Museu dos EUA critica uso de escrava de Gérôme na campanha alemã de direita

O Clark Art Institute, em Williamstown, Massachusetts, proprietário de uma pintura provocativa de Jean-Léon Gérôme, pediu a um partido de direita alemão que deixe de usar a obra para transmitir uma mensagem claramente xenófoba em sua campanha para as eleições européias em maio.

A pintura do mercado de escravos de Gérôme, de 1866, retrata uma mulher nua de pele clara cercada por um grupo de homens: um comprador potencial mascarado, envolto em um turbante, sondava seus dentes com o dedo. A filial de Berlim do partido Alternative für Deutschland (AfD) colocou uma versão recortada da imagem em outdoors espalhados pela cidade, exortando os eleitores a escolher o partido “para que a Europa não se torne a Eurábia”.

“Condenamos fortemente o uso da pintura para promover a posição política da AfD e escrevemos para eles insistindo que eles parem e desistam”, diz Olivier Meslay, diretor do Clark Art Institute, em um comunicado. “Somos fortemente contra o uso deste trabalho para avançar qualquer agenda política.”

Enquanto Gérôme viajou extensivamente pelo Egito e é considerado um dos principais proponentes do Orientalismo, é improvável que ele tenha visitado um mercado de escravos, de acordo com a análise da pintura feita pelo Clark Art Institute. “O naturalismo da cena está, portanto, aberto a questionamentos em vários níveis”, diz ele.

Como a historiadora de arte Linda Nochlin escreveu em um artigo em 1983, Gérôme confiava na “Inexaturável alteridade dos personagens em sua narrativa” – uma narrativa que ajudou a consolidar o imperialismo europeu. O trabalho simultaneamente desumaniza a mulher e censura os exóticos comerciantes que a exploram, concedendo a seus espectadores ocidentais do século 19 o duplo luxo de um senso de superioridade moral e de erotização, disse ela.

A campanha de AfD em Berlim também usa a palavra “Eurábia”, freqüentemente usada por teóricos da conspiração direitista para descrever supostos planos árabes de dominar a Europa. A mídia alemã apontou que o termo foi usado pelo assassino em massa norueguês Anders Behring Breivik, que foi condenado por assassinato e terrorismo em 2012.

O cartaz político faz parte de uma série que a AfD diz em sua página no Facebook “usa várias imagens da história da arte européia para apontar valores comuns que é mais importante do que nunca defendidos até hoje”.

Mas para Jürgen Zimmerer, professor de história africana na Universidade de Hamburgo, a lição do pôster é que confrontar o legado colonial é essencial no combate ao racismo moderno. “As imagens de fantasia criadas na época ainda permanecem em mente”, escreveu ele no Twitter.

Meslay diz que o Clark Art Institute não forneceu uma cópia da imagem para a filial de Berlim da AfD. “Como a pintura é de domínio público, no entanto, não há direitos autorais ou permissões que nos permitam exercer controle sobre como ela é usada, a não ser apelar para a civilidade por parte da AfD Berlin”, diz ele.

Fonte: The Art Newspaper.

Compartilhar:
Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …

Notícias - 17/12/2020

REGINA BONI ANUNCIA INAUGURAÇÃO DA GALERIA SÃO PAULO FLUTUANTE EM 2021

Para quem afrontou militares e a extrema direita em plena ditadura nos anos 60, não seria uma pandemia em escala …

Notícias - 17/12/2020

Itaú Cultural lança publicação com trabalhos de artes visuais selecionados em edital

No dia 15 de dezembro entrou no ar, no site do Itaú Cultural, www.itaucultural.org.br, uma publicação virtual que reúne as …

Notícias - 17/12/2020

CASA FIAT DE CULTURA DIVULGA SELECIONADOS PARA EXPOR NA PICCOLA GALLERIA

O 4º Programa de Seleção da Piccola Galleria da Casa Fiat de Cultura já tem os nomes dos artistas selecionados …