Musée d’Orsay homenageia mulheres negras dando nomes a elas em obras de arte como “Olympia” de Manet

Marie-Guillemine Benoist, “Portrait of Madeleine”

A mostra Modelos negras: de Géricault a Matisse, temporariamente renomeia trabalhos com modelos negras historicamente anônimas para homenagea-las.

O Musée d’Orsay renomeou temporariamente os trabalhos apresentados em sua exposição Modelos Negras: de Géricault a Matisse, para homenagear os temas e figuras negras em pinturas icônicas. A Olympia de Édouard Manet (1863), por exemplo, foi renomeada para Laure homenageando a empregada retratada na tela. Outros trabalhos com o título da mostra incluem peças de Paul Cézanne, Pablo Picasso e Marie-Guillemine Benoist, cujo Retrato de uma Mulher Negra (1800) foi renomeado para Retrato de Madeleine.

Édouard Manet, “Laure” (1863)

“Escrevi para meus colegas do museu no Louvre, Quai Branly, para informá-los da decisão que tomamos para renomear certas obras com um olho para a evolução da sociedade, e todos apoiaram essa iniciativa”, disse Laurence des Cars, a diretora do Musée d’Orsay.

“Isso não teria sido possível dez, talvez até cinco anos atrás”, acrescentou.

Black Models” é uma versão expandida de uma exposição que estreou no ano passado na Wallach Art Gallery em New York City, onde foi curada por Denise Murrell e intitulada “Posicionando a Modernidade: A Modelo Negra de Manet e Matisse hoje”.

A exposição é baseada na dissertação de Denise Murrell de 2013 para o departamento de história da arte e arqueologia da Universidade de Columbia. Murrell traça a linhagem da figura feminina negra na arte moderna desde a “Olympia” de Édouard Manet (1865) até o século 21, examinando os modos mutáveis ​​de representação histórica da arte oferecida às mulheres negras, muitas vezes reduzidas a tropos anônimos. Murrell enfoca especificamente as mulheres negras na representação artística francesa nos séculos 19 e 20, começando com os trabalhos de Manet e Matisse.

Murrell diz que muitas dessas identidades femininas têm sido encobertas por “referências raciais desnecessárias”, como negras ou mulatas. “Foi a história da arte que as deixou de fora. Contribuiu para a construção dessas figuras como tipos raciais em oposição aos indivíduos que eram”, diz Murrell.

O trabalho mais famoso da exposição, “Olympia” de Manet, é frequentemente identificado como o nascimento da arte moderna. No contexto de modelos negras, Murrell coloca um grande foco na história de Laure para destacar um novo foco na pintura, que apresenta uma mulher reclinada nua sendo servida por uma empregada.

Pouco se sabe sobre Laure, embora a imagem icônica tenha sido apropriada e revisitada pelos artistas há mais de um século. Em 1862, Manet escreveu uma breve descrição dela em seu caderno: “Laure, negra muito bonita. Rue Vintimille, 11, 3º andar”. Ela também modelou em “Children in the Tuileries Gardens” (1862) de Manet .

A exposição também exibe retratos de indivíduos negros de Delacroix, Gauguin, Picasso, Bonnard e Cézanne, como Jeanne Duval, muitas vezes chamada de “Vênus Negra”, que foi amante e musa do poeta Baudelaire e também foi pintada por Manet.

Compartilhar:
Notícias - 23/09/2021

Casal gay dentro de carro chama atenção na ArtBasel

Um casal de negociantes de arte dorme aninhado no carro em frente ao salão de exposições. Com sua instalação Outsiders, …

Notícias - 23/09/2021

Frida Kahlo prestes a quebrar recorde (De Rivera!) em leilão

Um autorretrato de Frida Kahlo deve quebrar recordes em um leilão ainda este ano. A Sotheby’s oferecerá Diego y yo …

Notícias - 23/09/2021

Bienal do Mercosul divulga artistas selecionados na Chamada Aberta

Com o objetivo de oferecer uma vivência em arte e novas tecnologias, a 13ª Bienal do Mercosul, apresentada pelo Santander, …

Notícias - 23/09/2021

Paço das Artes abre inscrições para a Temporada de Projetos 2021/2022

Estão abertas as inscrições para a Temporada de Projetos 2021/2022, iniciativa do Paço das Artes, instituição da Secretaria de Cultura …

Notícias - 23/09/2021

Curta!On oferece documentários sobre artes visuais

Quem é apaixonado pelas artes visuais pode conhecer ou se aprofundar na vida, na obra e no processo criativo de …

Notícias - 22/09/2021

Arqueólogos descobrem arte em cavernas mais antiga do que as já registradas

Uma equipe de cientistas internacionais descobriu impressões antigas de mãos e pés que podem mudar nossa compreensão da arte rupestre …

Notícias - 22/09/2021

Edital seleciona artistas brasileiros para ilustrar relatório que será apresentado na ONU

Divulgar artistas brasileiros/as que abordam temas relacionados a direitos humanos em suas obras. Esse é o objetivo do edital Olhares …

Notícias - 22/09/2021

Trabalho póstumo de Christo e Jeanne-Claude é inaugurado em Paris

O sonho final, não realizado em vida, do artista Christo de “empacotar” o Arco do Triunfo em Paris finalmente se …

Notícias - 17/09/2021

Barbara Kruger e MArk Bradfort integram lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time

Os artistas Barbara Kruger e MArk Bradfort figuram na lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time. …

Notícias - 17/09/2021

Samsung fecha parceria com grandes museus para serviço de arte na TV

A Samsung Electronics Co. anunciou que assinou uma parceria com o Museu do Louvre para expandir seu serviço de assinatura …

Notícias - 17/09/2021

Professor de história da arte descobre obra do barroco italiano em igreja de Nova York

Um professor de história da arte em Westchester, Nova York, descobriu uma rara pintura barroca italiana em uma igreja local. …

Notícias - 17/09/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2022

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, divulga a …