Novo Museu se dedica a mostrar artistas de fora do circuito

Colecionar arte é um negócio arriscado. Mas preservar a arte tem seu nível próprio de risco.

Esta foi a maior lição após uma recente turnê da nova Art Preserve, de Wisconsin. A estrutura colossal, projetada pela empresa Tres Birds, é a culminância de um projeto da herdeira da família Kohler, que já está há quase quatorze anos em construção. Depois de sobreviver a alguns contratempos causados ​​pela pandemia, o Preserve está se preparando para sua inauguração no final de junho.

Lar de formidáveis ​​25.897 objetos de arte de cerca de 180 artistas, a Preserve é, segundo todos os relatos, uma realização na carreira de Ruth DeYoung Kohler II como organizadora artística local e como líder da comunidade do meio-oeste. A construção começou para valer em 2016, quando Kohler deixou o cargo de diretor do John Michael Kohler Arts Center (JMKAC) para se concentrar na Preserve em tempo integral.

Até o momento, a Art Preserve da JMKAC expandiu os custos operacionais para US $ 1,6 milhão por ano – a maior parte dos quais é financiada pela Kohler Foundation, Inc. junto com um pequeno grupo de doadores individuais e corporativos. Além do edifício, o Preserve estende seu apoio institucional a uma série de jardins de esculturas e locais culturais em toda a região. Mas sua especialidade é a apresentação de “ambientes construídos por artistas”. Esta missão curatorial é ambígua o suficiente para abranger “espaços e lugares que foram significativamente transformados por um artista” e deriva do caso de décadas de Kohler com iniciativas de preservação.

As obras propostas estão distribuídas por três pisos, cada um organizado em torno de temas de localização e relações entre as figuras. Os ambientes variam desde uma exibição de todas as bugigangas que um artista colecionou ao longo de sua vida até obras inteiras e versões recriadas de estúdios. Enquanto, como um todo, o Preserve seja um pouco como uma coleção arbitrária – embora com algumas linhas de fundo pensativas que os unificam – as instalações definitivamente fornecem vislumbres matizados das vidas e do trabalho dos artistas representados. Legados que valem a pena preservar, A diretora associada da JMKAC, Amy Horst, que está na organização há dezesseis anos, disse em que as aquisições eram invariavelmente estimuladas por necessidades práticas sérias e repentinas por parte dos artistas ou de suas famílias.

Uma história popular entre os funcionários do JMKAC relata a aquisição oportuna de Kohler em 1983 de 6.000 objetos de arte produzidos pelo nativo de Wisconsin, Eugene Von Bruenchenhein – um artista que, até recentemente, não tinha participação efetiva no circuito artístico e estava em vias de perder sua propriedade. A curadora associada do Art Preserve, Laura Bickford, relata que, além de tirar a obra de Von Bruenchenhein da incerteza, a decisão de Kohler também foi oportunidade para apoiar sua esposa, Marie. Salvar propriedades em apuros passou a ser obra de Kohler. Fred Smith, outro artista que vive em Wisconsin, montou mais de 230 esculturas de concreto ao redor de sua casa quando morreu em 1976. No que seria o primeiro esforço de preservação e aquisição de Kohler através do Arts Center, o local foi poupado com o esforço de líderes da comunidade local.

A maior parte dos acervos da Preserve, inclui principalmente artistas desconhecidos, autodidatas e estranhos. A Máquina de Cura de Emery Blagdon, por exemplo, era pouco mais do que uma lenda local no centro de Nebraska. As deslumbrantes montagens cinéticas de Blagdon, feitas de minerais, chapas de metal, ímãs e outras bugigangas mecânicas, haviam sido anteriormente alojadas em um galpão indefinido em Stapleton, Nebraska. Dentro do contexto formal da Art Preserve, o trabalho de Blagdon ganha uma espécie de reconhecimento institucional que de outra forma não estaria disponível para ele.

Insider / Outsider

O cidadão de Wisconsin, Frank Oebser, cujas maravilhas mecanizadas ocupam um canto do primeiro andar, passou anos criando esculturas maiores do que o tamanho natural de vacas, espantalhos e pássaros nos celeiros e galpões da fazenda de gado leiteiro de sua família. Em uma operação que ele apelidou de “Pequeno Programa”, suas criações podiam tilintar, chocalhar e sacudir para visitantes curiosos com o apertar de um botão.

