Arte brasileira está de luto com a partida precoce de Bia Perlingeiro

É com imenso pesar que a DASartes presta esta homenagem a Bia Perlingeiro, uma mulher muito especial.

Apesar da sua posição de poder em Fortaleza, como dona da galeria mais importante da cidade, era uma pessoa humilde e generosa, sempre pronta para ouvir e receber os artistas e curadores e fazendo esforços para dar chance aos jovens artistas em início de carreira.
Também era um incentivadora dos artistas regionais e uma agitadora cultural, além de ser uma pessoa muito querida, sempre alegre e sorridente, com palavras de carinho para todos. Estava sempre inventando alguma reunião, grupo de estudos e outras situações para incentivar as pessoas a se envolverem com arte.
Sua falta será sentida no circuito de arte do Nordeste (Galeria Multiarte), no Rio de Janeiro e São Paulo (Pinakotheke Cultural) e em todo Brasil.

A galerista perdeu a batalha contra a Covid-19 no último sábado, dia 4 de abril. Sua família diz que Bia testou positivo após ser internada com pneumonia dupla, na segunda-feira, 23 de março. Seu filho Victor Perlingeiro ficará a frente da galeria Multiarte.

O Diário do Nordeste publicou uma linda homenagem para Bia onde amigos e familiares exaltam sua influência artística. Veja abaixo:

“Minha vida é testemunha de um cuidado árduo, diário, afetuoso e forte dos ensinamentos que minha mãe quis passar para os outros, mas muito à mim. Ela construiu tanto, ajudou tanto, foi tão importante em vida, mesmo assim suas emoções maiores eram comigo, com meu pai e quem ela amasse, e ela amou muito! Líder na escola, nas amizades, faculdade, em vários grupos, na vida. Irmã mais velha e cuidadora, mulher independente, empresária de nervos de aço, mãe leoa e feroz pra proteger os seus.”  Victor Perlingeiro, filho e coordenador de projetos da Multiarte

“Bia Perlingeiro traçou um caminho muito importante no cenário das artes visuais no país. Sua contribuição como mantenedora e facilitadora de diversos grupos heterogêneos de estudo e reflexão das artes plásticas trouxe muitos frutos. As exposições e publicações que coordenou, juntamente com o marido Max Perlingeiro, foram marcadas pela extrema qualidade. Levou as artes aos quatro cantos, influenciando uma geração de artistas e demais profissionais do segmento. Sua doçura e leveza marcaram.” – Ricardo Bacelar, Cônsul da Bélgica e pianista

“A Bia foi uma telha de vidro na minha vida. Nesse momento de dor imensa, encontro conforto na gratidão por ter convivido com ela. Como lidar com a ausência de tamanha presença? São muitos os ensinamentos que ela trouxe e carrego no coração.” – Bianca Cipolla, estilista e mediadora de grupo de estudos na Galeria Multiarte

“Era uma mulher visionária, delicada e cuidadosa com todos a sua volta! Nada passava despercebido do seu olhar, sempre atento e coberto de empatia e gentilezas. Bia formou uma rede de pessoas que pensam e fomentam a arte aqui no estado do Ceará, incentivando os estudos, as conexões e os artistas. Vai nos fazer muita, mas muita falta como amiga sempre fiel, e como articuladora de possibilidades na arte e na cultura.” – Adriana Helena S. Moreira, gestora do Espaço Cultural Unifor

“Neste ano, Bia Perlingeiro estava cheia de planos para fomentar o trabalho dos artistas cearenses. Sempre foi muito generosa com os artistas daqui, sempre fez muita questão de ajudar. Eu não conheço uma pessoa em Fortaleza que tenha feito mais pela arte. Era a vida dela, ela queria criar público para a arte na cidade. Bia era extremamente participativa, sempre estava a par do que acontecia nos projetos da Multiarte, fazia a programação, dava ideia e cobrava muito a gente.” – Sérgio Helle, artista plástico

“Bia foi uma fortaleza. Um verdadeiro exemplo de mulher admirável, de elegância, generosidade, inteligência, tão forte de força e de presença, de energia, de olhar profundo e encorajador, de abraço grande e gostoso, de um sorriso capaz de transformar um ambiente ou o dia. Sempre incentivadora de pessoas, realizadora, que realizou uma obra- prima nessa vida com tudo o que botou no mundo, construiu, criou, conectou e formou. Uma rede de alcance infinito, de pessoas, de entendimento.” – Anik Mourão, arquiteta

