Pavilhão da Bienal de Veneza fecha por protesto

Negotiated Differences (2019), Shirley Tse. Part of Stakeholders, Hong Kong’s official presentation at the 58th Venice Biennale. Photo: Enid Tsui

O pavilhão de Hong Kong na Bienal de Veneza anunciou na manhã do dia 12 de junho, que estará encerrando sua atividades. O pavilhão suspendeu suas atividades para participar de uma greve em protesto contra a emenda proposta pelo governo de Hong Kong à sua lei de extradição. O pavilhão fecha quando dezenas de milhares de manifestantes se chocam com as forças policiais em Hong Kong em uma marcha contra o projeto de lei proposto.

Christina Li, curadora da exposição da artista Shirley Tse no pavilhão, anunciou a greve de um dia em um post no Facebook mostrando uma nota postada na entrada do pavilhão dizendo em inglês e italiano: “Devido a circunstâncias imprevistas, a exposição Shirley Tse: As partes interessadas, Hong Kong em Veneza, serão fechadas em 12 de junho de 2019. Por favor, desculpe-nos pelo inconveniente.”

No domingo, 10 de junho, mais de um milhão de manifestantes tomaram as ruas de Hong para se opor a um novo projeto de lei que permitiria a extradição de fugitivos para jurisdições com as quais Hong Kong não assinou um acordo de extradição. Os manifestantes estão especialmente preocupados com a transferência de fugitivos para a China continental, onde dizem que os tribunais carecem de independência e respeito pelos direitos humanos. Apesar das críticas públicas, a diretora executiva de Hong Kong, Carrie Lam, disse que vai seguir adiante com a emenda, insistindo que defenderá a justiça, protegerá os direitos humanos e cumprirá as obrigações internacionais da ilha, segundo um relatório da Associated Press . O projeto de lei chega ao Conselho Legislativo de Hong Kong para uma votação na quarta-feira, depois que foi adiado por causa dos protestos de domingo.

Playcourt (2019) by Shirley Tse. Photo: Enid Tsui

Playcourt (2019) by Shirley Tse. Photo: Enid Tsui

“Shirley e eu respeitamos o direito das pessoas à greve”, disse Li ao South China Morning Post (SCMP). “Pedimos aos três funcionários de plantão no pavilhão e ficou claro que não teremos a mão de obra para manter o pavilhão aberto hoje.”

O pavilhão de Hong Kong na Bienal de Veneza é co-organizado pelo Arts Development Council do governo e pelo M +, um museu em construção no Distrito Cultural de West Kowloon. O SCMP informou que o M + havia insistido anteriormente que o pavilhão continuasse aberto como de costume.

Cerca de 100 organizações artísticas de Hong Kong, incluindo galerias comerciais, aderiram à chamada para a greve na última quarta-feira. Várias galerias internacionais também participaram da greve, incluindo Lehmann Maupin, Simon Lee e Ben Brown Fine Art. A Pace Hong Kong disse a seus trabalhadores que eles estão livres para se juntar à greve. O Hong Kong Artist Union, um defensor da greve, está incentivando as 20 instituições culturais de Hong Kong a se juntarem à greve também.

Compartilhar:
Notícias - 13/04/2021

Médico e artista plástico expõe obra feita de raio-x na Igreja Presbiteriana do Butantã

Moradores e visitantes da região do Butantã têm se deparado com uma cena inusitada ao circularem a Praça Vicente Rodrigues, …

Notícias - 13/04/2021

Após reclamações, outdoors de Steven Shearer são retirados de festival em Vancouver

Uma série de sete outdoors com fotos de pessoas dormindo foi encoberta depois que os organizadores do Capture Photography Festival …

Notícias - 13/04/2021

Sotheby's e Niftygateway oferecem edição ilimitada de criptoarte

A criptoarte segue sendo assunto quente no mercado. De olho na tendência, a Sotheby’s e o site Niftygateway estão oferecendo …

Notícias - 12/04/2021

FAMA Museu lança edital para exposições no espaço

A fim de incentivar a produção artística contemporânea e valorizar a diversidade cultural por meio da multiplicidade de expressões artísticas …

Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …

Notícias - 07/04/2021

Nova galeria de arte vende obras com o tema "identidade"

Inaugurada no mês de celebração ao Dia Mundial das Mulheres, a Pequena Galeria apresenta cinco artistas mulheres de diferentes regiões …

Notícias - 06/04/2021

Obras de Antony Gormley colocadas na praia dividem opiniões

Esperava-se que incentivassem a apreciação da arte contemporânea. Mas, em vez disso, quatro esculturas de ferro de Antony Gormley parecem …

Notícias - 06/04/2021

National Gallery cria sua primeira mostra projetada para telefones celulares

A National Gallery apresentará sua primeira exposição projetada para telefones celulares, permitindo que as pessoas vivenciem com detalhes incríveis uma …