Homem que comprou Rothko pela Sotheby’s usando uma identidade roubada é condenado

Mark Rothko, Untitled, 1964

O homem da Flórida que comprou um Rothko da Sotheby’s usando uma identidade roubada foi condenado recentemente a 4,5 anos de prisão.

O designer de interiores Antonio diMarco foi condenado por conspiração por cometer fraude eletrônica na compra de arte em galerias, casas de leilão e colecionadores, usando os documentos de seus ricos clientes.

Em um leilão da Sotheby’s em Nova York em novembro de 2017, DiMarco e um associado identificado pelo FBI como consultor de arte Joakim von Ditmar usaram a identidade de um rico aposentado octogenário de Bal Harbour para fazer os lances vencedores em uma pintura sem título de Mark Rothko, vendida por US$ 6,4 milhões, e uma pintura de Ad Reinhardt intitulada nº 12 , por US$ 1,2 milhão. No momento do leilão, DiMarco e Von Ditmar apresentaram à Sotheby’s as informações do passaporte e da conta bancária do aposentado, além de documentos falsificados indicando que ela havia autorizado o par a fazer lances em seu nome. “Nossas discussões com os compradores levantaram suspeitas e preocupações significativas com o cliente idoso que eles pretendiam representar e achamos que era necessário entrar em contato com o FBI”, disse a Sotheby’s ao Sun Sentinel, em 2018.

De acordo com uma declaração feita pelo Ministério Público dos EUA no Distrito Sul de Nova York, DiMarco e Von Ditmar continuaram a tentar comprar arte fraudulentamente após esse leilão até pelo menos outubro de 2018. Eles usaram uma variedade de métodos, incluindo a apropriação da identidade das vítimas e “criação e apresentação uma série de documentos fraudulentos”. Durante um período de quase um ano, a dupla tentou comprar obras de arte de aproximadamente 20 galerias e colecionadores em todo o mundo, nunca pagando pelas obras, mas chegando ao ponto de acordos de venda concluídos para “mais de 60 obras de arte que totalizam mais de US$ 150 milhões”, de acordo com o Ministério Público dos EUA. Entre eles, peças de Pablo Picasso, Edward Hopper e Henri Matisse, este último avaliado em US$ 16,5 milhões.

“Antonio DiMarco foi um vigarista e enganador em série que roubou as identidades das pessoas, colocou ofertas vencedoras em obras de arte de renome que ele não podia pagar e fraudou credores e seguradoras com falsas reivindicações de propriedade”, diz o procurador dos EUA Geoffrey S. Berman em comunicado. “Como o Tribunal observou hoje, DiMarco mentiria para qualquer um se isso se adequasse aos seus interesses.”

Além de sua sentença de prisão, DiMarco foi condenado a pagar US$ 2,4 milhões em restituição àqueles que fraudou. O advogado de Von Ditmar se recusou a comentar, e não ficou claro quem representou DiMarco.

Fonte e tradução: The Art newspaper

Compartilhar:
Notícias - 23/10/2020

Olafur Eliasson projeta 'nossas perspectivas glaciais' como um instrumento astronômico

Artista Olafur Eliasson revela sua última obra de arte pública permanente, ‘nossas perspectivas glaciais’, ao longo da geleira hochjochferner do …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Klimt roubada - enterrada por 20 anos - volta a ser exibida em museu italiano

Descoberto pelo jardineiro da galeria Ricci Oddi no ano passado, o Retrato de uma Senhora será a estrela de uma …

Notícias - 23/10/2020

Vândalos atacaram 70 obras de arte em museus de Berlim em plena luz do dia

Um líquido oleoso foi derramado sobre muitas obras no que foi considerado o pior ataque à arte e antiguidades na …

Notícias - 23/10/2020

Guerra declarada entre museu e herdeiros de Piet Mondrian para recuperação de pinturas no valor de US$ 200 milhões

Como parte de um esforço contínuo de anos para recuperar os direitos de propriedade de várias pinturas criadas pelo modernista …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Jacob Lawrence, desaparecida há décadas, foi encontrada de forma inusitada

O painel do renomado artista negro, parte de sua série “Struggle”, foi visto pela última vez em 1960. Mas alguém …

Notícias - 21/10/2020

SESC SÃO PAULO EM NOVA ETAPA, RETOMADA GRADUAL CONTEMPLA EXPOSIÇÕES, BIBLIOTECAS E EXIBIÇÃO DE FILMES NO CINESESC

 O anúncio da aguardada Fase Verde, a penúltima e mais branda de uma  escala de cinco etapas do Plano São …

Notícias - 16/10/2020

Instituição coloca à venda pintura de David Hockney em meio a tensões financeiras

Na semana passada, a Royal Opera House de Londres anunciou planos de vender o Retrato de Sir David Webster de …

Notícias - 16/10/2020

Itáu Cultural reabre com mostras de Sandra Cinto e ocupação de Rino Levi

O Itaú Cultural (IC) retomou a partir de terça-feira (13) suas atividades presenciais. Neste momento, o público pode visitar as …

Notícias - 16/10/2020

Marina Abramović terá a primeira obra de arte de realidade mista vendida em leilão

Marina Abramović é uma das artistas contemporâneas mais conhecidas do mundo, mas muito de seu trabalho é efêmero: performances que …

Notícias - 16/10/2020

Juíza anuncia nova decisão sobre caso Inhotim e surpreende

O instituto assinou um acordo em 2016 para doar 20 obras de seu acervo ao governo, a fim de reembolsar …

Notícias - 16/10/2020

Como obras redescobertas de velhos mestres vêm de destacando em leilões com números extraordinários?

A Christie’s realizará seu leilão de Velhos Mestres durante as vendas clássicas da semana na sede do Rockefeller Center. Ao …

Notícias - 16/10/2020

Escultura de Medusa nua vira símbolo do movimento #meetoo e causa polêmica

Na maioria dos casos de violência sexual, sempre se pergunta à vítima: ‘Bom, o que você fez para provocá-lo?’ Questões …