Museu do Prado elabora plano de evacuação para suas obras de arte

O Jardim das Delícias Terrenas”, do pintor Hieronymus Bosch

Quatro dias antes de um incêndio devastar a catedral de Notre-Dame em 15 de abril, o Museu do Prado contratou um especialista em prevenção de riscos para elaborar um plano de proteção para as coleções de arte do museu.

Estrella Sanz Domínguez, professora de restauração na Escola de Belas Artes da Universidade Complutense de Madri, é especialista em gestão de riscos e planos de emergência. Ela agora tem 22 meses para identificar os riscos potenciais para o museu mundialmente famoso, como incêndios, roubo ou ataques terroristas, e para chegar a um “plano de evacuação em massa” para a obra de arte. O museu investiu € 55.600 no projeto.

O plano deve indicar quais obras de arte devem ser salvas primeiro no caso de uma emergência.

O plano deve estabelecer prioridades e declarar quais obras de arte devem ser salvas primeiro em caso de emergência. Sanz terá que produzir uma lista das 250 peças mais importantes e criar equipes internas de emergência formadas por vários funcionários, desde seguranças até restauradores, para se encarregar de jóias como Las Meninas, de Velázquez, ou o Jardim das Delícias Terrenas, de Bosch.

Para cada um dos 250 trabalhos prioritários, haverá um arquivo contendo informações essenciais sobre como proceder com a evacuação, o grau de dificuldade e a vulnerabilidade do trabalho em questão. Uma pessoa será nomeada para liderar a evacuação e um ponto de destino será estabelecido. Quanto à obras de arte que não podem ser retiradas do Prado, o museu considerará medidas especiais no local.

Karina Marotta, coordenadora de conservação da galeria de referência, disse que o Prado já tem um plano geral de emergência, mas que isso é algo que “está sempre sendo ajustado”.

Proteger as coleções de museus de arte da Espanha não se tornou uma preocupação pública até o terremoto de Lorca, em 2011. Depois disso, o Ministério da Cultura emitiu ordens para todas as agências relevantes e o Prado elaborou diretrizes básicas de emergência. Mas havia apenas um plano detalhado de evacuação para exposições temporárias, já que era uma exigência feita pelos proprietários da arte por empréstimo. Nenhum plano de evacuação em larga escala existia para a coleta permanente.

Estrella Sanz foi contratada “porque o museu não tem técnicos suficientemente especializados para elaborar esse plano”, segundo Marotta.

Evacuação de obras de arte em julho de 1987, durante a Guerra Civil Espanhola.

Evacuação de obras de arte em julho de 1987, durante a Guerra Civil Espanhola. MUSEO DEL PRADO

Em agosto de 1936, Francisco Javier Sánchez Cantón, que era vice-diretor do Prado, fechou o museu e produziu uma lista de 250 obras de arte que precisavam ser removidas. Milhares de pinturas foram trazidas para os andares inferiores para evitar danos no caso de ataques aéreos das forças de Franco – que aconteceram em novembro daquele ano. As pinturas estavam cobertas de sacos de areia para maior proteção.

Trabalhando em conjunto com o Comitê do Patrimônio Artístico do governo republicano, o Prado organizou 22 expedições para Valência entre novembro de 1936 e fevereiro de 1938, levando 391 pinturas, 181 desenhos e o Tesoro del Delfín, uma coleção de copos decorativos feitos com pedras preciosas e metais pertencia a Luís de França, o Grande Delfim.

Com as forças republicanas perdendo a guerra, a arte foi então levada de Valência para Figueres, na Catalunha, e de lá para Genebra, na Suíça, onde permaneceu até o final da guerra, em 1939.

Fonte: El Pais

Compartilhar:
Notícias - 27/01/2021

Exposição de Luiz Zerbini em Londres ganha tour virtual

Justapondo formas orgânicas e geométricas, as pinturas de Luiz Zerbini exploram a relação entre cor, luz e movimento. Inspirada nas …

Notícias - 27/01/2021

Lixo do Monte Everest transformado em arte?

O Monte Everest é talvez mais conhecido por alguns dos números surpreendentes associados a ele. Ele se eleva quase 30.000 …

Notícias - 26/01/2021

Christal Galeria inaugura em Recife

A Christal Galeria, novo espaço cultural do Recife, abrirá ao público no dia 28 de fevereiro, no bairro do Pina, …

Notícias - 22/01/2021

Em sincronia ao aniversário de SP, artista resgata história do bairro da Liberdade

Liberdade. Liberdade. Liberdade. Essas foram as palavras proferidas por uma multidão de pessoas pretas ao verem a corda que enforcava …

Notícias - 20/01/2021

Horrana de Kássia Santoz assume vaga de curadora na Pinacoteca

Pinacoteca do Estado de São Paulo e a Coleção Ivani e Jorge Yunes comemoram a parceria com a chegada de …

Notícias - 20/01/2021

Curso gratuito de Artes Integradas e Acessibilidade abre inscrições

Já estão abertas as inscrições para o curso Artes Integradas + Educação + Acessibilidade, do projeto Um Novo Olhar. A …

Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …