Icônico mural de Keith Haring está de volta

Uma versão restaurada do mural de Keith Haring, em 1986, “Crack Is Wack”

“Eu vi e pensei: deve ser Keith Haring!”, exclamou Alejandro Bonilla, um ex-estudante de artes do Bronx que passou pelo famoso mural de Crack Is Wack de Haring pela primeira vez nesta semana. Pintado nos dois lados de uma parede de quadra de handebol de concreto no Harlem River Park, na 127th Street, há mais de três décadas, o mural foi protegido por uma estrutura de proteção e tecido, escondido da vista do público desde o outono de 2015, enquanto o Harlem River Drive fica ao lado rodovia passou por construção. Neste verão, NYC Parks e a Keith Haring Foundation contrataram dois artistas para reformar e repintar o mural, e reabriram ao público esta semana. Um pedaço da história do East Harlem – e da arte – foi restaurado à sua comunidade.

Haring, um onipresente grafiteiro e ativista social, pintou o mural laranja brilhante na face norte da parede da quadra de handebol em 1986, no ápice da epidemia de crack que afetou desproporcionalmente comunidades de cor e de baixa renda nos Estados Unidos e devastou o Harlem. Movido pelas lutas de seu jovem assistente de estúdio e amigo Benny Soto com o vício e irritado pela inação do governo, o artista mobilizou sua linguagem visual reconhecível de formas ousadas e figuras enérgicas para enviar uma mensagem de advertência.

Haring era conhecido por inserir seu trabalho na paisagem urbana da cidade de Nova York sem autorização, etiquetando metrôs e edifícios de maneira rápida e clandestina. “Crack Is Wack” não foi exceção.

A NYC Parks e a Keith Haring Foundation contrataram dois artistas para reformar e repintar o mural de Keith Haring

“Como sempre, não pedi permissão e apenas trouxe minhas escadas e tintas”, lembrou uma vez.

Enquanto ele finalizava os retoques finais, a polícia passou e deu a Haring uma intimação judicial por desfigurar a propriedade pública (embora o artista não tenha cumprido pena na prisão e tenha pago uma pequena multa de US$ 25 ). Nos dias seguintes, o mural ganhou visibilidade à medida que a mídia usava sua imagem na cobertura da crise do crack. Eventualmente, foi vandalizada por alguém do bairro, e o Departamento de Parques de Nova York respondeu pintando-o com um cinza escuro. Mas a essa altura, a existência do mural e a convocação de Haring haviam se tornado de conhecimento público, e o comissário do Departamento de Parques, lamentando seu apagamento, perguntou a Haring se ele o repintaria. Haring concordou, desta vez produzindo um mural de dois lados, soletrando sua mensagem antidrogas em ambas as faces do muro da corte e alterando as imagens originais.

Isso sinalizou a extrema importância da causa para o artista. “Não era de sua natureza recriar a mesma coisa duas vezes”, disse Gil Vazquez, diretor interino e presidente da Fundação Keith Haring.

O “Crack Is Wack” de Haring, que estava sendo restaurado (cortesia do Departamento de Parques de Nova York)

Compartilhar:
Notícias - 22/01/2021

Em sincronia ao aniversário de SP, artista resgata história do bairro da Liberdade

Liberdade. Liberdade. Liberdade. Essas foram as palavras proferidas por uma multidão de pessoas pretas ao verem a corda que enforcava …

Notícias - 20/01/2021

Horrana de Kássia Santoz assume vaga de curadora na Pinacoteca

Pinacoteca do Estado de São Paulo e a Coleção Ivani e Jorge Yunes comemoram a parceria com a chegada de …

Notícias - 20/01/2021

Curso gratuito de Artes Integradas e Acessibilidade abre inscrições

Já estão abertas as inscrições para o curso Artes Integradas + Educação + Acessibilidade, do projeto Um Novo Olhar. A …

Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …