Morre Ulay, o artista pioneiro mais conhecido por suas colaborações com Marina Abramović

Ulay, o artista performático mais conhecido por seus provocadores “trabalhos de relacionamento” com sua então parceira Marina Abramović , morreu em Liubliana, na Eslovênia, na segunda-feira dia 2/3 de manhã, devido a complicações causadas por sua batalha contra o câncer linfático. Ele tinha 76 anos.

O comerciante de longa data de Ulay em Londres, Richard Saltoun, disse em um comunicado:

Ulay era o espírito mais livre – um pioneiro e provocador com uma obra radical e historicamente única, operando na interseção da fotografia e nas abordagens conceituais da Performance e da arte corporal. Sua morte deixa uma lacuna importante no mundo – uma que não será tão facilmente substituída. Mantemos sua família, amigos e colegas próximos em nossos corações durante esse período.

Ela

Ulay, S’he, 1973 “Ulay | Polaroids” no Nederlands Fotomuseum, Roterdã

Ulay, nascido Frank Uwe Laysiepen, ganhou destaque como fotógrafo nos anos 70. Seu trabalho, na maioria das vezes filmado em uma câmera Polaroid, focava nas várias expressões de sua identidade. Ele talvez seja mais conhecido por seu trabalho com Abramović, que conheceu em Amsterdã em 1976. Nos próximos 12 anos, os amantes e colaboradores se tornariam famosos por uma série de 14 “trabalhos de relacionamento”, nas quais os dois se envolviam em situações perigosas ou atividade fisicamente desgastante com o objetivo de se fundir em uma única mente artística.

Em Light / Dark (1977), Ulay e Abramović se ajoelharam um contra o outro e trocaram tapa na cara com intensidade crescente. Em 1980, a performance Rest Energy viu Abramović segurar um arco diante de Ulay enquanto ele segurava uma flecha apontada para o peito dela. O trabalho final deles, The Lovers (1988), também serviu de comemoração pelo fim do relacionamento. Em abril daquele ano, os artistas começaram em lados opostos da Grande Muralha da China – Ulay no deserto de Gobi e Abramović no mar Amarelo – e começaram a caminhar em direção um ao outro. Eles se encontraram no meio e, depois de caminhar mais de 1.500 milhas cada, silenciosamente se despediram. A dupla se reuniu em 2010, quando Ulay surpreendeu Abramović sentando-se à sua frente durante a performance O artista está presente no Museu de Arte Moderna. Apesar de não se falarem por décadas, os artistas deram as mãos e choraram.

Abramović respondeu à morte de Ulay em um post no Instagram:

“É com muita tristeza que soube da morte de meu amigo e ex-parceiro Ulay hoje. Ele era um artista excepcional e um ser humano, que fará muita falta. Neste dia, é reconfortante saber que sua arte e seu legado viverão para sempre.”

Após a separação, Ulay voltou à fotografia. Sua série Berlin Afterimages (1994–95) enfocou as realidades da vida na cidade alemã após o colapso da União Soviética. Ele também experimentou uma câmera gigante que produzia fotos “Polagram” mais altas que o próprio artista.

Auto-retrato
Ulay, Auto-retrato1990 “Ulay | Polaroids” no Nederlands Fotomuseum, Roterdã
Ulay foi diagnosticado com câncer linfático em 2011. Em 2015, ele processou Abramović, alegando que ela havia violado um contrato sobre o trabalho compartilhado. Ela foi condenada a pagar mais de € 250.000 (US$ 279.000) em royalties, além dos custos legais. Os dois se reconciliaram nos anos seguintes, de acordo com The Story of Marina Abramović e Ulay , um documentário de 2017 sobre a vida e o trabalho do casal. “Todas as desavenças, brigas desagradáveis ​​ou o que quer que seja do passado, não existem mais”, disse Ulay. “Nós nos tornamos bons amigos novamente.” Em novembro passado, em seu aniversário de 76 anos, ele abriu uma Fundação e um Projeto em Ljubljana.

Em uma entrevista de cabeceira no ano passado, Ulay expôs sua filosofia artística:

“É através da arte que as pessoas trocam interpretação, significado e amor. Você pode ficar sem alimentos sólidos por 40 dias, pode ficar sem água por quatro dias, pode ficar sem ar por quatro minutos, mas pode ficar apenas quatro segundos sem impressões … é por isso que a arte é tão importante.”

Em novembro de 2020, uma grande retrospectiva do trabalho de Ulay será inaugurada no Museu Stedelijk, em Amsterdã.

Compartilhar:
Notícias - 16/10/2020

Instituição coloca à venda pintura de David Hockney em meio a tensões financeiras

Na semana passada, a Royal Opera House de Londres anunciou planos de vender o Retrato de Sir David Webster de …

Notícias - 16/10/2020

Itáu Cultural reabre com mostras de Sandra Cinto e ocupação de Rino Levi

O Itaú Cultural (IC) retomou a partir de terça-feira (13) suas atividades presenciais. Neste momento, o público pode visitar as …

Notícias - 16/10/2020

Marina Abramović terá a primeira obra de arte de realidade mista vendida em leilão

Marina Abramović é uma das artistas contemporâneas mais conhecidas do mundo, mas muito de seu trabalho é efêmero: performances que …

Notícias - 16/10/2020

Juíza anuncia nova decisão sobre caso Inhotim e surpreende

O instituto assinou um acordo em 2016 para doar 20 obras de seu acervo ao governo, a fim de reembolsar …

Notícias - 16/10/2020

Como obras redescobertas de velhos mestres vêm de destacando em leilões com números extraordinários?

A Christie’s realizará seu leilão de Velhos Mestres durante as vendas clássicas da semana na sede do Rockefeller Center. Ao …

Notícias - 16/10/2020

Escultura de Medusa nua vira símbolo do movimento #meetoo e causa polêmica

Na maioria dos casos de violência sexual, sempre se pergunta à vítima: ‘Bom, o que você fez para provocá-lo?’ Questões …

Notícias - 16/10/2020

Famoso artista chinês desafia fronteira EUA-México para pintar e mostra processo em vídeo

Para o artista contemporâneo Liu Xiaodong, a história pessoal é a maior fonte de inspiração. Sua infância na China rural e …

Notícias - 16/10/2020

Foto impressionante de Vik Muniz é uma homenagem a um grande artista americano

Se você está familiarizado com a arte americana contemporânea, a imagem de uma estação da Standard Oil pode trazer imediatamente …

Notícias - 16/10/2020

A história de vida de Artemisia Gentileschi será tema de uma série de tv

A vida de Artemisia Gentileschi (1593-1652), a grande pintora barroca que é o tema da tão aclamada exposição da London National Gallery, será …

Notícias - 15/10/2020

Exposição na Paulista chega à sexta edição com o tema “Liberdade e Democracia”

Uma realização da União Geral dos Trabalhadores – UGT, A Exposição na Paulista traz 15 obras de 18 artistas de …

Notícias - 13/10/2020

Artistas colorem empenas em BH e marcam maior mural assinado por uma artista indígena no mundo

Em menos de duas semanas, artistas negros e indígenas pintaram empenas gigantes na capital de Minas Gerais levando resistência e afeto …

Notícias - 02/10/2020

Como a arte inspira o cinema e o cinema inspira a arte?

Como os artistas contemporâneos do cinema conseguiram trazer os temas e técnicas das maiores pinturas para o grande ecrã

O 77º …