Conheça o artista africano que está se tornando a estrela de leilões

Amoako Boafo’s, Sleepy Lady (2019). Courtesy Phillips.

Em fevereiro, a casa de leilões Phillips apresentou uma pintura do artista nascido em Ghani, Amoako Boafo, em sua venda noturna de arte contemporânea em Londres, marcando a primeira vez que uma tela do cobiçado artista do mercado primário aparecia em leilão. O trabalho alcançou um total de £ 675.000 (US$ 881.550), superando em muito a estimativa de pré-venda de £ 30.000 a £ 50.000 (US$ 38.700- $ 64.500). Agora, a Phillips tem outro trabalho de Boafo, o segundo a chegar ao mercado até o momento, em uma venda contemporânea on-line temática de apenas 24 lotes, denominada Shaping the Surface.

Sleepy Lady (2019), de Boafo, um trabalho concluído em 2019, estimado entre 15.000 a 20.000 libras, lidera a venda com uma oferta de £ 85.000 libras, mais de cinco vezes a sua estimativa baixa. Com os lances ainda abertos, poucos esperam que a venda termine com os 24 lances já lançados. A venda terminou às 14:00, horário de Londres, desta quinta-feira, 21 de maio.

O trabalho já mudou de mãos duas vezes. O expedidor comprou a obra de uma coleção particular em Viena. Semelhante à série da Diáspora Negra, amplamente reconhecida pelo artista, um grupo de retratos figurativos com a abordagem de Boafo para documentar a negritude e representar a imagem negra, a obra é um exemplo forte do estilo distintivo de Boafo. Boafo foi educado na Academia de Belas Artes de Viena. Ele cita o retrato do modernista Egon Schiele como uma referência histórica importante em sua prática e entre suas influências contemporâneas, nomes como Lynnette Yiadom-Boakye, Jordan Casteel e Kerry James Marshall.

Amoako Boafo biography | Mariane Ibrahim Gallery

A ascensão de Boafo à proeminência vem da convergência de duas tendências de mercado. Uma é a demanda sustentada por pintura figurativa; o outro é um interesse contínuo em pintores de ascendência africana. O fato de Boafo inspirar simultaneamente o modernismo europeu e as imagens que faltam no vasto cânon da história de arte centrada na Europa faz com que seu trabalho pareça quase projetado para o sucesso do mercado. A resposta do mercado foi imediata, com trabalhos recentes fora do mercado primário sendo lançados na Phillips em resposta direta a eventos de marketing como a edição de 2019 da Art Basel Miami Beach.

A virada de Boafo veio com o apoio dos colecionadores contemporâneos Don e Mera Rubell, de Miami, que acrescentaram o trabalho do artista de 36 anos às propriedades de seu museu particular e o selecionaram para seu programa de residência artística financiado pela Fundação Knight. O artista também está sendo colecionado por instituições públicas. No ano passado, o City Museum de Miami comprou o Brinco azul cobalto de Boafo por US$ 44.000 e, na feira FIAC de Paris em outubro de 2019, a galeria Mariane Ibrahim vendeu a Monica (2019) de Boafo por US$ 18.000.

Ganhador do Prêmio Walter Koschatzky de Arte em 2017, o apoio institucional de Boako inclui a coleção permanente do Museu de Arte Hessel do Bard College e do Museu Albertina de Viena.

Fonte e tradução: Art Market Monitor.

Compartilhar:
Notícias - 27/10/2021

FAMA Museu lança Diafragma, último episódio do projeto audiovisual Respirar

A FAMA Museu, instituição sediada em Itu, no interior de São Paulo, dá continuidade ao projeto Respirar, uma ação em …

Notícias - 26/10/2021

2ª edição do NaLata Festival leva cor às ruas de São Paulo

A Suvinil, que celebra 60 anos de Brasil agora em 2021, vivencia a riqueza da pluralidade em seu dia a …

Notícias - 26/10/2021

O monumental museu Munch é aberto na Noruega

Depois de uma década em construção, um museu dedicado a um dos artistas mais famosos da Noruega está finalmente aberto …

Notícias - 26/10/2021

Duzentas pessoas nuas posam para evento artístico no Mar Morto

Cerca de 200 pessoas pintadas de branco participaram de uma campanha artística de Spencer Tunick no Mar Morto para chamar …

Notícias - 22/10/2021

Obra de Lygia Clark ganha portal com mais de 7mil itens

No dia 23 de outubro (sábado), dia em que a artista Lygia Clark completaria 101 anos, a Associação Cultural Lygia …

Notícias - 22/10/2021

Andressa Cantergiani realiza a primeira performance com interferência feita via NFT do mundo

Durante a pandemia de Covid-19 artistas de todo mundo se reinventaram e estão revolucionando o mercado da arte por meio …

Notícias - 22/10/2021

Fábrica de Graffiti lança convocatória nacional

A próxima parada da Fábrica de Graffiti é em Sabará (MG), onda será pintado um muro de 2 mil m² …

Notícias - 20/10/2021

Judy Chicago enche os céus de São Francisco de fumaça

Em conjunto com a popular retrospectiva de Judy Chicago (até 9 de janeiro de 2022) no de Young Museum em …

Notícias - 20/10/2021

Obra triturada de Banksy é vendida por US$ 25,4 milhões

Qual obra de arte se torna muito mais valiosa depois de ser danificada pelo artista – cuja identidade, por acaso, …

Notícias - 19/10/2021

Vem aí a primeira exposição de arte contemporânea nas pirâmides do Egito

Pela primeira vez na história, as pirâmides de Gizé servirão de cenário para uma exposição de arte contemporânea. Forever Is …

Notícias - 18/10/2021

17ª SP-Arte aposta em modelo híbrido

Em sua 17ª edição, a SP-Arte – Festival Internacional de Arte de São Paulo, acontece de 20 a 24 de …

Notícias - 18/10/2021

Museus de Viena estão expondo obras no site adulto OnlyFans

Em um esforço para evitar a censura por plataformas de mídia social como Instagram, Facebook e TikTok, o Conselho de …