Famosa pintura de vulva de Courbet é marcada com “MeToo”

Como parte de uma apresentação de Deborah de Robertis no Centre Pompidou-Metz, "A Origem do Mundo" (1866) de Gustave Courbet foi marcada com a frase "MeToo".

Duas mulheres etiquetaram a frase “MeToo” no vidro protetor que cobre a pintura “A Origem do Mundo” (1866), de Gustave Courbet, que apresenta um close de uma vulva, em uma performance de acrobacias no Centre Pompidou-Metz, na França, no dia 6 de maio. O nu historicamente escandaloso está emprestado pelo Musée d’Orsay, em Paris, para uma exposição centrada no psicanalista francês Jacques Lacan, que comprou a pintura em 1954.

A ação foi idealizada pela artista franco-luxemburguesa Deborah De Robertis, que anteriormente expôs seus órgãos genitais em frente à pintura de Courtbet em uma performance conceitual de 2014 no Musée d’Orsay que resultou em sua prisão. Uma fotografia dessa intervenção, intitulada “Espelho de Origem” e atualmente exposta como parte da exposição do Centro Pompidou-Metz, estava entre as obras pintadas com spray pelas performers, juntamente com uma impressão fotográfica de Valie Export.

“Eu violei museus, do Museu Orsay ao Museu do Louvre e ao Centro Pompidou. Entrei neles à força, sem consentimento ou permissão, para reivindicar meu lugar na história”, escreveu De Robertis em comunicado.

O promotor de Metz, Yves Badorc, disse à AFP que as duas mulheres que desfiguraram as obras de arte foram presas. A pintura de Courbet estivesse protegida por vidro, mas a polícia ainda avalia os danos às outras obras. Embora não esteja claro se as duas mulheres enfrentam atualmente acusações, De Robertis disse à Hyperallergic que elas foram libertadas. A artista afirmou ainda que a tinta pode ser removida com água.

Durante a apresentação, De Robertis também roubou um bordado da artista visual francesa Annette Messager, “I Think Portanto I Suck” (1991), segundo documentação da performance. Em outro vídeo publicado no Vimeo, De Robertis parece remover a obra da moldura antes de colocá-la em uma sacola escura.

A performance provocativa é apenas a mais recente perturbação do museu encenada por De Robertis. Em 2017, ela foi acusada de exibicionismo sexual por uma apresentação no Louvre que envolveu expor sua vagina na frente da “Mona Lisa” enquanto gritava “Mona Lisa, minha buceta, meus direitos autorais” através de um megafone. Embora tenha sido absolvida da acusação de exibicionismo sexual , ela acabou recebendo uma sentença de 35 horas de trabalho no serviço público por morder a jaqueta de um segurança quando sua apresentação foi interrompida à força.

Ela também foi presa por apresentações nuas na Maison Européenne de la Photographie e no Musée des Arts Décoratifs em Paris, e no Santuário de Nossa Senhora de Lourdes , um dos locais mais sagrados da fé cristã na França.

Um vídeo separado lançado em conjunto com a performance mais recente de De Robertis parece mostrar a obra de Messager pendurada num quarto onde Bernard Marcadé, um dos curadores da exposição de Lacan, é mostrado deitado numa cama enquanto conversa com a artista. Na carta aberta publicada junto com a apresentação, De Robertis acusa Marcadé de abusar sexualmente dela quando ela tinha 26 anos.

A missiva também cita vários outros curadores, colecionadores, artistas e historiadores, acusando-os de vários abusos, incluindo agressão, assédio, manipulação e intimidação.

A intervenção do museu suscitou uma resposta crítica da Ministra da Cultura francesa, Rachida Dati, que escreveu no X: “Para os ‘ativistas’ que pensam que a arte não seria poderosa o suficiente para transmitir uma mensagem por si só, deve ser dito novamente: o trabalho não é um cartaz onde pode ser escrita a mensagem do dia.”

Denunciando a “violência patriarcal” generalizada e uma “divisão misógina” no mundo da arte, De Robertis apelou a “todas as mulheres, com ou sem vulvas, todas as pessoas intersexuais, trans e não-binárias, e todas as pessoas sub-representadas” a ousarem expressar-se, citando artistas como Ana Mendieta, Orlan, Valie Export e Louise Bourgeois, cujos trabalhos foram exibidos no museu.

“Eu realmente quero ressaltar o fato de que as pessoas ficam chocadas com um gesto feminista simbólico que na verdade inverte uma relação de poder”, disse De Robertis ao Hyperallergic. “Por que ficamos chocados quando um artista faz um gesto simbólico para denunciar a violência e o abuso sistêmicos?”

Compartilhar:
Notícias - 17/05/2024

Belém recebe o histórico e novo Centro Cultural Bienal das Amazônias

Em um momento histórico para as artes visuais, o Centro Cultural Bienal das Amazônias (CCBA), um espaço permanente de cultura …

Notícias - 16/05/2024

Artista surrealista quebra recorde em leilão

A pintura de Lenora Carrington, Les Distractions de Dagobert, de 1945, foi vendida por US$ 28,5 milhões com taxas, durante …

Notícias - 16/05/2024

Centro Georges Pompidou ganhará filial brasileira

O Centro Georges Pompidou, um dos principais museus de arte contemporânea de Paris, na França, receberá uma filial no Brasil, …

Notícias - 16/05/2024

Primeiro retrato oficial do Rei Charles provoca reações negativas pela paleta 'Vermelho Sangue'

O primeiro retrato oficial do rei Charles pintado desde sua coroação em maio passado foi inaugurado no Palácio de Buckingham.

A …

Notícias - 16/05/2024

maior festival de sexualidade na arte contemporânea do Brasil recebe 100 artistas

Um evento legitimador aos artistas contemporâneos que trabalham com sexualidade, apresentando ao público uma produção pulsante, além de proporcionar diversas …

Notícias - 16/05/2024

Ateliê parisiense de Modigliani e Gauguin ganha status de patrimônio

O estúdio parisiense onde artistas como Amedeo Modigliani e Paul Gauguin viveram e trabalharam recebeu uma designação histórica antes de …

Notícias - 16/05/2024

Exposição vai selecionar 10 artistas negros para repensar o Brasil a partir de ideias criadas por figuras históricas

Idealizada pela diretora e produtora executiva Mariana Luiza (“Redenção”), em colaboração com as professoras Ana Flávia Magalhães Pinto (História-UnB e …

Notícias - 16/05/2024

Conheça os retratos de criminosos feitos de crochê por artista e sua mãe

“Tudo começou com um desafio”, disse o artista e escritor radicado em Nova York, Paul Chan. Há dois anos, sua …

Notícias - 16/05/2024

Suspeita de ataque cibernético mantém o site da Christie's off-line durante a semana de leilões

Não é uma boa semana para uma casa de leilões sofrer uma falha tecnológica, mas é isso que a Christie’s …

Notícias - 16/05/2024

Festa da Luz agita Belo Horizonte com instalações e atividades artísticas públicas

Em apenas duas edições, a Festa da Luz tornou-se um dos eventos mais aguardados e celebrados de Belo Horizonte. Para …

Notícias - 15/05/2024

Geólogo diz descobrir onde MonaLisa estava sentada

Ela foi manchada com bolo e encharcada com ácido. Vigilantes roubaram-na e manifestantes desfiguraram-na. Ela foi atacada e cutucada, exibida …

Notícias - 15/05/2024

Conheça o tema e curadoria da exposição e baile do MET Gala

O curador Andrew Bolton tem muito que explicar sobre a nova exposição do Costume Institute do Metropolitan Museum of Art. …