Coreia do Sul constrói Museu Flutuante Kim Whanki sobre a água

Em 22 de novembro, um funcionário do Condado de Sinan anunciou planos para construir um museu financiado pelo governo que flutuará em um lago para comemorar o falecido pintor modernista Kim Whanki (1913-1974) em sua cidade natal, na vila de Eupdong-ri na ilha Anjwado, província de Jeolla do Sul. A construção do museu tem previsão para começar em janeiro de 2021, com planos para que a obra seja concluída até o final do ano, com o custo estimado em KRW 9,8 bilhões (USD 8,8 milhões).

Falando à ArtAsiaPacific, a Fundação Whanki, fundada em 1979 pela esposa do artista, Kim Hyang-an, afirmou que “O museu flutuante … não tem nenhuma relação com Kim Whanki e sua arte”, e que o museu “anunciou seu plano sem qualquer discussão ou aviso à Fundação Whanki”. A fundação estabeleceu o Museu Whanki em Seul em 1992.

O novo museu flutuante de 2.200 metros quadrados estará localizado a aproximadamente 400 metros da aclamada casa de infância do artista, de acordo com relatos do The Korea Herald. O local é significativo, pois Kim se inspirou em sua cidade natal e seus arredores naturais para muitas de suas pinturas. O município planeja sediar exposições especiais no museu destacando a paisagem natural da ilha através de obras de artistas regionais e internacionais. O projeto faz parte de uma iniciativa maior, o Museu 1 Do 1, introduzido pelo governo do município em 2019 para construir 21 museus, galerias e salas de exposições até 2022 para promover a arte e a cultura da região, bem como aumentar o turismo. Mais detalhes sobre o arquiteto do edifício e o acervo do museu ainda não foram divulgados.

Kim é reconhecido como um artista abstrato pioneiro e é conhecido por suas obras de diversos tons e padrões. De 1931 a 1936, ele se inscreveu no Programa de Belas Artes da Universidade Nihon de Tóquio, onde conheceu os trabalhos de modernistas europeus, bem como dos pintores japoneses Tsuguharu Foujita (1886-1968) e Seiji Togo (1897-1978), que mais tarde inspiraram a prática de Kim de tornar assuntos tradicionais coreanos com uma combinação de linhas coloridas e orgânicas. Após sua primeira exposição solo na Galeria Amagi de Tóquio em 1937, Kim mudou-se para Seul, onde fundou o movimento de arte de vanguarda, New Realism, para destacar a essência da natureza através da abstração com os artistas Yoo Youngkuk e Lee Kyusang no início da década de 1940. Na década de 1950, ele também foi professor na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Hongik. Kim e sua esposa se mudaram para Paris em 1956, e mais tarde se estabeleceram em Nova York depois de receber uma bolsa do Conselho Cultural Asiático de Rockefeller em 1963. Durante seu tempo em Nova York, Kim experimentou vários materiais e técnicas, incluindo pintar paisagens coreanas com tons de pontos azuis em uma tela monocromática.

FONTE: ArtAsiaPacific

Compartilhar:
Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …

Notícias - 19/12/2020

São Paulo ganha mural em homenagem às comunidades indígenas afetadas pela pandemia

As Nações Unidas e a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela, em São Paulo, se unem …

Notícias - 18/12/2020

Farol Santander abre hoje mostra do artista chileno Iván Navarro

Abre hoje, 18 de dezembro, no Farol Santander São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande mostra individual no país do …

Notícias - 17/12/2020

Conheça os 91 projetos selecionados do Rumos Itaú Cultural 2019/2020

A Dasartes participou na última quarta-feira, 16 de dezembro, na coletiva de imprensa do Itaú Cultural, que anunciou os projetos selecionados …

Notícias - 17/12/2020

REGINA BONI ANUNCIA INAUGURAÇÃO DA GALERIA SÃO PAULO FLUTUANTE EM 2021

Para quem afrontou militares e a extrema direita em plena ditadura nos anos 60, não seria uma pandemia em escala …

Notícias - 17/12/2020

Itaú Cultural lança publicação com trabalhos de artes visuais selecionados em edital

No dia 15 de dezembro entrou no ar, no site do Itaú Cultural, www.itaucultural.org.br, uma publicação virtual que reúne as …

Notícias - 17/12/2020

CASA FIAT DE CULTURA DIVULGA SELECIONADOS PARA EXPOR NA PICCOLA GALLERIA

O 4º Programa de Seleção da Piccola Galleria da Casa Fiat de Cultura já tem os nomes dos artistas selecionados …