Conheça alguns dos artistas já definidos para a Bienal de Veneza

Melanie Bonajo, Night Soil-Economy of Love, 2018 | IMAGENS: Reprodução

O fluxo de e-mails anunciando quais artistas estão representando seus respectivos países na Bienal de Veneza de 2022 tem sido constante desde, quando a edição anterior foi encerrada, e segue mesmo com o adiamento do evento por mais um ano devido à pandemia. A 59ª edição do evento estará sob a direção criativa de Cecilia Alemani e será exibida em Veneza de 23 de abril a 27 de novembro. O título do show é “O Leite dos Sonhos”, nome retirado do livro surrealista da artista Leonora Carrington publicado inicialmente na década de 1950 e lançado em inglês em 2017 (Leia mais sobre o tema clicando aqui).

Abaixo, você vê uma lista de alguns dos artistas já confirmados na próxima Bienal de Veneza

AUSTRÁLIA

Marco Fusinato, Constellations, 2015-2018

Artista: Marco Fusinato | Curador: Alexie Glass-Kantor

Fusinato, um nativo de Melbourne, amplifica as experiências sensoriais borrando as fronteiras entre música, som e arte visual. Em um trabalho exibido na Bienal de Sydney, ele convidou os visitantes a bater com um taco de beisebol em uma parede de gesso. O som foi amplificado por microfones ocultos.

áUSTRIA

Ashley Hans Scheirl et Jakob Lena Knebl © Christian Benesch

Artistas: Jakob Lena Knebl e Ashley Hans Scheirl | Curadora: Karola Kraus

Kraus disse que em sua instalação “não faltará humor nem sátira”, algo que os visitantes esperam no trabalho dos artistas, que frequentemente trabalham em conjunto. A proposta incluirá uma infinidade de materiais, incluindo fotografias, pinturas, obras de vídeo e áudio e hologramas destinados a desestabilizar “ideias convencionais de apresentações em museus”.

BÉLGICA

O artista Francis Alÿs no Iraque.

Artista: Francis Alÿs | Curador: Hilde Teerlinck

Alÿs, cujos filmes e instalações apareceram em bienais anteriores, em 1999, 2001, 2007 e 2017, voltará a representar a Bélgica com um novo trabalho que dá continuidade a seu vídeo de 2017 Children’s Games # 19: Haram Soccer, que teve como foco crianças que, sob o governo do Estado Islâmico, foram proibidas de participar do esporte, mas continuaram jogando mesmo assim.

CANADÁ

Stan Douglas, Doppelgänger, 2019.

Artista: Stan Douglas

O artista residente em Vancouver cria instalações multimídia que misturam fato e ficção, muitas vezes com narrativas divergentes que propõem realidades alternativas. Douglas já expôs na Bienal de Veneza várias vezes, embora esta seja a primeira vez que ele representa seu país de origem.

FRANÇA

Zenib Sedira, Mother, Daughter and I, 2003.

Artista: Zineb Sedira

Sedira é a primeira artista de ascendência argelina a representar a França na Bienal de Veneza. Nascida em Paris, a obra da artista se baseia em grande parte em suas experiências como filha de imigrantes argelinos e na criação de um filho no bairro multicultural de Brixton, em Londres. Em obras como Mother Tongue (2002), a artista atuou como intérprete enquanto ela, sua filha e sua mãe tentavam falar uma com a outra em suas línguas nativas.

ALEMANHA

Tower of books, Maria Eichhorn, 2017

Artista: Maria Eichhorn | Curador: Yilmaz Dziewior

A artista, que mora em Berlim, Maria Eichhorn, é mais conhecida por seus trabalhos que abordam as estruturas de poder institucionais, combinando estudos acadêmicos com humor lúdico. “O Pavilhão Alemão tem uma carga simbólica e representa um desafio para os artistas em vários níveis muito diferentes”, disse Eichhorn em uma conversa com o curador Yilmaz Dziewior. “A cada tentativa de desconstrução, você é confrontado com esse fato.”

GRÃ-BRETANHA

Artista: Sonia Boyce | Local: Giardini

Boyce é a primeira mulher negra escolhida para representar a Grã-Bretanha em Veneza. Sobre isso, ela disse: “você poderia ter me derrubado com uma pena quando recebi a ligação”. A artista é professora na University of the Arts de Londres e ganhou destaque na década de 1980 com trabalhos que interpretavam as relações pessoais e sociais através das lentes de raça, gênero e classe.

HONG-KONG

Angela Su, Cosmic Call, 2019

Artista: Angela Su | Curadora: Freya Chou

Su tem como distinção de ser a primeira mulher a representar Hong Kong com uma exposição individual no evento internacional. O trabalho de Su abrange desenhos e documentários, o que deve muito a suas atividades acadêmicas em bioquímica. Sua formação científica se funde com o interesse em construções sociais para criar obras enervantes.

HUNGRIA

Zsófia Keresztes, The Judge, 2018

Artista: Zsófia Keresztes | Curadora: Mónika Zsikla

O projeto do pavilhão húngaro é misteriosamente intitulado “Depois dos sonhos, atrevo-me a desafiar os danos” e pode muito bem apresentar as esculturas biomórficas em pastel pelas quais Keresztes é conhecida. O interesse da artista nos reinos sobrepostos da realidade e da realidade virtual são expressos por meio do uso de um estilo de mosaico descrito como “pixels”, que acenam com a cultura da internet, embora existam firmemente na fisicalidade de suas obras.

MALTA

Caravaggio, The Beheading of St John the Baptist, 1608.

