Mam Rio reabre dia 12 setembro sem cobrança obrigatória

Na sua reabertura, o MAM Rio traz novas exposições, reserva on-line e entrada gratuita, com contribuição sugerida

Após mais de cinco meses com as portas fechadas, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM Rio) reabre para o público no dia 12 de setembro, de quinta a domingo, trazendo uma série de novidades: um cuidadoso protocolo de segurança para os visitantes, novas exposições, novos horários e uma nova forma de ingressar e interagir com o museu: sem cobrança obrigatória de ingresso.

“Estamos comprometidos em servir a comunidade, abrindo nossas portas para a visitação de todos. Por isso, o ingresso ao museu passa a ser gratuito com contribuição sugerida”, avisa Fabio Szwarcwald, diretor executivo do MAM Rio. “Os visitantes podem optar por pagar o valor sugerido, contribuir com outra quantia ou entrar de graça”, conclui. Com a iniciativa, o MAM Rio se posiciona como um espaço inclusivo, que entende a conexão com a arte e a cultura como vitais para a nossa saúde.

Uma experiência segura ao público

A arquitetura do  MAM Rio oferece aos visitantes um espaço amplo de circulação tanto nas áreas expositivas, quanto nas áreas externas. Com isso, o museu consegue controlar o fluxo de visitantes, à capacidade máxima de 200 visitantes/hora,  e gerenciar as medidas de distanciamento mínimo de 1,5 metro – oferecendo ao carioca um dos espaços culturais mais seguros na cidade.

“Um grupo de trabalho multidisciplinar, envolvendo a produção, educação, design e museologia, foi montado para desenvolver os protocolos do MAM, incorporando recomendações do Conselho Internacional de Museus – ICOM e também outras medidas desenvolvidas em redes no Rio com a participação do MAM, tanto para assegurar a volta dos públicos, quanto dos funcionários”, explica Lucimara Letelier, Diretora Adjunta Institucional.

Visitas agendadas

Será possível visitar as exposições e dialogar sobre a história e os acervos do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, através da realização de dois tipos de visitas previamente agendadas.

A Visita Percursos no MAM é uma experiência especial para grupos fechados, que abre uma possibilidade de encontros no museu de forma segura e atrativa durante a pandemia.

Já aos domingos o programa Visitas Petrobras, com visitas mediadas oferecidas gratuitamente, com agendamento prévio no site do museu.

Reservas pelo site: www.mam.rio

Arte e reflexões sobre a pandemia:

Campos Interpostos, Thiago Rocha Pitta e Irmãos Campana

No dia 2 de setembro, antes mesmo do museu reabrir as suas portas ao público, o artista visual Thiago Rocha Pitta inaugura o Programa Intervenções, em que os curadores do museu convidam artistas para desenvolver projetos para a área externa.

O projeto de Thiago Rocha Pitta chama-se Noite de Abertura. Consiste em uma escultura instalada no vão livre do museu, que poderá ser vista por quem passar de carro, de bicicleta ou a pé. Diariamente, das 17h até às 22h, haverá projeção de um filme do artista que poderá ser vista pelas paredes de vidro do MAM, por quem estiver do lado de fora.

E no dia 12, o museu reabre com as exposições Irmãos Campana – 35 Revoluções, Wanda Pimentel e a nova Campos Interpostos, as duas últimas com a curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes. Reunindo cerca de 70 obras do acervo do museu carioca, de vertentes variadas, Campos Interpostos investiga artistas que se interessaram pela representação de fachadas, espaços ou áreas arquitetônicas frontais. “Esta exposição, que começou a ser pensada antes do contexto da pandemia, ganha nova camada de leitura agora. A coletiva tem como um dos motes as fachadas, que em certo sentido se sobrepõem à superfície da tela, seja da pintura ou do vídeo, mas também remetem à nossa relação com o mundo externo. Nos últimos meses, lidamos com a relação entre ‘dentro’ e ‘fora’, na tentativa de conter o avanço da pandemia”, analisa a curadora-assistente do MAM, Fernanda Lopes.

