O caso do Picasso milionário perfurado acidentalmente ainda rende polêmica

Dois anos atrás, o magnata do cassino e o colecionador de arte Steve Wynn retirou uma tela de Pablo Picasso na véspera de um leilão na Christie’s em Nova York depois que a pintura foi danificada, chegando a um prejuízo de US$ 20 milhões no valor da obra. Agora, a companhia de seguros que reembolsou a Christie’s depois que a casa de leilões pagou a Wynn está processando o empreiteiro responsável pelo caro acidente que abriu um buraco na obra-prima.

O processo, movido pela Steadfast Insurance Co., está pedindo US$ 18,4 milhões em indenizações, além de honorários legais, da TF Nugent , uma empresa familiar de pintura comercial, informa a Bloomberg.

A pintura, Le Marin, foi uma das várias obras de destaque que Wynn colocou à venda em maio de 2018, pouco antes de anunciar que se estabeleceria como comerciante de arte através de uma empresa chamada Sierra Fine Art LLC. O auto-retrato de 1943 possuía uma garantia de terceiros e era vendido por pelo menos US$ 70 milhões. Então, quando a casa de leilões se preparou para exibir o trabalho antes da venda, ocorreu este desastre.

Um funcionário da TF Nugent, que havia sido contratado para pintar as galerias da Christie’s antes da exposição, deixou uma haste de extensão para um rolo de pintura encostado a uma das paredes. Segundo a denúncia, a haste não estava presa e escorregou e caiu, colidindo com Le Marin, que estava apoiado em almofadas de espuma contra a parede, em preparação para a instalação. A haste rasgou um buraco de dez centímetros e meio na tela.

Após o incidente, a Christie’s teve o trabalho restaurado, gastando US$ 487.625 para fechar o buraco e os danos ao redor, uma área total de 17cm de comprimento e 5cm de largura.

A Steadfast contratou dois especialistas em arte para avaliar o trabalho restaurado e avaliar quanto o acidente afetou seu valor. O processo argumenta que os avaliadores descobriram que a pintura já havia valido até US$ 100 milhões, mas que o acidente havia diminuído seu valor em 20%, ou US$ 20 milhões, “dada a extensão dos danos físicos ao Le Marin e ao danos à reputação que acompanham.”

Com base nesse número, a Christie’s negociou um acordo com a empresa de Wynn, Sierra Fine Art, pagando US$ 18,74 milhões – dinheiro que foi reembolsado pela Steadfast, a companhia de seguros da casa de leilões.

A ação da Steadfast argumenta que “Le Marin foi danificado devido a atos negligentes e / ou descuidados” por parte da TF Nugent, e que a empresa de pintura quebrou seu contrato com a Christie’s por não cumprir seu “dever de agir com cuidado e com respeito” ao desempenho de seus deveres de pintar as galerias de Christie’s.” A companhia de seguros alega que a TF Nugent deve reembolsá-la pelas despesas de US$ 18,4 milhões incorridas como resultado da “negligência” da empresa de pintura.

Wynn, certa vez danificou uma outra obra-prima de Picasso de sua coleção, o retrato de 1932, Le Rêve, acidentalmente colocando o cotovelo nele em 2006. Felizmente, o dano foi reparável e Wynn o vendeu ao gerente de fundos de hedge Steve Cohen por US$ 155 milhões em 2013. (Ele processou sua companhia de seguros primeiro).

Fonte e tradução: Artnet News

Compartilhar:
Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …

Notícias - 07/04/2021

Nova galeria de arte vende obras com o tema "identidade"

Inaugurada no mês de celebração ao Dia Mundial das Mulheres, a Pequena Galeria apresenta cinco artistas mulheres de diferentes regiões …

Notícias - 06/04/2021

Obras de Antony Gormley colocadas na praia dividem opiniões

Esperava-se que incentivassem a apreciação da arte contemporânea. Mas, em vez disso, quatro esculturas de ferro de Antony Gormley parecem …

Notícias - 06/04/2021

National Gallery cria sua primeira mostra projetada para telefones celulares

A National Gallery apresentará sua primeira exposição projetada para telefones celulares, permitindo que as pessoas vivenciem com detalhes incríveis uma …

Notícias - 06/04/2021

Visitas aos 100 principais museus e galerias do mundo caem 77% devido a Covid

O número de visitantes nos 100 principais museus e galerias de arte do mundo caiu 77% no ano passado, de …

Notícias - 05/04/2021

Exposição artística mais extensa do mundo é realizada no Caminho de Santiago

“Las Estrellas del Camino” é uma exposição permanente com curadoria de Estrella Galicia e realização da agência AUPA!. A mostra …

Notícias - 05/04/2021

Inscrições para a ArtRio 2021 prorrogadas até 30 de abril

As inscrições para as galerias que desejam participar da 11ª edição da ArtRio foram prorrogadas até o dia 30 de …

Notícias - 31/03/2021

Instituto Cultural Vale lança programa gratuito de formação em Gestão Contemporânea das Artes

O Instituto Cultural Vale lança nesta terça-feira, 30, seu programa de formação em Gestão Contemporânea das Artes. Voltado para profissionais …