Brasileiro vence World Press Photo Award 2021

Pantanal Ablaze – Lalo de Almeida

O fotojornalismo brasileiro foi mais uma vez reconhecido na mais importante competição de jornalismo visual do mundo, promovida pela World Press Photo desde 1955. Lalo de Almeida ganhou o primeiro lugar na categoria “Série Meio Ambiente” com sua reportagem Pantanal em Chamas, produzida para a Folha de S. Paulo no ano passado.

Os resultados das categorias especiais foram revelados no dia 15 de abril em Amsterdam.

Uma triste realidade

A série de Lalo de Almeida retrata uma triste realidade que vem castigando a imagem do Brasil no exterior ao longo do ano inteiro. Os incêndios no Pantanal e as queimadas na Amazônia têm sido extensivamente cobertos pelos mais importantes veículos de imprensa globais.

A jurada Pilar de Oliveira, fotógrafa da Reuters, assim descreveu o trabalho: “Essa é a série de incêndios que mais me impactou. Cada foto nos mostra uma triste situação de devastação sem perder o sentido estético. Esta série de fotos foi editada com perfeição. Não sinto que preciso ver mais e também não sinto que estou vendo muito.”

Segunda conquista de Lalo no World Press Photo Award

Esta não é a primeira vez que Lalo de Almeida é reconhecido com um prêmio da World Press Photo Award. Em 2017 ele venceu na categoria Questões Contemporâneas, com reportagem sobre vítimas do Zika vírus. Com o vídeo produzido sobre o tema, naquele ano ele ganhou também o POY Latam, a principal competição de jornalismo visual da América Latina, na categoria de vídeos curtos.

Em janeiro de 2021, Lalo voltou a ser premiado no POY Latam, só que desta vez pelo seu trabalho em fotografia. Arrebatou o primeiro prêmio, tornando-se o Fotógrafo Ibero Americano do Ano.

Lalo tem também no currículo um Prêmio Esso por equipe. Foi ganho em 2015, com o o trabalho Líquido e incerto – o futuro dos recursos hídricos no Brasil, publicado pela Folha de S.Paulo e posteriormente convertido em documentário. Em 2019, seu projeto ‘Amazonian Dystopia’ foi finalista no Eugene Smith Grant na categoria Humanistic Photography.

Pantanal Ablaze – Lalo de Almeida

 Início na cobertura policial

Com 51 anos, Lalo começou a fotografar profissionalmente em 1991, depois de ter estudado Fotografia no Istituto Europeo di Design em Milão. Em estrevista ao Portal dos Jornalistas, ele relembrou o início da paixão pela fotografia: “No começo minha ideia era fazer fotografia de natureza, mas logo consegui um emprego em uma pequena agência de fotojornalismo e me apaixonei pela coisa. Comecei cobrindo a crônica policial de Milão e depois de dois anos fiz algumas coberturas internacionais como as guerras na Bósnia e na Croácia”

 Vários projetos premiados

Em 1993 Lalo voltou para o Brasil, trabalhando por pouco tempo no Estadão e na Veja, até chegar à Folha, onde permaneceu por 25 anos. Paralelamente ao trabalho na área jornalística, desenvolveu trabalhos de fotografia documental como o projeto premiado “O Homem e a Terra”, sobre as populações tradicionais brasileiras e sua relação com o meio ambiente. A partir de 2010, Lalo começou a produzir vídeos curtos que foram internacionalmente premiados, entre eles ‘Um Mundo de Muros’ e ‘Crise do Clima’.

Em 2012, ganhou o XII Prêmio Marc Ferrez da Fundação Nacional das Artes pelo trabalho sobre os impactos sociais causados pela construção da usina de Belo Monte no rio Xingu. O tema gerou o projeto multimídia “A Batalha de Belo Monte”, que ganhou vários prêmios nacionais e internacionais, entre eles o da Sociedad Interamericana de Prensa.

Atualmente, além de colaborar regularmente nas áreas de fotografia, vídeo e multimídia com o jornal Folha de S. Paulo, fotografa para o The New York Times, desenvolvendo trabalhos para o jornal norte-americano no Brasil.

Compartilhar:
Notícias - 14/05/2021

Exposição apresenta obras de artistas que atuam entre Bolívia e Brasil.

Com abertura no dia 13 de maio, na Nube Gallery, em Santa Cruz de La Sierra, a coletiva Quando não …

Notícias - 14/05/2021

Morre o artista Carlito Carvalhosa

Vítima de câncer no intestino que tratava durante 8 anos, morreu na noite do dia 13 de maio de 2021 …

Notícias - 14/05/2021

CONHEÇA OS GANHADORES DO 10º PRIX PHOTO ALIANÇA FRANCESA

A décima edição do Prix Photo Aliança Francesa, concurso nacional de fotografias realizado pela Aliança Francesa, sob o tema “Reflexos” …

Notícias - 14/05/2021

Governo de São Paulo anuncia investimento recorde de R$200 milhões em projetos culturais

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo anuncio um investimento recorde de R﹩ 200 milhões …

Notícias - 13/05/2021

Competição por artistas em ascensão e por Basquiat impulsionam leilão da Sotheby's

A maratona de leilões da Sotheby’s na noite de quarta-feira parecia uma espécie de retorno à normalidade, porque, pela primeira …

Notícias - 13/05/2021

Memorial em homenagem a João Turin é inaugurado com quase 100 obras

O legado que o artista João Turin (1878-1949) deixou para a cultura do Paraná poderá ser apreciado em um grande …

Notícias - 13/05/2021

13ª Bienal do Mercosul lança Chamada Aberta para artistas inovadores

Com o objetivo de oferecer uma vivência imersiva em arte e novas tecnologias, a 13ª Bienal do Mercosul lança o …

Notícias - 12/05/2021

Museu de Arte do Rio hasteia bandeira criada pela artista Sônia Gomes

O Museu de Arte do Rio hasteará, no dia 13 de maio, sua nova bandeira. O trabalho inédito “Andando em …

Notícias - 12/05/2021

Programação cultural 2021 do Inhotim terá superproduções audiovisuais

O Instituto Inhotim apresenta, a partir de 29 de maio, o Inhotim em Cena. Com o patrocínio master do Instituto …

Notícias - 12/05/2021

Historiadores denunciam o plano do Museu de Newark de vender obras na Sotheby's

Mais de 50 historiadores culturais assinaram uma carta aberta denunciando o plano do Museu de Arte de Newark de vender …

Notícias - 10/05/2021

Sesc São Paulo retoma visitação presencial a dez exposições

Em conformidade com os protocolos de segurança do estado e de cada município, o Sesc São Paulo retoma algumas atividades …

Notícias - 10/05/2021

Conheça Chakaia Booker e seu trabalho com pneus

O estúdio de Chakaia Booker não tem aquecedor, o telhado vaza e às vezes entram esquilos. Seu piso é arranhado …