 Museu para todos: gratuidade e engajamento com a cultura

O MAM Rio é o primeiro museu no estado a adotar o modelo de doação voluntária, prática comum em instituições norte-americanas como o American Museum of Natural History e Brooklyn Museum. Segundo o relatório “Art Museums by the Numbers”, publicado em 2018 pela Associação de Diretores de Museus de Arte (AAMD), com dados de 212 museus dos Estados Unidos, Canadá e México, quase um terço das instituições oferece entrada gratuita, enquanto 7% dos museus solicita uma doação e 61% cobram ingressos. No Brasil, apenas 30 museus, entre os mais de 3 mil catalogados pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), praticam a contribuição sugerida.

Compartilhar:
Notícias - 30/10/2020

Museu Oscar Niemeyer reabre em Curitiba com três novas exposições

O Museu Oscar Niemeyer (MON) inaugura mais uma nova exposição: “A Violência sob a Delicadeza”, da artista visual Vera Martins. …

Notícias - 30/10/2020

10ª edição da Mostra 3M de Arte discute o coletivo e o urbano com esculturas no Parque Ibirapuera

Em 2020, a Mostra 3M de Arte realiza sua décima edição e escolheu um dos espaços públicos mais importantes da …

Notícias - 30/10/2020

Um espetáculo maravilhoso e estrondoso: vejam o que estão dizendo sobre a exposição retrospectiva de William Turner

Da representação mais devastadora do comércio de escravos a um naufrágio eroticamente carregado, dos redemoinhos do mar de tirar o …

Notícias - 30/10/2020

Heróis LGBTQIA+ da África do Sul, os sacrifícios de uma feminista romana destemida

Tate Modern apresenta a primeira grande pesquisa do Reino Unido sobre o ativista visual Zanele Muholi

VEJA AQUI matéria completa sobre …

Notícias - 30/10/2020

Os museus dos EUA ainda estão em crise?

Imagem: Lucretia, de Lucas Cranach, foi à venda na Christie’s em 15 de outubro. Foto: Christie’s.

Na crise Corona, o Museu …

Notícias - 28/10/2020

Em fotografia: como a pandemia ressignificou o cotidiano

Por Milena Buarque Lopes Bandeira (Itáu Cultural)
Com o mundo em suspensão, olhares vacilantes e temerosos voltaram-se para dentro. O silêncio …

Notícias - 23/10/2020

Olafur Eliasson projeta 'nossas perspectivas glaciais' como um instrumento astronômico

Artista Olafur Eliasson revela sua última obra de arte pública permanente, ‘nossas perspectivas glaciais’, ao longo da geleira hochjochferner do …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Klimt roubada - enterrada por 20 anos - volta a ser exibida em museu italiano

Descoberto pelo jardineiro da galeria Ricci Oddi no ano passado, o Retrato de uma Senhora será a estrela de uma …

Notícias - 23/10/2020

Vândalos atacaram 70 obras de arte em museus de Berlim em plena luz do dia

Um líquido oleoso foi derramado sobre muitas obras no que foi considerado o pior ataque à arte e antiguidades na …

Notícias - 23/10/2020

Guerra declarada entre museu e herdeiros de Piet Mondrian para recuperação de pinturas no valor de US$ 200 milhões

Como parte de um esforço contínuo de anos para recuperar os direitos de propriedade de várias pinturas criadas pelo modernista …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Jacob Lawrence, desaparecida há décadas, foi encontrada de forma inusitada

O painel do renomado artista negro, parte de sua série “Struggle”, foi visto pela última vez em 1960. Mas alguém …

Notícias - 21/10/2020

SESC SÃO PAULO EM NOVA ETAPA, RETOMADA GRADUAL CONTEMPLA EXPOSIÇÕES, BIBLIOTECAS E EXIBIÇÃO DE FILMES NO CINESESC

 O anúncio da aguardada Fase Verde, a penúltima e mais branda de uma  escala de cinco etapas do Plano São …