Artista fornece um palco para nós tomarmos decisões políticas

Björn Meyer-Ebrecht, “Untitled (Platform 1)” (2018)

Björn Meyer-Ebrecht: Uprising na Owen James Gallery é uma exposição de reposição composta de sete plataformas de madeira e três desenhos de tinta sobre papel. O estilo de Meyer-Ebrecht é cerebral e lúdico e usa as experiências intelectuais e físicas do espectador para ativar as obras da exposição. Embora os objetos de Meyer-Ebrecht sejam coloridos e visualmente atraentes, a insurreição requer uma contemplação constante para decifrar seus comentários políticos silenciosos.

Posicionados no nível normal dos olhos e usando magistralmente o espaço, os desenhos pendurados na parede inicialmente dominam a atenção do espectador. Construção simples das plataformas, bem como uma nota no comunicado de imprensa diz que os telespectadores podem sentar-se sobre eles, direciona ainda mais o foco para o trabalho de parede. Untitled (Audience), Untitled (Ceiling) e Untitled (Stairs), todos de 2019, retratam os substantivos em seus títulos. Meyer-Ebrecht extrai profundidade habilmente; ver as obras parece um mundo que se expande diretamente do nosso ponto de vista – como se estivesse subindo uma escada, olhando para um telhado ou olhando pelo corredor de um teatro.

Vista da instalação de Björn Meyer-Ebrecht: Revolta na Galeria Owen James: “Untitled (Platform 6)” (2019); “Untitled (escadas)” (2019); “Sem título (plataforma 2)” (2018); “Sem título (plataforma 5)” (2019); “Sem título (plataforma 3)” (2018); “Sem título (teto)” (2019)

Meyer-Ebrecht posiciona o espectador como o ponto de origem de um desenho bidimensional que retrata um mundo tridimensional. A presença do espectador no espaço expositivo, portanto, expande a profundidade de cada desenho para abranger o espectador e a galeria. Nesse sentido, o próprio ato de existência do espectador ativa uma relação espacial explícita entre todos os objetos, colocando cada desenho em conversação com os outros trabalhos.

As plataformas, mais enigmáticas que as obras em papel, são de alturas variadas, e talvez projetadas para parecer caseiras. Elas são pintadas grosseiramente em cores primárias. Alguns são a altura ideal de um assento, outros de um banquinho. Elas são divertidas e não têm pretensão; no seu mais básico, elas fornecem um lugar bem-vindo para se sentar. Formalmente, eles contrastam com os desenhos de tinta, que demonstram habilidade artística hábil. Entretanto, uma vez que se perceba a sugestão de Meyer-Ebrecht de que o espectador ative o espaço, as plataformas fazem sentido como objetos que convidam à interação.

Björn Meyer-Ebrecht, “Untitled (Ceiling)” (2019), tinta e fita de arquivo em 2 folhas de papel, 77 ½ x 81 ¼ pol. (Todas as imagens são cortesia de Owen James Gallery)

O título Uprising tem claras conotações políticas e fornece mais pistas para entender a exposição. Todos os trabalhos evocam sentar ou levantar: uma audiência está sentada; olha-se para o teto; um sobe escadas, para cima ou para baixo; e um ou senta-se numa plataforma, em repouso ou em pé, para elevar o ponto de vista ou a voz de alguém. Objetos de Meyer-Ebrecht fornecem um palco, e o espectador é o ator que deve realizar a insurreição. Um comentário político talvez esteja nessa potencialidade, pois não há revolta sem uma decisão de agir. Essa ambigüidade – sentada ou em pé, ativa ou passiva – nascida de relações espaciais está repleta de possibilidades, e o toque de Meyer-Ebrecht é leve o suficiente para permitir que ele evolua de maneira diferente para cada espectador.

Björn Meyer-Ebrecht, “Untitled (Stairs)” (2019)

Compartilhar:
Notícias - 13/04/2021

Médico e artista plástico expõe obra feita de raio-x na Igreja Presbiteriana do Butantã

Moradores e visitantes da região do Butantã têm se deparado com uma cena inusitada ao circularem a Praça Vicente Rodrigues, …

Notícias - 13/04/2021

Após reclamações, outdoors de Steven Shearer são retirados de festival em Vancouver

Uma série de sete outdoors com fotos de pessoas dormindo foi encoberta depois que os organizadores do Capture Photography Festival …

Notícias - 13/04/2021

Sotheby's e Niftygateway oferecem edição ilimitada de criptoarte

A criptoarte segue sendo assunto quente no mercado. De olho na tendência, a Sotheby’s e o site Niftygateway estão oferecendo …

Notícias - 12/04/2021

FAMA Museu lança edital para exposições no espaço

A fim de incentivar a produção artística contemporânea e valorizar a diversidade cultural por meio da multiplicidade de expressões artísticas …

Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …

Notícias - 07/04/2021

Nova galeria de arte vende obras com o tema "identidade"

Inaugurada no mês de celebração ao Dia Mundial das Mulheres, a Pequena Galeria apresenta cinco artistas mulheres de diferentes regiões …

Notícias - 06/04/2021

Obras de Antony Gormley colocadas na praia dividem opiniões

Esperava-se que incentivassem a apreciação da arte contemporânea. Mas, em vez disso, quatro esculturas de ferro de Antony Gormley parecem …

Notícias - 06/04/2021

National Gallery cria sua primeira mostra projetada para telefones celulares

A National Gallery apresentará sua primeira exposição projetada para telefones celulares, permitindo que as pessoas vivenciem com detalhes incríveis uma …