Do Ho Suh em mostra digital

Vinte anos após a primeira exposição de Do Ho Suh nos Estados Unidos, a Lehmann Maupin Gallery, que o acompanhava até hoje, apresenta uma exposição digital como complemento da física de Londres. A exposição virtual apresenta obras icônicas do aclamado artista coreano. Nascido em Seul e agora baseado em Londres, Suh é reconhecido por suas práticas multidisciplinares. Ao longo de sua carreira, trabalhou com diversos processos e materiais, do real à pequena escala, passando pelo desenho, escultura, vídeo e instalação. O seu trabalho centra-se principalmente nos espaços domésticos e no conceito de casa independentemente da sua localização geográfica. Ele investiga questões como a individualidade em sociedade, como habitamos os espaços e como eles nos acompanham na memória.   Com extremo enfoque no detalhe, o artista retrata, em escala real e em tecido, suas casas, oficinas e residências anteriores como consequência da vida itinerante do artista.

“O espaço que me interessa não é apenas físico, mas intangível, metafórico e psicológico”, diz. Parte de sua célebre série Hubs, a obra “Hub-1” (2018) recria o hall de entrada da casa de infância de Suh em Seul. A instalação explora os intermediários. Neste caso, as áreas que habitamos antes de entrar ou sair de outro espaço. A recriação expõe as ligações borradas entre o exterior e o interior e entre o público e o privado. Suh descreve essa série de obras facilmente transportáveis ​​como mecanismos de sobrevivência que o ajudam a transportar ideias aonde quer que vá. A escolha de uma única cor e a transparência do tecido atuam como consciência da memória. Apesar da precisão arquitetônica, a sensação de quem está caminhando pelo “Hub-1” é que a memória não são apenas sentidos, mas sensações.

 

Em sua série “Rubbing / Loving” (2016), Suh, após embrulhar completamente seu apartamento em Londres em papel, esfrega um lápis para obter um desenho preciso. Desse modo, uma reconstrução é apresentada a uma distância que pode parecer um desenho e, à medida que nos aproximamos, assume uma tridimensionalidade imaginária. “Rubbing / Loving” é uma obra que nos incentiva a ver além da materialização do espaço. Graças ao trabalho insaciável de detalhes, a cor escurece nas maçanetas e puxadores, que testemunham uma vida vivida. As variabilidades de cores afirmam a ação dos objetos como recipientes de memórias.

Onde termina a individualidade e quando começa? Isso é o que Suh parece questionar em suas aquarelas de mídia mista mais recentes da série Undressing (2019, 2020) e Dreaming Home (2019). No primeiro, observa-se uma figura antropomórfica solitária com uma peculiaridade. O ser contém uma extensão muito maior de seu corpo que se estende para o interior de uma casa. Nesta obra, e como em Family Cuddle (2020), Suh volta a refletir sobre os limites de uma memória arquitetônica pessoal e, desprovida de um olhar nostálgico, sobre os vínculos com a sociedade. Em sua assombrosa série Karma, isso é explorado em relação ao outro. Aquele que observa e é observado. Como eles nos veem? Como os vemos? A escultura, que combina verticalmente múltiplas faces, é uma busca de autopercepção, talvez do próprio artista, na sociedade contemporânea.

 

A MOSTRA ONLINE COM TRABALHOS DO ARTISTA PODE SER ACESSADA CLICANDO AQUI

Fonte: Arte Al Día

Compartilhar:
Notícias - 10/05/2021

Sesc São Paulo retoma visitação presencial a dez exposições

Em conformidade com os protocolos de segurança do estado e de cada município, o Sesc São Paulo retoma algumas atividades …

Notícias - 10/05/2021

Conheça Chakaia Booker e seu trabalho com pneus

O estúdio de Chakaia Booker não tem aquecedor, o telhado vaza e às vezes entram esquilos. Seu piso é arranhado …

Notícias - 10/05/2021

Análise das cartas de Van Gogh revela novos detalhes sobre pinturas

A primeira exposição a explorar os olivais de Vicente tem novas datas. A mostra no Museu Van Gogh de Amsterdã …

Notícias - 07/05/2021

Lista de finalistas do Turner Prize é composta inteiramente por coletivos com engajamento social

Em um ano marcado por dificuldades sem precedentes, colaboração e solidariedade são os temas subjacentes ao Turner Prize deste ano …

Notícias - 07/05/2021

Três coisas que você talvez não saiba sobre "The Child’s Bath", de Mary Cassatt

Quando o Dia das Mães foi proposto como feriado em 1913, a artista franco-americana Mary Cassatt não gostou muito da …

Notícias - 07/05/2021

Galerias brasileiras participam de feiras em Nova York

Em maio a cidade de Nova Iorque abriga algumas feiras de arte contemporânea, como a Frieze New York e a …

Notícias - 06/05/2021

Bienal de Arte Paiz tem início na Guatemala

Intitulada Lost. In Between. Together, pela primeira vez em sua história, a Bienal de Arte Paiz será inteiramente voltada para …

Notícias - 06/05/2021

OCUPAÇÃO IMAGÉTICA SELECIONA ARTISTAS DE REGIÕES PERIFÉRICAS DE SÃO PAULO E ABCD

“Entranhamentos” será uma exposição baseada no conceito de ocupação imagética, cujo principal objetivo é investigar novas possibilidades de exibição e …

Notícias - 06/05/2021

MASP anuncia Hanayrá Negreiros como nova curadora adjunta de moda

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP) anuncia Hanayrá Negreiros como nova curadora adjunta de moda. Negreiros …

Notícias - 30/04/2021

Pacaembu terá feira de arte em parceria com galerias

São Paulo vai ganhar uma nova Feira de Arte, num dos locais mais icônicos da cidade, o Complexo Esportivo do …

Notícias - 30/04/2021

Panorama Raft inicia chamada pública de projetos liderados por artistas de todo o Brasil

O Festival Panorama, um dos principais eventos artísticos do Brasil, lançou este ano o Panorama Jangada, um projeto criado no …

Notícias - 30/04/2021

inscrições abertas para o 4º PRÊMIO DE DESIGN INSTITUTO TOMIE OHTAKE LEROY MERLIN

Estão abertas as inscrições do 4º PRÊMIO DE DESIGN INSTITUTO TOMIE OHTAKE LEROY MERLIN, voltado a universitários e recém-formados de …