Incêndios na Amazônia destruíram raras obras pré-históricas da arte rupestre boliviana

Arte rupestre em Vallegrande em Santa Cruz, Bolívia. Foto cortesia da Sociedade Boliviana de Pesquisa em Arte Rupestre.

Não é apenas a Amazônia brasileira que está pegando fogo. A Bolívia Oriental também está sendo devastada por incêndios florestais, que assolaram florestas, pradarias e, os arqueólogos acabaram de anunciar, raros locais de arte rupestre antiga em Santa Cruz, que foram destruídos nas chamas de uma semana.

“Acreditamos que o dano é grande e amplo em termos de nossa herança da arte rupestre”, disse Danilo Drakic, arqueólogo-chefe da região, à Agence France Presse. Na cidade oriental de Robore, “uma camada escura de fuligem cobriu todas as pinturas” e o calor das chamas “fez com que as pedras se quebrassem, até desmoronassem”.

Santa Cruz possui numerosos exemplos de arte rupestre antiga, com pinturas e gravuras que datam de milhares de anos. Em maio de 2017, funcionários do governo declararam Robore, lar de gravuras criadas por volta de 1.500 aC, a “capital departamental da arte rupestre”.

A Sociedade de Investigação da Arte Rupestre da Bolívia , fundada em 1987 para investigar e documentar os muitos petroglifos e pinturas rupestres do país, manifestou preocupação com a arte rupestre de Robore, solicitando no Facebook uma atualização de status sobre os efeitos dos incêndios na arte antiga.

Pelo menos alguns sítios arqueológicos escaparam ilesos até agora, com um relatório da CNN Español mostrando pinturas rupestres intactas no El Parque el Manantial. No entanto, os arqueólogos não saberão conhecer toda a extensão dos danos até que os incêndios tenham sido extintos.

Os incêndios florestais em 2019 no país começaram em maio e tiveram um forte aumento em agosto. Estimativas conservadoras dizem que os incêndios destruíram 3,2 milhões de acres de florestas e pastagens bolivianas até agora, e o risco para o patrimônio cultural boliviano continua a crescer.

Segundo o ministério da cultura da Bolívia, os incêndios também representam um risco significativo para o Patrimônio Mundial da UNESCO nas Missões Jesuítas de Chiquitos , assentamentos religiosos construídos pela ordem nos séculos XVII e XVIII.

Fonte: Artnet news

Compartilhar:
Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …

Notícias - 07/04/2021

Nova galeria de arte vende obras com o tema "identidade"

Inaugurada no mês de celebração ao Dia Mundial das Mulheres, a Pequena Galeria apresenta cinco artistas mulheres de diferentes regiões …

Notícias - 06/04/2021

Obras de Antony Gormley colocadas na praia dividem opiniões

Esperava-se que incentivassem a apreciação da arte contemporânea. Mas, em vez disso, quatro esculturas de ferro de Antony Gormley parecem …

Notícias - 06/04/2021

National Gallery cria sua primeira mostra projetada para telefones celulares

A National Gallery apresentará sua primeira exposição projetada para telefones celulares, permitindo que as pessoas vivenciem com detalhes incríveis uma …

Notícias - 06/04/2021

Visitas aos 100 principais museus e galerias do mundo caem 77% devido a Covid

O número de visitantes nos 100 principais museus e galerias de arte do mundo caiu 77% no ano passado, de …

Notícias - 05/04/2021

Exposição artística mais extensa do mundo é realizada no Caminho de Santiago

“Las Estrellas del Camino” é uma exposição permanente com curadoria de Estrella Galicia e realização da agência AUPA!. A mostra …

Notícias - 05/04/2021

Inscrições para a ArtRio 2021 prorrogadas até 30 de abril

As inscrições para as galerias que desejam participar da 11ª edição da ArtRio foram prorrogadas até o dia 30 de …

Notícias - 31/03/2021

Instituto Cultural Vale lança programa gratuito de formação em Gestão Contemporânea das Artes

O Instituto Cultural Vale lança nesta terça-feira, 30, seu programa de formação em Gestão Contemporânea das Artes. Voltado para profissionais …