Leilão de obras de arte pretende captar R$ 1 milhão para investir em brigadas anti-incêndios no Pantanal

Luciano Candisani

A destruição de grandes áreas do Pantanal por incêndios ganhou cobertura da mídia nacional e internacional nos últimos tempos. 2020 foi um ano especialmente trágico para a região, que sofreu com mais de 30% de seu território sendo completa ou parcialmente destruído pelas chamas. Graças a um conjunto de ações oficiais e voluntárias a expansão do fogo foi controlada, mas, para além dos estragos no bioma – muitos deles com prazos indeterminados para recuperação –, o risco de novas crises são ameaças constantes a moradores, fauna e flora.

Utilizando-se da ação contínua da iniciativa Documenta Pantanal, que atua em documentação, desenvolvimento e preservação do ecossistema por meio de diferentes ações, um grupo de mulheres sensíveis à causa e reconhecidas em seus respectivos nichos de atuação tanto na contínua defesa do Pantanal quanto no âmbito cultural e, particularmente, no mercado das artes plásticas, concebeu o projeto de se promover um leilão com obras de arte expressivas  (em diversas linguagens) de artistas contemporâneos renomados e atuantes, que tem por meta captar R$ 1 milhão, que será utilizado em brigadas rurais anti-incêndio. Unidas por esse desafio, Fernanda Feitosa, Mari Stockler, Mônica Guimarães, Paula Azevedo, Susana Steinbruch, Teresa Bracher e Monica Tinoco vêm trabalhando na captação de doações de obras, junto a artistas e colecionadores, que serão oferecidas a lance pelo leiloeiro Aloísio Cravo na plataforma Arremate.

De acordo com o cronograma, o processo de coleta das obras irá até 31 de março. Depois disso será produzido um catálogo, que será lançado virtualmente em 1º de maio. Com a meta de atingir o valor estimado, o leilão irá ocorrer em 26/5, às 20h. O montante arrecadado permitirá ao SOS Pantanal investir em equipamento, formação e manutenção de brigadas voluntárias anti-incêndios na região pelo período de três anos. Nesse sentido, a instituição está articulando a conexão de uma rede de brigadas rurais voluntárias que já atuam em diferentes localidades do bioma (3 em Poconé, 2 em Corumbá, 2 em Barão de Melgaço, 2 na Chapada dos Guimarães e 1 em Santo Antonio de Leverger), compondo a Brigadas Pantaneiras. Além desses dez grupos (cada um deles com uma média de 12 pessoas), o SOS Pantanal ainda irá apoiar outras duas equipes, uma em Miranda e outra em Aquidauana.

De acordo com o diretor de Relações Institucionais do SOS Pantanal, Leonardo Pereira Gomes, estas equipes encontram-se em áreas que apresentam um risco elevado de queimadas tendo em vista os dados dos últimos 30 anos. “Vamos profissionalizar e equipar essas brigadas por meio de um programa que dará suporte por meio de planejamento e treinamento na prevenção e no combate ao fogo. O papel dos brigadistas é prevenir e, em caso de um início de um foco de queimada, efetuar o primeiro combate, que é o mais efetivo e menos custoso. O que aprendemos em 2020 é que as brigadas rurais de incêndios florestais são uma estratégia muito importante e vimos, no campo, a importância e o engajamento desses grupos em uma ação articulada com o Corpo de Bombeiros, o Ibama – Prevfogo e demais organizações. Com a seca que se intensifica no bioma será cada vez mais relevante termos pessoas bem treinadas, equipadas, assessoradas e com um bom planejamento para agir em seus territórios. Precisamos aumentar a capacidade e a velocidade na resposta, além de facilitar a atuação do Poder Público nos locais mais suscetíveis a incêndios florestais”, diz

Quanto ao apoio do Documenta Pantanal para a realização deste leilão, ele afirma: “É reconfortante saber que a sociedade civil está atenta e se sensibiliza com a causa engajando-se em uma iniciativa que nos permitirá ampliar nossa atuação e proporcionar maior suporte às brigadas por meio da presença constante de técnicos em campo”.

Marina Klink

Conscientização e educação ambiental

Para Teresa Bracher, idealizadora e uma das organizadoras do Documenta Pantanal, a concepção e a promoção do leilão revestem-se de grande relevância porque, além de gerar recursos para a prevenção e controle dos incêndios, divulga as belezas e as ameaças pantaneiras. Conhecedora da região há muitas décadas, ela complementa: “Os brasileiros precisam prestar atenção ao Pantanal. Sem este conhecimento não virá a consciência e o desejo de preservá-lo e protegê-lo”. Complementarmente, Mari Stockler afirma: “Esta é uma iniciativa da sociedade civil brasileira para a proteção de um bioma extremamente importante. Esta proteção não está sendo feita pelo Poder Público e, por esta razão, a sociedade está se mobilizando”.