Artistas: Arcangelo Sassolino, Giuseppe Schembri Bonaci e Brian Schembri | Curadores: Keith Sciberras, Jeffrey Uslip

De acordo com um comunicado à imprensa, os artistas irmãos Giuseppe Schembri Bonaci e Brian Schembri, juntamente com Arcangelo Sassolino, criarão uma obra que revisita a pintura de Caravaggio do século 17, A Decapitação de São João Batista (1608). A peça se baseará em uma longa história de intercâmbio entre Malta e a Itália e “abordará os desafios globais como desigualdade, justiça e paz”.

PAÍSES BAIXOS

Melanie Bonajo, Night Soil-Economy of Love, 2018

Artista: Melanie Bonajo | Curadores: Maaike Gouwenberg, Geir Haraldseth e Soraya Pol

Bonajo cria vídeos exuberantes, instalações fotográficas e performances fortemente influenciadas pelo conceito do divino. Uma autoproclamada eco-feminista, seus trabalhos exploram a política do corpo, a igualdade e a comunidade e, particularmente, as maneiras como essas questões são impactadas pelos avanços tecnológicos e um maior senso de alienação. Com imagens coloridas, a artista investiga como as relações da geração milenar com a natureza, a domesticidade e a identidade evoluíram.

TURQUIA

Füsun Onur, Counterpoint with Flowers, 1982.

Artista: Füsun Onur | Curador: Bige Örer

Onur, que vive em Istambul, é uma modernista turca que “explora as orientações fundamentais da arte conceitual por meio de sua própria poesia. As instalações de Füsun Onur destacam-se pela capacidade de apagar as fronteiras universalmente definidas como a identidade, a cultura e a língua, e de se prolongar como nota musical nos seres vivos, independentemente do lugar e do espaço.

ZIMBÁBUE

Wallen Mapondera, Deedzerwa, 2017

Artistas: Ronald Muchatuta, Kresiah Mukwazhi, Terrence Musekiwa e Wallen Mapondera | Curador: Fadzai Muchemwa

Os artistas trazem perspectivas diversas para o pavilhão nacional do Zimbábue: o trabalho de Mukwazhi é inspirado no movimento #Metoo global e aborda a agressão sexual na África do Sul, enquanto Mapondera aborda as relações sociais por meio de instalações intrincadas feitas de tecidos, muitas vezes comentando sobre estruturas de poder. “Esses homens e mulheres causaram um impacto nos círculos de arte globais navegando na sociedade zimbabuense por meio de seu trabalho”, disse a ministra da juventude, esporte, artes e recreação do país, Hon Kirsty Coventry, em um comunicado. “É por causa desses artistas jovens e maduros pioneiros que o Zimbábue é visto de uma lente diferente; tão culta quanto nossa história, tão crítica em pensamento quanto qualquer outra nação do mundo e destemida em contar nossas próprias histórias. ”

 

FONTE: ARTENET NEWS

Compartilhar:
Notícias - 17/09/2021

Barbara Kruger e MArk Bradfort integram lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time

Os artistas Barbara Kruger e MArk Bradfort figuram na lista de 100 pessoas mais influentes de 2021 da Revista Time. …

Notícias - 17/09/2021

Samsung fecha parceria com grandes museus para serviço de arte na TV

A Samsung Electronics Co. anunciou que assinou uma parceria com o Museu do Louvre para expandir seu serviço de assinatura …

Notícias - 17/09/2021

Professor de história da arte descobre obra do barroco italiano em igreja de Nova York

Um professor de história da arte em Westchester, Nova York, descobriu uma rara pintura barroca italiana em uma igreja local. …

Notícias - 17/09/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2022

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, divulga a …

Notícias - 16/09/2021

Artistas contemporâneos ocupam mobiliário urbano do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro continua lindo e ganhou ainda mais cor com a exposição a céu aberto Arte Atua, que …

Notícias - 16/09/2021

"Ópera é chato", afirma Marina Abramovic na estreia de seu trabalho em Londres

“A ópera é chata”, afirmou Marina Abramovic em uma sala cheia de jornalistas na abertura de uma exposição de suas …

Notícias - 15/09/2021

Galerias comemoram bons resultados na ArtRio

A ArtRio encerrou sua 11ª edição, realizada em formato presencial, na Marina da Gloria, Rio de Janeiro, e em plataforma …

Notícias - 10/09/2021

Bolsa de Fotografia ZUM/IMS seleciona projetos de Castiel Vitorino Brasileiro e Tiago Sant’Ana

O Instituto Moreira Salles anuncia os dois projetos vencedores da 9ª edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS: Corpoflor − A …

Notícias - 10/09/2021

evento reúne INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS INSPIRADAS PELO MAIS ANTIGO HOSPITAL PSIQUIÁTRICO DO BRASIL

Em abril de 2021, os nove últimos moradores pacientes do Complexo Hospitalar do Juquery foram transferidos e o hospital encerrou …

Notícias - 09/09/2021

Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia abre chamada

A partir de hoje (8/9), estão abertas as inscrições para a 4ª Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia. Com o …

Notícias - 09/09/2021

Galerias brasileiras marcam presença na feira nova-iorquina The Armory Show

As galerias Lume, Millan, Nara Roesler e Vermelho participam da feira The Armory Show, que acontece entre os dias 9 …

Notícias - 09/09/2021

Funarte lança editais para diferentes linguagens artísticas

A Fundação Nacional de Artes – Funarte publicou cinco diferentes editais nesta semana, para incentivo a projetos relacionados a várias …