Oebser não se considerava um artista. Nem o missourian Jesse Howard, que articulou seus pensamentos sobre tudo, desde a política local até os versículos bíblicos da época, em praticamente qualquer superfície que pudesse encontrar. “Se você olhar para a história das exposições no Arts Center, está dando voz a [artistas] que não têm voz nas instituições”, disse Horst, explicando o foco em figuras autodidatas.

Para um lugar como Sheboygan, onde profundas divisões políticas e culturais são palpáveis ​​em uma população de 48.000 habitantes, a distinção entre profissional e vernáculo ou interno e externo não parece realmente importar. Na verdade, Horst explicou que o JMKAC e o Art Preserve têm tentado alavancar suas plataformas para unificar o público em torno de valores compartilhados. “Temos que reconhecer nossa comunidade”, disse Horst. “Embora a maioria dos criadores de conteúdo no Arts Center seja liberal, nos certificamos de estar na comunidade, nos comunicando e entendendo onde ela está e encontrando oportunidades paraela”. Construir pontes entre reinos díspares não é uma tarefa fácil – mas este, talvez, será o legado duradouro de Kohler.

Fonte: Artnet News

Compartilhar:
Notícias - 14/05/2021

Exposição apresenta obras de artistas que atuam entre Bolívia e Brasil.

Com abertura no dia 13 de maio, na Nube Gallery, em Santa Cruz de La Sierra, a coletiva Quando não …

Notícias - 14/05/2021

Morre o artista Carlito Carvalhosa

Vítima de câncer no intestino que tratava durante 8 anos, morreu na noite do dia 13 de maio de 2021 …

Notícias - 14/05/2021

CONHEÇA OS GANHADORES DO 10º PRIX PHOTO ALIANÇA FRANCESA

A décima edição do Prix Photo Aliança Francesa, concurso nacional de fotografias realizado pela Aliança Francesa, sob o tema “Reflexos” …

Notícias - 14/05/2021

Governo de São Paulo anuncia investimento recorde de R$200 milhões em projetos culturais

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo anuncio um investimento recorde de R﹩ 200 milhões …

Notícias - 13/05/2021

Competição por artistas em ascensão e por Basquiat impulsionam leilão da Sotheby's

A maratona de leilões da Sotheby’s na noite de quarta-feira parecia uma espécie de retorno à normalidade, porque, pela primeira …

Notícias - 13/05/2021

Memorial em homenagem a João Turin é inaugurado com quase 100 obras

O legado que o artista João Turin (1878-1949) deixou para a cultura do Paraná poderá ser apreciado em um grande …

Notícias - 13/05/2021

13ª Bienal do Mercosul lança Chamada Aberta para artistas inovadores

Com o objetivo de oferecer uma vivência imersiva em arte e novas tecnologias, a 13ª Bienal do Mercosul lança o …

Notícias - 12/05/2021

Museu de Arte do Rio hasteia bandeira criada pela artista Sônia Gomes

O Museu de Arte do Rio hasteará, no dia 13 de maio, sua nova bandeira. O trabalho inédito “Andando em …

Notícias - 12/05/2021

Programação cultural 2021 do Inhotim terá superproduções audiovisuais

O Instituto Inhotim apresenta, a partir de 29 de maio, o Inhotim em Cena. Com o patrocínio master do Instituto …

Notícias - 12/05/2021

Historiadores denunciam o plano do Museu de Newark de vender obras na Sotheby's

Mais de 50 historiadores culturais assinaram uma carta aberta denunciando o plano do Museu de Arte de Newark de vender …

Notícias - 10/05/2021

Sesc São Paulo retoma visitação presencial a dez exposições

Em conformidade com os protocolos de segurança do estado e de cada município, o Sesc São Paulo retoma algumas atividades …

Notícias - 10/05/2021

Conheça Chakaia Booker e seu trabalho com pneus

O estúdio de Chakaia Booker não tem aquecedor, o telhado vaza e às vezes entram esquilos. Seu piso é arranhado …