Bienal de São Paulo confirma adiamento para 2021

Fotogragia de Deana Lawson © Deana Lawson Cortesia de Sikkema Jenkins & Co., Nova York e Rhona Hoffman Gallery, Chicago

Enquanto a pandemia de coronavírus continua a alterar drasticamente o calendário mundial da arte, a maior exposição da América Latina anunciou na última quarta-feira, dia 1/7, grandes mudanças em uma conferência de imprensa internacional realizada na plataforma Zoom. Os organizadores da 34ª edição da Bienal de São Paulo disseram que a principal exposição coletiva seria adiada para 2021. Como resultado, a bienal seria agora em anos ímpares, em vez de pares, assim como a Bienal de Veneza.

Adiada anteriormente de setembro a outubro deste ano, a exposição principal, que traz o tema Embora ainda esteja escuro, eu canto, passará de 4 de setembro a 5 de dezembro de 2021. Restrições de viagem que afetam o Brasil e cancelamento temporário de viagens dos museus foram fatores-chave na decisão de adiar, disseram os organizadores.

A 34ª edição da Bienal de São Paulo foi inaugurada oficialmente em fevereiro, com uma exposição individual de Ximena Garrido-Lecca e uma performance de Neo Muyanga, e estava programada para realizar outras mostras individuais, incluindo um de Deana Lawson que viajaria de Kunsthalle Basileia, na Suíça, isso ocorreria ao longo de 2020. A lista final de artistas participantes deveria ser anunciada em abril passado, mas foi adiada pela pandemia.

“A bienal foi concebida do ponto de vista curatorial desde o início como uma exposição ou um projeto que expande seus limites convencionais tanto no tempo quanto no local”, disse Jacopo Crivelli Visconti , curador-chefe da exposição, em entrevista à imprensa. “Essas novas datas são um desafio para nós, como curadores, seguir o que colocamos como parâmetros ou conceitos essenciais da exposição desde o início.”

Visconti confirmou que todos os trabalhos originalmente destinados as exposições solo, incluindo as fotos encomendadas por Lawson em Salvador, na Bahia, serão mostrados na exposição principal e que todas as comissões anunciadas ainda serão produzidas.

As ideias gerais que norteiam a bienal permanecerão as mesmas, disse Visconti. “Nós já estávamos pensando em lidar com ideias de resistência, de circulação, de produzir arte e cultura em geral quando fechadas em uma prisão, uma sala ou um ambiente doméstico. A maioria das coisas em que já estávamos trabalhando parece ser mais relevante hoje.”

Na chamada, José Olympio Pereira, presidente da Fundação Bienal de São Paulo e um dos principais colecionadores de arte do mundo, disse que o orçamento da bienal ainda não foi afetado pela pandemia, já que uma parcela significativa de seus fundos ainda não havia sido afetada e gastos antes do lockdown mundial no início deste ano. Ele disse que a fundação havia perdido receita porque não podia alugar o Pavilhão Ciccillo Matarazzo, que abriga a exposição bienal.

A mudança para os anos ímpares da Bienal de São Paulo, com a 35ª edição ocorrendo em 2023, pode ter um grande impacto em outros eventos mundiais da arte. Tradicionalmente, a Bienal de Veneza, o festival de arte mais antigo do mundo, é apresentada em anos ímpares, e a Bienal de São Paulo, o segundo evento mais antigo do gênero, é realizada em anos pares. A próxima iteração da Bienal de Veneza, sob a direção de Cecilia Alemani , foi adiada para 2022 porque a Bienal de Arquitetura de Veneza foi movida para 2021.

Compartilhar:
Notícias - 19/10/2021

Primeira exposição de arte contemporânea do Egito nas pirâmides de Gizé em 4.500 anos

Pela primeira vez na história, as pirâmides de Gizé servirão de cenário para uma exposição de arte contemporânea. Forever Is …

Notícias - 18/10/2021

17ª SP-Arte aposta em modelo híbrido

Em sua 17ª edição, a SP-Arte – Festival Internacional de Arte de São Paulo, acontece de 20 a 24 de …

Notícias - 18/10/2021

Museus de Viena estão expondo obras no site adulto OnlyFans

Em um esforço para evitar a censura por plataformas de mídia social como Instagram, Facebook e TikTok, o Conselho de …

Notícias - 15/10/2021

Ruas de São Luís recebem performances

Quando corpo e rua se encontram, muitas histórias podem ser contadas e, mais do que isso, podem ser sentidas e …

Notícias - 15/10/2021

Centro do Rio ganha novo espaço de arte

Os cariocas e o Centro do Rio de Janeiro ganham uma nova opção de cultura com conteúdo e lazer. Com …

Notícias - 12/10/2021

Projeto Latitude apoia participação de galerias brasileiras na Frieze London, FIAC Paris 2021 e SP-Arte 2021

Marcando presença em importantes feiras internacionais, cinco galerias brasileiras figurarão em dois eventos de grande prestígio no mês de outubro, …

Notícias - 12/10/2021

Leilão de fotos em NFT destinará arrecadação para ações do SOS Pantanal

Até o dia 16/10 ocorre, virtualmente, o primeiro leilão de fotos em NFT 100% beneficente para ajudar em ações de …

Notícias - 12/10/2021

Museu em Roterdã inaugura ambicioso projeto e abre sua reserva técnica para visitação

O Depot [depósito] Boijmans Van Beuningen deve abrir suas portas no dia 6 de novembro de 2021 – tornando toda …

Notícias - 08/10/2021

Sotheby's anuncia obra prima de Botticelli em leilão

 

Primeiro, em julho de 2019, houve o especulativo Retrato de um Jovem, catalogado como “No estilo de Botticelli”, que foi …

Notícias - 08/10/2021

Feira em Dubai é acusada de censurar "Davi", de Michelangelo

Uma cópia impressa em 3D do David de Michelangelo está no centro da controvérsia em Dubai, onde expositores obscureceram os …

Notícias - 06/10/2021

Descoberta versão casta da "Madonna" de Munch

Na década de 1890, a representação erótica da Madona por Edvard Munch, retratada com as mãos levantadas atrás das costas …

Notícias - 06/10/2021

Mercado de arte contemporânea se recupera com quase três bilhões em vendas no último ano

O mercado de arte contemporânea arrecadou um recorde de US $ 2,7 bilhões em vendas entre junho de 2020 e …