Crítica de arte quebra acidentalmente uma escultura de 19 mil dólares na Zona Maco

Os truques ágeis e sinistros de Gabriel Rico (Para serem preservados sem escândalo e corrupção) I (2018) antes de serem destruídos. © GABRIEL RICO / CORTESIA OMR, CIDADE DO MÉXICO

Uma crítico de arte mexicana destruiu uma escultura de um dos artistas emergentes do país em sua mais importante feira de arte no sábado. A grande obra de vidro de Gabriel Rico foi a peça central do estande da Galería OMR, na Cidade do México, na Zona Maco – pelo menos até a intervenção da crítica de arte Avelina Lésper.

A escultura – que apresentava uma bola de futebol, uma bola de tênis, uma pedra e outros objetos encontrados aparentemente suspensos em um suporte de vidro – tornou-se pilha de objetos no chão, cercada por detritos e estilhaços de vidro. A crítica estava conduzindo uma visita guiada à feira quando, segundo a Artnet News, ela colocou uma lata de Coca-Cola em um dos elementos de pedra para tirar uma foto como crítica do trabalho.

Lésper se defendeu, dizendo a Milenio,  o jornal da Cidade do México para o qual ela escreve, que colocou a lata perto, mas não sobre a escultura quando se quebrou. “Eu tinha uma lata de refrigerante vazia, tentei colocá-la em uma das pedras, mas o trabalho explodiu”, disse ela. “Foi como se o trabalho tivesse ouvido meu comentário e sentido o que eu pensava.” Ela negou pôr em risco deliberadamente o trabalho.

“Estamos muito tristes e decepcionados com o que aconteceu hoje”, disse a OMR em um comunicado no Instagram, acompanhado por uma imagem das consequências. “Não entendemos como uma suposta crítica profissional de arte destruiu uma obra.” A galeria culpou Lésper por se aproximar demais da escultura, acrescentando que ela mostrava “uma enorme falta de profissionalismo e respeito” pelo artista, cujo trabalho foi incluído na exposição central da Bienal de Veneza 2019.

O trabalho de 2018, intitulado  Nimble and Sinister Tricks foi avaliado em US $ 19.000. Não está claro se Rico recriará o trabalho ou quem pagará por ele. “Estou triste porque isso foi muito desrespeitoso com as peças”, disse o artista em comunicado. “Esta é uma situação lamentável.”

A crítica de arte sugeriu que a galeria vendesse o trabalho quebrado, comparando sua destruição com o destino do Large Glass de Marcel Duchamp (quando a famosa escultura de vidro do artista francês foi acidentalmente danificada durante o transporte, ele respondeu que agora estava completa). O caso logo começou a aparecer nas mídias sociais, com algumas pessoas culpando o trabalho, e não a crítica, por sua queda, dizendo que o vidro estava muito fraco e que Lésper estava certa em seu argumento.

O artista de Guadalajara, Gabriel Rico, nascido em 1980, costuma usar objetos encontrados em suas instalações cuidadosamente arranjadas, que combinam referências ao surrealismo, arte povera e cultura popular.

Fonte: Artnet News

Compartilhar:
Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …

Notícias - 17/12/2020

REGINA BONI ANUNCIA INAUGURAÇÃO DA GALERIA SÃO PAULO FLUTUANTE EM 2021

Para quem afrontou militares e a extrema direita em plena ditadura nos anos 60, não seria uma pandemia em escala …

Notícias - 17/12/2020

Itaú Cultural lança publicação com trabalhos de artes visuais selecionados em edital

No dia 15 de dezembro entrou no ar, no site do Itaú Cultural, www.itaucultural.org.br, uma publicação virtual que reúne as …

Notícias - 17/12/2020

CASA FIAT DE CULTURA DIVULGA SELECIONADOS PARA EXPOR NA PICCOLA GALLERIA

O 4º Programa de Seleção da Piccola Galleria da Casa Fiat de Cultura já tem os nomes dos artistas selecionados …