Ateliê do Artista: Patrizia D’Angello. Veja fotos e vídeo

E Tu Pisavas nos Astros Distraída, 2020

Patrizia D’Angello, São Paulo, SP, vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ.

A artista é formada em Artes Cênicas pela Uni-Rio e em Moda pela Cândido Mendes. Desde 2008, desenvolve sua poética através das narrativas do cotidiano, incorpora elementos da vida, destacando, suas banalidades e relevâncias.

Em seus trabalhos, transita por diversos suportes como objetos, performance, fotografia, vídeo, sendo a pintura seu principal. Frequentou diversos cursos na Escola de Artes Visuais no Parque Lage. De setembro de 2014 a março de 2015 esteve no programa de bolsa residência-intercâmbio na École Nationale Superieure des Beaux Arts de Paris. Foi indicada ao prêmio PIPA em 2012.

Dramalhão, 2018

Suas pinturas abrangem grandes temas da figuração, como o retrato, natureza morta e a paisagem. Patrizia retrata a realidade de forma exagerada e irônica, principalmente de seu cotidiano, ganhando intensidades em seus títulos, como “Matriarcado”, que pode ser lida como uma crítica direta a uma nova forma de sociedade, livre de machismos, utilizando como símbolo o icônico “fruto proibido”.

“E naquele Instante Tudo Parou” é uma pintura feita a partir de giz seco sobre papel, na qual a artista congela no tempo fragmentos de cenas de rua, principalmente, dos centros da cidade, como do Rio de Janeiro, onde tem uma quantidade grande de “camelôs” nas calçadas vendendo vastos produtos, desde biscoitos até coador de café.

E naquele Instante Tudo Parou, 2011

“Cores, luzes, pinceladas e gestos transformam essas narrativas, cenas e personagens, sem a pretensão de encerrar-se ou esconder-se sob uma camada de preciosidade ou virtuosismo técnico. Nisso ganham força, personalidade ou mesmo leve agressividade: são poéticas, encantadoras, irônicas e provocativas. Na saturação de uma persona-lidade (mais do que num estilo propriamente pessoal) vislumbramos talvez onde se encontre a “real” e verossímil face da artista.” – Ivair Reinaldim.

Em 2019, a partir de uma experiência de pintar ao ar livre no Jardim Botânico no Rio de Janeiro, a artista deu início a uma vasta produção de aquarelas de natureza morta, criando uma atmosfera onírica de ninfeias, relembrando seu período de residência em Paris. Para a artista, a produção desta série é como pintar a percepção da natureza.

Matriarcado, 2018

“Patrizia D’Angello tem trabalhado desde 2018 o cruzamento da fotografia com os cinco gêneros existentes da pintura: retrato, autorretrato, natureza-morta, paisagem e nu. Porém, em algumas obras é possível encontrar a interseção destes gêneros, com as quais a artista nos revela que esta formalidade pode ser subvertida. A sua preferência pela pintura a óleo, pastel seco e aquarela se dá pela possibilidade de manuseio e alterações durante o período em que está elaborando imagens com irônico realismo, a partir de referências de seus registros fotográficos ou apropriados de terceiros. Cenas corriqueiras adquirem uma determinada sofisticação com o olhar protagonista da artista, que aponta para os detalhes banais de algum canto de sua residência ou até mesmo as sobras de um prato de comida em uma churrascaria.” – Isabel Portella.

VEJA ABAIXO a artista em seu ateliê:

VISITE AQUI  a página da artista para maiores informações.

Compartilhar:
Notícias - 04/08/2021

Justiça embarga projeto de túnel rodoviário perto de Stonehenge

Um tribunal anulou os planos de construir uma estrada perto de Stonehenge em uma decisão que está sendo saudada por …

Notícias - 02/08/2021

Artista transforma boate em um pântano 3D

Parece familiar e estranho ao mesmo tempo. Muitos berlinenses passaram pela Berghain, a casa noturna mais famosa da Alemanha, mas …

Notícias - 30/07/2021

Artefatos indígenas falsos estão sendo vendidos por museus e galerias canadenses

Um negociante canadense admitiu vender arte indígena fraudulenta a várias lojas de museus e outras empresas de arte na Colúmbia …

Notícias - 30/07/2021

Em chamas: Trágedia atinge a história da Cinemateca Brasileira

Na noite de quinta-feira, 29 de julho de 2021, a Cinemateca Brasileira foi engolida pelas chamas na zona oeste de …

Notícias - 29/07/2021

road-movie de Lúcia Murat investiga artistas latinoamericanas

Livremente inspirado na peça “Há mais futuro que passado” o road-movie “Ana. Sem Título”, da diretora Lúcia Murat (“Praça Paris”, …

Notícias - 29/07/2021

Conheça alguns dos artistas já definidos para a Bienal de Veneza

O fluxo de e-mails anunciando quais artistas estão representando seus respectivos países na Bienal de Veneza de 2022 tem sido …

Notícias - 29/07/2021

Galeria Marília Razuk exibe projeto a partir de diálogo entre artistas

Trazer ao público o processo de uma exposição que se desdobra no espaço e no tempo por meio de módulos …

Notícias - 29/07/2021

Prêmio PIPA anuncia Exposição dos Vencedores de 2020

Com uma trajetória de mais de dez anos no cenário da arte contemporânea, o Prêmio PIPA, uma iniciativa do Instituto …

Notícias - 28/07/2021

Sesc São Paulo promove exposição com obras de artistas indígenas

Encontros Ameríndios, exposição que entra em cartaz no Sesc Vila Mariana a partir do dia 31 de julho, traz um …

Notícias - 27/07/2021

Galeria Arte132 abre em São Paulo com exposição de Alex Flemming

Com foco na produção artística brasileira, a Arte132, galeria comandada por Telmo Porto abre suas portas em Moema, zona sul …

Notícias - 27/07/2021

Conheça os artistas e as obras da abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Enquanto a estrela do tênis japonesa Naomi Osaka carregava a tocha olímpica escada acima durante a cerimônia de abertura dos …

Notícias - 27/07/2021

Instituto Artium abre as portas em São Paulo

O Instituto Artium, entidade cultural sem fins lucrativos, fundada em 2019, abre as portas para o público com exposição coletiva …