Na cadeia: Conheça a curiosa história do pintor que falsificava obras do Velho Mestre

Giuliano Ruffini vendeu várias pinturas dos Velhos Mestres, incluindo esta obra de Frans Hals, vendida por Mark Weiss através da Sotheby's em 2011.

Um homem ligado a um alto escândalo de falsificação do Velho Mestre, o pintor Lino Frongia, terá que esperar quatro meses até que seja tomada uma decisão sobre sua prisão e transferência para Paris, determinou o tribunal de apelação da região italiana de Emília. O pedido de transferência foi feito pelo juiz francês Aude Burési, que lidera a investigação criminal do caso de falsificação que domina o mercado de arte nos últimos quatro anos.

Em 29 de outubro, o artista, cujo nome verdadeiro é Pasquale Frongia, compareceu ao tribunal em Bolonha para contestar um mandado que levou à sua prisão em Emília em 10 de setembro. Um dia depois, ele foi libertado sob supervisão judicial. O tribunal concordou em pedir esclarecimentos à promotoria de Paris antes de tomar sua decisão em 28 de fevereiro.

Careca, magro, com bigode aparado e costeletas prateadas, Frongia, 61 anos, ficou em silêncio durante toda a audiência. Mas sua advogada, Tatiana Minchiarelli, disse que “existem elementos insuficientes para justificar um mandado de prisão europeu”. O promotor chamou a atenção para o fato de que Frongia havia recebido € 740.000 por conta suíça de Mathieu Ruffini, filho de Giuliano Ruffini, que vendeu dezenas de pinturas supostamente atribuídas a Lucas Cranach, Frans Hals, Brueghel e outros antigos mestres ao longo de várias décadas. Em maio passado, o juiz francês emitiu mandados de prisão para os dois homens que vivem na mesma região. Seus mandados também estão sendo examinados por um tribunal de Milão, que espera proferir sua decisão antes do final do ano.

O advogado de Frongia insistiu que o cliente dela só foi atraído pelo escândalo porque ele emprestou uma pintura para uma exposição no El Greco em Treviso. A obra foi apreendida em maio de 2016 por suspeita de falsificação. Na época, Frongia recebeu apoio de seu amigo e ex-ministro da cultura Vittorio Sgarbi, que alegou que o trabalho era um genuíno El Greco, que Frongia comprou na presença de Sgarbi e sob seu conselho. Apesar de um tribunal local decidir que a obra seja devolvida ao seu proprietário, o juiz francês a manteve como evidência e para exame científico. O advogado também pediu o levantamento da supervisão judicial do artista. Apesar das objeções do promotor, que citou as importantes quantias que mudaram de mãos na Suíça, o tribunal suspendeu a supervisão judicial em 31 de outubro, considerando que Frongia provavelmente não seria um risco de fuga.

Compartilhar:
Notícias - 02/08/2021

Artista transforma boate em um pântano 3D

Parece familiar e estranho ao mesmo tempo. Muitos berlinenses passaram pela Berghain, a casa noturna mais famosa da Alemanha, mas …

Notícias - 30/07/2021

Artefatos indígenas falsos estão sendo vendidos por museus e galerias canadenses

Um negociante canadense admitiu vender arte indígena fraudulenta a várias lojas de museus e outras empresas de arte na Colúmbia …

Notícias - 30/07/2021

Em chamas: Trágedia atinge a história da Cinemateca Brasileira

Na noite de quinta-feira, 29 de julho de 2021, a Cinemateca Brasileira foi engolida pelas chamas na zona oeste de …

Notícias - 29/07/2021

road-movie de Lúcia Murat investiga artistas latinoamericanas

Livremente inspirado na peça “Há mais futuro que passado” o road-movie “Ana. Sem Título”, da diretora Lúcia Murat (“Praça Paris”, …

Notícias - 29/07/2021

Conheça alguns dos artistas já definidos para a Bienal de Veneza

O fluxo de e-mails anunciando quais artistas estão representando seus respectivos países na Bienal de Veneza de 2022 tem sido …

Notícias - 29/07/2021

Galeria Marília Razuk exibe projeto a partir de diálogo entre artistas

Trazer ao público o processo de uma exposição que se desdobra no espaço e no tempo por meio de módulos …

Notícias - 29/07/2021

Prêmio PIPA anuncia Exposição dos Vencedores de 2020

Com uma trajetória de mais de dez anos no cenário da arte contemporânea, o Prêmio PIPA, uma iniciativa do Instituto …

Notícias - 28/07/2021

Sesc São Paulo promove exposição com obras de artistas indígenas

Encontros Ameríndios, exposição que entra em cartaz no Sesc Vila Mariana a partir do dia 31 de julho, traz um …

Notícias - 27/07/2021

Galeria Arte132 abre em São Paulo com exposição de Alex Flemming

Com foco na produção artística brasileira, a Arte132, galeria comandada por Telmo Porto abre suas portas em Moema, zona sul …

Notícias - 27/07/2021

Conheça os artistas e as obras da abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Enquanto a estrela do tênis japonesa Naomi Osaka carregava a tocha olímpica escada acima durante a cerimônia de abertura dos …

Notícias - 27/07/2021

Instituto Artium abre as portas em São Paulo

O Instituto Artium, entidade cultural sem fins lucrativos, fundada em 2019, abre as portas para o público com exposição coletiva …

Notícias - 22/07/2021

Instituições anunciam iniciativa colaborativa para o mundo da arte no combate às mudanças climáticas

Os lobistas da indústria das artes Gallery Climate Coalition (GCC), a casa de leilões global Christie’s (membro do GCC) e …