Manifestantes que jogaram sopa na Mona Lisa invadiram Versalhes

O Salão dos Espelhos no Chateau de Versailles em Versalhes, perto de Paris.

Ativistas climáticos do grupo francês Riposte Alimentaire (Contra-ataque Alimentar) organizaram um protesto no famoso Salão dos Espelhos, no palácio francês de Versalhes, no sábado, abrindo sacos de pó de laranja no chão, num protesto apelando a alimentos sustentáveis ​​para todos. O pó foi determinado como argila inofensiva. Dois manifestantes foram presos, segundo relatos da mídia.

“O Salão dos Espelhos é a indecência de uma minoria que monopoliza o poder e o dinheiro enquanto o povo morre”, disse o grupo numa publicação no Instagram, acrescentando que “350 anos depois nada mudou!”

“Através desta ação, a Riposte Alimentaire pretende sensibilizar para as crescentes desigualdades, permitindo que uma minoria privilegiada monopolize parte dos recursos, enquanto a maioria dos cidadãos recolhe as migalhas”, afirmou o grupo. A ação foi programada para chamar a atenção para a Lei de Orientação Agrícola, projeto de lei que será debatido no dia 14 de Maio na Assembleia Nacional e que, na opinião da organização, é “o exemplo perfeito” do problema.

A Riposte Alimentaire recebeu o crédito pela ação num comunicado de imprensa, que afirmava que “o direito à alimentação é reconhecido pelo direito internacional” e diz que o grupo “quer que seja respeitado na prática, para uma alimentação universal, democrática e sustentável”.

Localizado a cerca de 20 quilômetros a oeste de Paris, o Palácio de Versalhes foi encomendado pelo rei Luís XIV, que, a partir de 1661, expandiu um simples pavilhão de caça para o que se tornaria a capital de fato da França quando o rei mudou a sede de sua corte e governo lá em 1682. O palácio e o parque foram designados Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1979. Cerca de 15 milhões de pessoas visitam o palácio ou o parque e jardins circundantes anualmente, tornando-o uma das maiores atrações turísticas do mundo.

A Riposte Alimentaire é conhecida por protestos climáticos de alto perfil e que ganharam manchetes, direcionados a instituições culturais e obras de arte.

Em janeiro, o grupo jogou sopa de abóbora na Mona Lisa, no Museu do Louvre, em Paris. “O que é mais importante?” gritaram os manifestantes após atacar a obra de Leonardo da Vinci. “Arte ou direito à alimentação saudável e sustentável? Nosso sistema agrícola está doente. Nossos agricultores estão morrendo no trabalho.”

No mês seguinte, jogaram sopa na pintura Primavera (1872), de Claude Monet, no Musée des Beaux-Arts, na cidade francesa de Lyon. “Esta Primavera será a única que nos resta se não reagirmos”, cantavam os ativistas, em referência ao título da pintura. “O que nossos futuros artistas pintarão? Com o que sonharemos se não houver mais primavera?”

Compartilhar:
Notícias - 17/05/2024

Belém recebe o histórico e novo Centro Cultural Bienal das Amazônias

Em um momento histórico para as artes visuais, o Centro Cultural Bienal das Amazônias (CCBA), um espaço permanente de cultura …

Notícias - 16/05/2024

Artista surrealista quebra recorde em leilão

A pintura de Lenora Carrington, Les Distractions de Dagobert, de 1945, foi vendida por US$ 28,5 milhões com taxas, durante …

Notícias - 16/05/2024

Centro Georges Pompidou ganhará filial brasileira

O Centro Georges Pompidou, um dos principais museus de arte contemporânea de Paris, na França, receberá uma filial no Brasil, …

Notícias - 16/05/2024

Primeiro retrato oficial do Rei Charles provoca reações negativas pela paleta 'Vermelho Sangue'

O primeiro retrato oficial do rei Charles pintado desde sua coroação em maio passado foi inaugurado no Palácio de Buckingham.

A …

Notícias - 16/05/2024

maior festival de sexualidade na arte contemporânea do Brasil recebe 100 artistas

Um evento legitimador aos artistas contemporâneos que trabalham com sexualidade, apresentando ao público uma produção pulsante, além de proporcionar diversas …

Notícias - 16/05/2024

Ateliê parisiense de Modigliani e Gauguin ganha status de patrimônio

O estúdio parisiense onde artistas como Amedeo Modigliani e Paul Gauguin viveram e trabalharam recebeu uma designação histórica antes de …

Notícias - 16/05/2024

Exposição vai selecionar 10 artistas negros para repensar o Brasil a partir de ideias criadas por figuras históricas

Idealizada pela diretora e produtora executiva Mariana Luiza (“Redenção”), em colaboração com as professoras Ana Flávia Magalhães Pinto (História-UnB e …

Notícias - 16/05/2024

Conheça os retratos de criminosos feitos de crochê por artista e sua mãe

“Tudo começou com um desafio”, disse o artista e escritor radicado em Nova York, Paul Chan. Há dois anos, sua …

Notícias - 16/05/2024

Suspeita de ataque cibernético mantém o site da Christie's off-line durante a semana de leilões

Não é uma boa semana para uma casa de leilões sofrer uma falha tecnológica, mas é isso que a Christie’s …

Notícias - 16/05/2024

Festa da Luz agita Belo Horizonte com instalações e atividades artísticas públicas

Em apenas duas edições, a Festa da Luz tornou-se um dos eventos mais aguardados e celebrados de Belo Horizonte. Para …

Notícias - 15/05/2024

Geólogo diz descobrir onde MonaLisa estava sentada

Ela foi manchada com bolo e encharcada com ácido. Vigilantes roubaram-na e manifestantes desfiguraram-na. Ela foi atacada e cutucada, exibida …

Notícias - 15/05/2024

Conheça o tema e curadoria da exposição e baile do MET Gala

O curador Andrew Bolton tem muito que explicar sobre a nova exposição do Costume Institute do Metropolitan Museum of Art. …