Na cadeia: Conheça a curiosa história do pintor que falsificava obras do Velho Mestre

Giuliano Ruffini vendeu várias pinturas dos Velhos Mestres, incluindo esta obra de Frans Hals, vendida por Mark Weiss através da Sotheby's em 2011.

Um homem ligado a um alto escândalo de falsificação do Velho Mestre, o pintor Lino Frongia, terá que esperar quatro meses até que seja tomada uma decisão sobre sua prisão e transferência para Paris, determinou o tribunal de apelação da região italiana de Emília. O pedido de transferência foi feito pelo juiz francês Aude Burési, que lidera a investigação criminal do caso de falsificação que domina o mercado de arte nos últimos quatro anos.

Em 29 de outubro, o artista, cujo nome verdadeiro é Pasquale Frongia, compareceu ao tribunal em Bolonha para contestar um mandado que levou à sua prisão em Emília em 10 de setembro. Um dia depois, ele foi libertado sob supervisão judicial. O tribunal concordou em pedir esclarecimentos à promotoria de Paris antes de tomar sua decisão em 28 de fevereiro.

Careca, magro, com bigode aparado e costeletas prateadas, Frongia, 61 anos, ficou em silêncio durante toda a audiência. Mas sua advogada, Tatiana Minchiarelli, disse que “existem elementos insuficientes para justificar um mandado de prisão europeu”. O promotor chamou a atenção para o fato de que Frongia havia recebido € 740.000 por conta suíça de Mathieu Ruffini, filho de Giuliano Ruffini, que vendeu dezenas de pinturas supostamente atribuídas a Lucas Cranach, Frans Hals, Brueghel e outros antigos mestres ao longo de várias décadas. Em maio passado, o juiz francês emitiu mandados de prisão para os dois homens que vivem na mesma região. Seus mandados também estão sendo examinados por um tribunal de Milão, que espera proferir sua decisão antes do final do ano.

O advogado de Frongia insistiu que o cliente dela só foi atraído pelo escândalo porque ele emprestou uma pintura para uma exposição no El Greco em Treviso. A obra foi apreendida em maio de 2016 por suspeita de falsificação. Na época, Frongia recebeu apoio de seu amigo e ex-ministro da cultura Vittorio Sgarbi, que alegou que o trabalho era um genuíno El Greco, que Frongia comprou na presença de Sgarbi e sob seu conselho. Apesar de um tribunal local decidir que a obra seja devolvida ao seu proprietário, o juiz francês a manteve como evidência e para exame científico. O advogado também pediu o levantamento da supervisão judicial do artista. Apesar das objeções do promotor, que citou as importantes quantias que mudaram de mãos na Suíça, o tribunal suspendeu a supervisão judicial em 31 de outubro, considerando que Frongia provavelmente não seria um risco de fuga.

Compartilhar:
Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …

Notícias - 17/12/2020

REGINA BONI ANUNCIA INAUGURAÇÃO DA GALERIA SÃO PAULO FLUTUANTE EM 2021

Para quem afrontou militares e a extrema direita em plena ditadura nos anos 60, não seria uma pandemia em escala …

Notícias - 17/12/2020

Itaú Cultural lança publicação com trabalhos de artes visuais selecionados em edital

No dia 15 de dezembro entrou no ar, no site do Itaú Cultural, www.itaucultural.org.br, uma publicação virtual que reúne as …

Notícias - 17/12/2020

CASA FIAT DE CULTURA DIVULGA SELECIONADOS PARA EXPOR NA PICCOLA GALLERIA

O 4º Programa de Seleção da Piccola Galleria da Casa Fiat de Cultura já tem os nomes dos artistas selecionados …