteve o crânio esculpido em sua mesa e o sarcófago sob sua cama como lembretes da proximidade da morte.

A cabeça da morte está agora à vista do público numa exposição no Semperbau de Dresden, chamada Bernini, o Papa e a Morte (até 5 de setembro). Entre as duas dúzias de obras expostas está um retrato de Alexandre VII colocando a mão sobre o crânio. Esta pintura a óleo de 1655-56, emprestada pela Soberana Ordem Militar de Malta em Roma, é do aluno de Bernini, Guido Ubaldo Abbatini.

“Desta vez, todas as peças se encaixaram como um belo quebra-cabeça”, diz Kryza-Gersch.

Guido Ubaldo Abbatini, Papst Alexander VII. mit Berninis Totenkopf, 1655/56

Fonte: The Art Newspaper

Compartilhar:
Notícias - 24/06/2021

Christie’s e Sotheby’s passam a aceitar criptomoeda para itens de grande valor

Em mais um sinal de que a criptomoeda está fazendo incursões nos escalões superiores do mercado de arte, a Sotheby’s …

Notícias - 24/06/2021

Mostra Brasileires entrega murais gigantes assinados por Laerte e Jean Wyllys

No mês em que se comemora o Orgulho LGBTQIA+, a Mostra Brasileires, conjunto de seis laterais de edifícios na região …

Notícias - 24/06/2021

Bandeira do arco-íris original de 1978 é instalada permanentemente em museu

Um segmento da bandeira do arco-íris original, projetada e criada pelo falecido artista Gilbert Baker para a Parada do Dia …

Notícias - 24/06/2021

Frestas - Trienal de Artes anuncia lista de artistas

Trazer para a prática o debate sobre economias de acesso, refletir sobre as políticas e poéticas de exibição, investigar quais …

Notícias - 23/06/2021

MUSEU TRANSGÊNERO DE HISTÓRIA E ARTE (MUTHA) INAUGURA SEU WEBSITE

O Museu Transgênero de História e Arte (MUTHA) inaugurou, dia 01 de Junho de 2021, seu primeiro Portal para a …

Notícias - 22/06/2021

Nasce a Zipper Open

Focada no mercado de arte secundário, a Zipper Open apresenta em sua exposição inaugural alguns dos grandes nomes da arte …

Notícias - 22/06/2021

Instituto de Arte Contemporânea de Ouro Preto lança Ocupa/ia com mostras virtuais de artistas

Em resposta aos desafios decorrentes do COVID-19 e seus efeitos no setor cultural, o ia – Instituto de Arte Contemporânea …

Notícias - 20/06/2021

ação performática que (d)enuncia as mortes por COVID-19 É reativada pela soma de 500 mil óbitos

A performance Quase-Oração realizará, de 25 de junho a 5 de julho, a sua última etapa de reativação com a …

Notícias - 17/06/2021

Edital seleciona artistas para residência na Fundação Iberê

A Fundação Iberê abre no dia 20 de junho (domingo) as inscrições para o Edital Iberê/CMPC 2021. Com patrocínio da …

Notícias - 17/06/2021

MIQUEL BARCELÓ realiza performances em MÁLAGA

As performances artísticas de Miquel Barceló são conhecidas por uma estética que fica a meio caminho entre as pinturas rupestres …

Notícias - 16/06/2021

Obra de Victor Brecheret será leiloada

A escultura de Victor Brecheret, uma das mais primorosas do artista, integrará leilão virtual (www.vmescritarteleiloes.com.br), nos dias 22 e 23 …

Notícias - 16/06/2021

Trabalho final e póstumo do artista Christo tem data confirmada

O trabalho final do artista plástico Christo, falecido no ano passado aos 84 anos, está um passo mais perto de …