Pesquisas com infravermelho descobrem imagens ocultas sob tela de Jacques Louis David

Jacques Louis David, Antoine Laurent Lavoisier (1743–1794) and Marie Anne Lavoisier (Marie Anne Pierrette Paulze, 1758–1836) (1788) | FOTO: Reprodução

Parece que estamos realmente na fase de descobertas sob as pinturas. Depois de encontrarem um cupido sob camadas de tinta de uma pintura de Vermeer (Leia aqui), agora temos novas descobertas em uma obra de Jacques Louis David. Em 2019, o famoso retrato neoclássico do químico Antoine Laurent Lavoisier e sua esposa, Marie Anne, foi enviado ao laboratório de conservação do Metropolitan Museum of Art. O trabalho era simples – a remoção de um verniz. Mas, no processo, os pesquisadores descobriram outra coisa também: uma composição oculta sob a pintura.

A obra retrata os Lavoisiers como líderes assíduos de uma revolução científica. Uma Marie Anne vestida com humildade inclina-se sobre o marido, que está sentado vestido de vermelho, trabalhando arduamente diante de um bando de instrumentos.

Mas depois de meses de análise – por meio de técnicas como reflectografia infravermelha e mapeamento de fluorescência de raios-X macro – os especialistas descobriram que a pintura original de Lavoisier e sua esposa por David era muito menos lisonjeira, retratando o casal como membros abastados da nobreza, deleitando-se com seu estilo de vida luxuoso. No esboço original do artista, os instrumentos sumiram, a mesa está vazia e incrustada com detalhes de latão dourado, e Marie Anne usa um elegante chapéu emplumado.

IMAGEM: Reprodução

A pintura restaurada agora foi devolvida às galerias neoclássicas do Met. E seu contexto mudou significativamente: “As revelações sobre a pintura de Jacques Louis David transformam completamente nossa compreensão da obra-prima de séculos”, disse Max Hollein, diretor do Met, em um comunicado. “Mais de 40 anos depois que a obra entrou pela primeira vez na coleção do museu, é emocionante obter novos insights sobre o processo criativo do artista e a evolução da pintura”.

Nascido em 1743, Lavoisier foi responsável por uma série de contribuições importantes para a ciência moderna, incluindo o sistema métrico, a primeira tabela de elementos e a descoberta do oxigênio e do hidrogênio. Sua esposa, nascida em 1758, foi fundamental para muitas dessas inovações, muitas vezes ajudando Lavoisier com os testes. No entanto, Lavoisier também estava firmemente enraizado no Ancien Régime da França, o sistema de governo dominante derrubado pela revolução na última década do século XVIII. Durante esse período, ele foi preso por sua cumplicidade como cobrador de impostos e acabou executado na guilhotina em maio de 1794.

O retrato de David de 1,8 x 2,4 metros foi concluído em 1788, pouco antes da revolução. O artista pretendia estrear a obra em um salão em 1789, mas, de acordo com o Met, foi convencido a não fazê-lo pelas autoridades reais, que ficaram alarmadas com o aumento das tensões que apontavam para a queda iminente. A pintura não foi vista pelo público até um século depois, na Exposition Universelle de 1889.

 

FONTE: Artnet News

Compartilhar:
Notícias - 17/09/2021

Barbara Kruger e MArk Bradfort integram lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time

Os artistas Barbara Kruger e MArk Bradfort figuram na lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time. …

Notícias - 17/09/2021

Samsung fecha parceria com grandes museus para serviço de arte na TV

A Samsung Electronics Co. anunciou que assinou uma parceria com o Museu do Louvre para expandir seu serviço de assinatura …

Notícias - 17/09/2021

Professor de história da arte descobre obra do barroco italiano em igreja de Nova York

Um professor de história da arte em Westchester, Nova York, descobriu uma rara pintura barroca italiana em uma igreja local. …

Notícias - 17/09/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2022

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, divulga a …

Notícias - 16/09/2021

Artistas contemporâneos ocupam mobiliário urbano do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro continua lindo e ganhou ainda mais cor com a exposição a céu aberto Arte Atua, que …

Notícias - 16/09/2021

"Ópera é chato", afirma Marina Abramovic na estreia de seu trabalho em Londres

“A ópera é chata”, afirmou Marina Abramovic em uma sala cheia de jornalistas na abertura de uma exposição de suas …

Notícias - 15/09/2021

Galerias comemoram bons resultados na ArtRio

A ArtRio encerrou sua 11ª edição, realizada em formato presencial, na Marina da Gloria, Rio de Janeiro, e em plataforma …

Notícias - 10/09/2021

Bolsa de Fotografia ZUM/IMS seleciona projetos de Castiel Vitorino Brasileiro e Tiago Sant’Ana

O Instituto Moreira Salles anuncia os dois projetos vencedores da 9ª edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS: Corpoflor − A …

Notícias - 10/09/2021

evento reúne INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS INSPIRADAS PELO MAIS ANTIGO HOSPITAL PSIQUIÁTRICO DO BRASIL

Em abril de 2021, os nove últimos moradores pacientes do Complexo Hospitalar do Juquery foram transferidos e o hospital encerrou …

Notícias - 09/09/2021

Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia abre chamada

A partir de hoje (8/9), estão abertas as inscrições para a 4ª Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia. Com o …

Notícias - 09/09/2021

Galerias brasileiras marcam presença na feira nova-iorquina The Armory Show

As galerias Lume, Millan, Nara Roesler e Vermelho participam da feira The Armory Show, que acontece entre os dias 9 …

Notícias - 09/09/2021

Funarte lança editais para diferentes linguagens artísticas

A Fundação Nacional de Artes – Funarte publicou cinco diferentes editais nesta semana, para incentivo a projetos relacionados a várias …