Em relação à adesão de artistas, Teresa afirma que esse projeto deixa muito claro como as pessoas foram impactadas pelos incêndios do ano passado. “Estamos tendo um retorno incrível dos artistas. A imensa maioria das pessoas que contatamos quer participar, pois viram a dimensão da tragédia de 2020, fato que está sensibilizando muitas pessoas. Nós, brasileiros, temos que nos unir para proteger nosso patrimônio natural, que é nosso bem maior, nossa casa”, diz. Para a coordenadora do Documenta Pantanal, a produtora Monica Guimarães, os artistas são, por natureza, pessoas antenadas na realidade. “As cabeças voam e criam, mas a percepção do real sempre os acompanha e isso é a beleza do ser artista – essa dualidade.  Todos estavam a par dos acontecimentos no Pantanal e suas respostas foram imediatas e muito positivas”, avalia.

Entre os que já doaram trabalhos para o leilão – como Leda Catunda, Jac Leirner e Daniel Senise –, o artista plástico Alex Ceverny, que doou a tela “José interpretando os sonhos do faraó”, conta que poder contribuir para conter a degradação das conquistas ambientais que surgiram após a ECO 92 foi um fator que determinou sua doação, dizendo-se confiante na seriedade das instituições envolvidas na tomada de ações urgentes em prol do bioma. Por sua vez, Santídio Pereira, que doou uma gravura em que retrata a macambira (planta encontrada na Caatinga e no Pantanal), afirma que sua maior motivação para se engajar é o carinho que nutre pela natureza e a crença de que essa iniciativa irá contribuir para ajudar a preservar o ecossistema.

Por falar em flora, este projeto ainda inclui uma outra ação. Após a finalização do catálogo os alunos da escola Jatobazinho, mantida pelo Acaia Pantanal em Corumbá, vão fazer um trabalho de pesquisa sobre os artistas e suas obras. Além disso, os doadores serão homenageados, cada um deles, com uma bocaiúva, palmeira-símbolo do Pantanal da qual tudo se utiliza e que será plantada no terreno da escola, formando um bocaiuval. Para finalizar, entre outubro e novembro será descerrada uma placa no jardim sobre esse projeto de educação artística e ambiental.

Em seu amplo leque de atividades, a iniciativa Documenta Pantanal apoia projetos de diversos participantes, como os fotógrafos Araquém Alcântara, João Farkas e Luciano Candisani, do cineasta Jorge Bodanzky, da ativista cultural Marcia Rolón, da jornalista Claudia Gaigher e do pesquisador e chef Paulo Machado, entre outros. Também integram o coletivo algumas instituições comprometidas com esse importante bioma da Humanidade, como Acaia Pantanal – que exerce papel essencial às ações estratégicas da iniciativa e tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento humano e social por meio de atividades educativas integradas à preservação do ecossistema –, o próprio SOS Pantanal e o SOS Taquari,  a Associação Onçafari, o ICMBio, a Panthera Brasil  e os Institutos Arara Azul, Raquel Machado e Homem Pantaneiro, entre outras instituições, além de empreendimentos como o Refúgio Ecológico Caiman.

Luciano Candisani

Compartilhar:
Notícias - 16/04/2021

As pinturas de Cézanne e Degas podem render milhões em leilão

Obras dos artistas franceses Paul Cézanne e Edgar Degas são os sucessos de um leilão em Nova York e podem …

Notícias - 15/04/2021

Arte pelos Oceanos reúne artistas visuais em prol da preservação das praias cariocas

Não é novidade que as praias cariocas, que eternizaram o Rio de Janeiro no imaginário turístico mundial, sofrem com a …

Notícias - 14/04/2021

Passagem - por Maria Fernanda Paes de Barros

Que é a arte, afinal, do ponto de vista emotivo, senão a linguagem das forças inconscientes que atuam dentro de …

Notícias - 13/04/2021

Médico e artista plástico expõe obra feita de raio-x na Igreja Presbiteriana do Butantã

Moradores e visitantes da região do Butantã têm se deparado com uma cena inusitada ao circularem a Praça Vicente Rodrigues, …

Notícias - 13/04/2021

Após reclamações, outdoors de Steven Shearer são retirados de festival em Vancouver

Uma série de sete outdoors com fotos de pessoas dormindo foi encoberta depois que os organizadores do Capture Photography Festival …

Notícias - 13/04/2021

Sotheby's e Niftygateway oferecem edição ilimitada de criptoarte

A criptoarte segue sendo assunto quente no mercado. De olho na tendência, a Sotheby’s e o site Niftygateway estão oferecendo …

Notícias - 12/04/2021

FAMA Museu lança edital para exposições no espaço

A fim de incentivar a produção artística contemporânea e valorizar a diversidade cultural por meio da multiplicidade de expressões artísticas …

Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …