Banksy perde batalha legal sobre sua marca registrada e agora seu nome está em risco

A marca registrada de Banksy pode estar em risco depois que o artista de rua perdeu um caso que um painel de juízes diz que o artista agiu de má fé e que foi prejudicado por uma loja de presentes que ele abriu em Londres no ano passado.

Banksy perdeu o processo contra uma empresa de cartões comemorativos, Full Color Black, que argumentou que deveria ser capaz de usar uma imagem do mural de estêncil Flower Thrower, que ele pintou em Jerusalém, por causa do anonimato do artista.

Em 2014, os representantes de Banksy, o Pest Control Office, se inscreveram com sucesso para obter uma marca registrada da UE para Flower Thrower, mas esta semana ela foi anulada após uma disputa de dois anos.

O painel do Escritório de Propriedade Intelectual da União Europeia (EUIPO) disse que condenou o artista porque ele não poderia ser identificado como o proprietário inquestionável de tais obras porque sua identidade permanecia oculta.

“Banksy optou por permanecer anônimo e, na maior parte, pintar graffiti na propriedade de outras pessoas sem sua permissão, em vez de pintá-lo em telas ou em sua própria propriedade”, disse o painel.

Em outubro de 2019, Banksy abriu uma loja de presentes de tijolo e argamassa chamada Produto Interno Bruto, em Croydon, no sul de Londres, que lançou o caso da marca registrada aos olhos do público.

Quando abriu a loja, que oferecia apenas vendas online, o artista disse que a motivação por trás disso era “possivelmente o motivo menos poético para fazer alguma arte” – a disputa da marca.

“Uma empresa de cartões de felicitações está contestando a marca registrada que atribuo à minha arte”, disse ele em um comunicado. “E tentar tirar a custódia do meu nome para que possam vender legalmente suas mercadorias falsas de Banksy.”

A loja vendia mercadorias “pouco práticas e ofensivas”, segundo os painéis, incluindo bolas de discoteca feitas de capacetes de choque policiais usados, bem como réplicas do colete esfaqueado usado por Stormzy durante sua manchete em Glastonbury ambientada em 2019.

O EUIPO criticou a loja, o que disse prejudicar seu caso.

O painel de três juízes concluiu que “sua intenção não era usar a marca para comercializar mercadorias… mas apenas para circunavegar a lei. Essas ações são inconsistentes com as práticas honestas.”

Aaron Wood, advogado de marcas registradas da Blaser Mills, que representou a empresa de cartões, disse que a decisão pode significar que outras marcas registradas de Banksy estão agora em risco.

“Se não houve intenção de uso, a marca é inválida e também existe a questão da fraude. Na verdade, todas as marcas registradas de Banksy estão em risco, pois todo o portfólio tem o mesmo problema ”, disse ele à World Trademark Review.

Compartilhar:
Notícias - 16/04/2021

As pinturas de Cézanne e Degas podem render milhões em leilão

Obras dos artistas franceses Paul Cézanne e Edgar Degas são os sucessos de um leilão em Nova York e podem …

Notícias - 15/04/2021

Arte pelos Oceanos reúne artistas visuais em prol da preservação das praias cariocas

Não é novidade que as praias cariocas, que eternizaram o Rio de Janeiro no imaginário turístico mundial, sofrem com a …

Notícias - 14/04/2021

Passagem - por Maria Fernanda Paes de Barros

Que é a arte, afinal, do ponto de vista emotivo, senão a linguagem das forças inconscientes que atuam dentro de …

Notícias - 13/04/2021

Médico e artista plástico expõe obra feita de raio-x na Igreja Presbiteriana do Butantã

Moradores e visitantes da região do Butantã têm se deparado com uma cena inusitada ao circularem a Praça Vicente Rodrigues, …

Notícias - 13/04/2021

Após reclamações, outdoors de Steven Shearer são retirados de festival em Vancouver

Uma série de sete outdoors com fotos de pessoas dormindo foi encoberta depois que os organizadores do Capture Photography Festival …

Notícias - 13/04/2021

Sotheby's e Niftygateway oferecem edição ilimitada de criptoarte

A criptoarte segue sendo assunto quente no mercado. De olho na tendência, a Sotheby’s e o site Niftygateway estão oferecendo …

Notícias - 12/04/2021

FAMA Museu lança edital para exposições no espaço

A fim de incentivar a produção artística contemporânea e valorizar a diversidade cultural por meio da multiplicidade de expressões artísticas …

Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …