Icônica obra de Banksy que se autodestruiu volta a leilão – quatro vezes mais cara!

Banksy, Love Is In The Bin | FOTO: Cortesia Sotheby’s

Já se passaram quase três anos desde que o artista anônimo Banksy capturou as manchetes em todo o mundo quando uma de suas imagens mais famosas, uma garota com um balão, se autodestruiu na sala de leilões da Sotheby’s em Londres, momentos depois de ser vendida por US $ 1,4 milhão.

Durante a agora lendária venda, a imagem começou a deslizar por um triturador embutido secretamente na parte inferior da moldura segundos depois que o martelo desceu. Em meio a vídeos virais e intenso debate sobre o ato em si e se a Sotheby’s estava “envolvida”, a pintura foi rebatizada por Banksy como uma obra de 2018 chamada Love is in the Bin, e também reautenticada com um novo certificado. Na época, a Sotheby’s revelou que a compradora, uma cliente de longa data, concordou em mantê-la e colocá-la em exibição. E agora ela esta de volta!

A Sotheby’s revelou hoje que a obra está fazendo uma nova aparição no leilão de 14 de outubro em New Bond Street. E parece que a trituração – que a casa classificou como “a primeira obra da história criada durante um leilão ao vivo” – foi um gesto muito caro.

A pintura agora carrega uma estimativa de £ 4 milhões a £ 6 milhões, o que, nas taxas de câmbio atuais, chega a US $ 5,5 milhões a US $ 8,3 milhões. Portanto, se a obra atingir até mesmo o preço mínimo pedido no leilão, isso ainda contará como quase o quádruplo do preço anterior.

Banksy escreveu em um post no Instagram de 2018 no momento da venda: “Algumas pessoas acham que não estragou de verdade. Sim, sim. Algumas pessoas pensam que a casa de leilões estava envolvida, mas não”. A obra “nasceu do acontecimento artístico mais espetacular do século 21”, disse o diretor sênior e presidente de arte moderna e contemporânea da Sotheby’s, Alex Branczik, em um comunicado. Quando a obra se autodestruiu na sala , “Banksy gerou uma sensação global que desde então se tornou um fenômeno cultural. Durante aquela noite memorável, Banksy não destruiu uma obra de arte ao retalhá-la, mas, em vez disso, criou uma”.

Branczik acrescentou que a obra é “considerada herdeira de um legado venerado de arte anti-establishment que começou com o DADA e Marcel Duchamp há mais de um século”.

Love is in the Bin estará em exibição pública a partir de 4 de setembro ao meio-dia para uma prévia especial em Londres, antes de partir em uma turnê global para Hong Kong, Taipei, Nova York e de volta para New Bond Street mais uma vez.

Compartilhar:
Notícias - 17/09/2021

Barbara Kruger e MArk Bradfort integram lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time

Os artistas Barbara Kruger e MArk Bradfort figuram na lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time. …

Notícias - 17/09/2021

Samsung fecha parceria com grandes museus para serviço de arte na TV

A Samsung Electronics Co. anunciou que assinou uma parceria com o Museu do Louvre para expandir seu serviço de assinatura …

Notícias - 17/09/2021

Professor de história da arte descobre obra do barroco italiano em igreja de Nova York

Um professor de história da arte em Westchester, Nova York, descobriu uma rara pintura barroca italiana em uma igreja local. …

Notícias - 17/09/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2022

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, divulga a …

Notícias - 16/09/2021

Artistas contemporâneos ocupam mobiliário urbano do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro continua lindo e ganhou ainda mais cor com a exposição a céu aberto Arte Atua, que …

Notícias - 16/09/2021

"Ópera é chato", afirma Marina Abramovic na estreia de seu trabalho em Londres

“A ópera é chata”, afirmou Marina Abramovic em uma sala cheia de jornalistas na abertura de uma exposição de suas …

Notícias - 15/09/2021

Galerias comemoram bons resultados na ArtRio

A ArtRio encerrou sua 11ª edição, realizada em formato presencial, na Marina da Gloria, Rio de Janeiro, e em plataforma …

Notícias - 10/09/2021

Bolsa de Fotografia ZUM/IMS seleciona projetos de Castiel Vitorino Brasileiro e Tiago Sant’Ana

O Instituto Moreira Salles anuncia os dois projetos vencedores da 9ª edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS: Corpoflor − A …

Notícias - 10/09/2021

evento reúne INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS INSPIRADAS PELO MAIS ANTIGO HOSPITAL PSIQUIÁTRICO DO BRASIL

Em abril de 2021, os nove últimos moradores pacientes do Complexo Hospitalar do Juquery foram transferidos e o hospital encerrou …

Notícias - 09/09/2021

Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia abre chamada

A partir de hoje (8/9), estão abertas as inscrições para a 4ª Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia. Com o …

Notícias - 09/09/2021

Galerias brasileiras marcam presença na feira nova-iorquina The Armory Show

As galerias Lume, Millan, Nara Roesler e Vermelho participam da feira The Armory Show, que acontece entre os dias 9 …

Notícias - 09/09/2021

Funarte lança editais para diferentes linguagens artísticas

A Fundação Nacional de Artes – Funarte publicou cinco diferentes editais nesta semana, para incentivo a projetos relacionados a várias …