Gerhard Ritchter nega museu em seu nome oferecido pela Alemanha

Gerhard Richter, Korn

Embora o artista vivo mais famoso da Alemanha diga que não quer um museu dedicado a suas pinturas, autoridades em Colônia, a cidade que ele chama há muito tempo de casa, discordam.

Colônia tem oficiosamente alimentado o sonho de abrir um museu Gerhard Richter por anos, na esperança de convencer o artista a endossar uma instituição que irá honrar suas conquistas. Mas o pintor não parece muito entusiasmado com a ideia. Recentemente, Richter disse à estação de rádio alemã  Deutschlandfunk que ele não tem “necessidade” de um espaço dedicado, já que seu trabalho é representado em museus em todo o mundo. “Não há planos concretos para um museu”, disse Richter à rádio, dizendo que ele havia sido abordado pela cidade alemã em várias ocasiões. “Eu não preciso ter um museu solo”, disse ele.

O ex-prefeito de Colônia, Fritz Schramma, enfatizou a urgência de tal instituição em uma coluna de opinião na  última quinta-feira, alegando que o artista não é realmente contra o plano, apesar de ele ter dito isso. A resposta “se adapta ao seu temperamento”, disse Schramma. Ele ressalta que Richter havia expressado oposição antes, apesar de “sempre com um pequeno sorriso”. Schramma advertiu que é a hora certa para a cidade encontrar uma maneira de criar tal museu – antes que outra cidade o faça. De acordo com Schramma, o artista de 87 anos, que nasceu em Dresden, mas vive em Colônia há quatro décadas, está em negociações com outras instituições sobre seu próprio museu, embora nada tenha sido declarado oficialmente sobre o assunto.

A pressão está ligada, especialmente considerando que o nome Richter tem um grande atrativo turístico. O Museu Barberini, nos arredores de Berlim, realizou uma exposição de carreira dedicado a Richter por pouco menos de quatro meses no ano passado, que atraiu mais de 150.000 visitantes. Na catedral de Colônia, a principal atração turística da cidade, Richter projetou uma janela com vitrais pixelados, que atrai uma enorme multidão em qualquer dia da semana.

O vitral de Gerhard Ricther consiste em 72 cores na catedral de Colônia do século 13, um dos monumentos mais famosos da Alemanha. Foto de Ralf Juergens / Getty Images.

A atual prefeita Henriette Rekker disse ao jornal Express  que, embora a discussão sobre a construção ou não de um museu dedicado a Richter esteja em andamento, a cidade e os artistas ainda precisam concordar sobre como essa ideia deve ser realizada. “É claro que seria uma grande honra e enriquecimento para a cidade poder exibir o trabalho de seu cidadão honorário Gerhard Richter de uma maneira especial”, disse Rekker. No entanto, “ainda não foi possível chegar a um acordo sobre as circunstâncias para a concretização dessa ideia”, disse ela, embora a cidade continue tentando.

Mesmo que o artista não tenha endossado o plano, o debate sobre que tipo de museu seria adequado para Richter já começou. Primeiro, a cidade precisa adquirir uma coleção. “Um museu com arquitetura de classe mundial teria que ser construído lá, pelo menos na liga do Museu Guggenheim em Bilbao”, diz o prefeito do centro de Colônia, Andreas Hupke. “Se Colônia só quer uma sugestão de uma chance de trazer uma coleção de Gerhard Richter de tamanho respeitável para Colônia, então a cidade tem que ser séria, e não fazer uma bagunça disso.”

Compartilhar:
Notícias - 14/04/2021

Passagem - por Maria Fernanda Paes de Barros

Que é a arte, afinal, do ponto de vista emotivo, senão a linguagem das forças inconscientes que atuam dentro de …

Notícias - 13/04/2021

Médico e artista plástico expõe obra feita de raio-x na Igreja Presbiteriana do Butantã

Moradores e visitantes da região do Butantã têm se deparado com uma cena inusitada ao circularem a Praça Vicente Rodrigues, …

Notícias - 13/04/2021

Após reclamações, outdoors de Steven Shearer são retirados de festival em Vancouver

Uma série de sete outdoors com fotos de pessoas dormindo foi encoberta depois que os organizadores do Capture Photography Festival …

Notícias - 13/04/2021

Sotheby's e Niftygateway oferecem edição ilimitada de criptoarte

A criptoarte segue sendo assunto quente no mercado. De olho na tendência, a Sotheby’s e o site Niftygateway estão oferecendo …

Notícias - 12/04/2021

FAMA Museu lança edital para exposições no espaço

A fim de incentivar a produção artística contemporânea e valorizar a diversidade cultural por meio da multiplicidade de expressões artísticas …

Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …

Notícias - 07/04/2021

Nova galeria de arte vende obras com o tema "identidade"

Inaugurada no mês de celebração ao Dia Mundial das Mulheres, a Pequena Galeria apresenta cinco artistas mulheres de diferentes regiões …

Notícias - 06/04/2021

Obras de Antony Gormley colocadas na praia dividem opiniões

Esperava-se que incentivassem a apreciação da arte contemporânea. Mas, em vez disso, quatro esculturas de ferro de Antony Gormley parecem …