“Só tive o prazer de conhecer a Bia Perlingeiro, recentemente, no início desse ano, pelas mãos e pelo carinho da artista Ana Cristina Mendes, quando me disse que queria levar a dança para a Galeria. Do pouco – mas intenso – convívio, fica em mim a lembrança da paixão pela arte; do cuidado minucioso com tudo o que fazia; do respeito e do profissionalismo com que se dedicava às coisas; mas, sobretudo de sua alegria e de sua vivacidade.” – Andrea Bardawil, diretora da Companhia da Arte Andanças

“Bia era daquelas pessoas lindas por dentro e por fora, queria o bem sem olhar a quem. Foi uma das primeiras pessoas a me abraçar de verdade quando assumi a gestão do Mauc e me disse que o que eu precisasse poderia contar com ela! E não foi promessa ou palavras ao vento. Ela estava ali, sempre junto, apoiando, incentivando, ajudando. Se colocou também como apoio no campo pessoal, oferecendo casa, companhia, cuidado e atenção no meu pós-operatório e no que eu precisasse.” – Graciele Siqueira, Diretora do Museu de Arte da UFC 

“Tive o privilégio de conhecer e conviver com a Bia, especialmente, na sua Galeria; lugar de Aprendizagens e Encontros sobre Arte, sempre amalgamados pela estética e por afetos.  Uma mulher especialíssima, à frente do seu tempo, que estará presente na nossa memória afetiva como alguém que agregava grupos de matizes e saberes variados, mobilizando-os ao pensar e ao fazer, de modo criativo. Corajosa, sensível e delicada, na mesma medida, primava pelo comprometimento com seu trabalho, com a vida, com seus amigos, cuidando de tudo e de todos, com muito carinho, solidariedade e delicadeza.” – Grace Trocolli, professora da Unifor 

“Com um sorriso aberto e lindo, seu olhar sempre brilhante de alegria, e um abraço carinhoso, era assim que a Bia recebia a todos nas exposições da Multiarte. Sua pessoa tinha um brilho de simpatia e carisma imediato. Sua competência iluminou e formou mentes e corações para amarem, familiarizarem-se e entenderem o valor do conhecimento da arte através dos grupos de estudos que formou. Bela, doce, competente, fina, exalava o perfume das orquídeas do seu belo jardim onde acolhia, com generosidade e sabores únicos, a todos.” – Bete e Ricardo Bezerra

“Eu vivi 18 anos num mundo em que a Bia fazia parte. Ela me acolheu, me ensinou e me lapidou. Ela tinha uma espécie de superpoder de encontrar a força que existia dentro das pessoas e transformar as suas vidas. E com uma generosidade sem igual nos dava as suas lentes para que pudéssemos enxergar além. Amava e acreditava na arte com tanta potência que nos fazia amar e acreditar também”. – Karla Assunção, secretária particular da galerista 

“Leonilson, o Leó, sempre me abriu portas e me trouxe grandes amigos. Nos últimos meses, ele me aproximou de Bia devido à exposição “Leonilson, na coleção de Antônio Dias”. Ficamos parceira, fizemos um ótimo trabalho juntas. É essa a lembrança que quero guardar de você, a amizade e carinho que nos uniu foi muito importante para mim!” – Nicinha Dias, irmã do Leonilson e presidente do Projeto Leonilson 

“O Brasil perde uma pessoa determinada e engajada no trabalho cultural do nosso País. Junto ao Max, há trinta anos vem difundindo a necessidade da “Arte para que nossas vidas sejam a essência de nossa existência”. Tivemos a alegria, felicidade de trabalhar com ela há mais de 15 anos, e hoje ela se foi. Mas deixou em nossas memórias: a vida, a felicidade e o profundo respeito pelas artes, os amigos, o marido, o filho e a família. Seu sorriso estará sempre brilhando no céu e no fundo dos nossos corações!!!!” – Jaildo, Stela e Matheus Marinho

“Ao longo de sua vida, Bia foi, passo a passo, construindo uma forma de proporcionar a todos uma experiência única de arte que dissesse ainda mais sobre a vida e os significados que ela poderia apresentar. Cada um tinha, ao sair dali materiais suficientes para repensar o viver ou analisar com mais cautela os gestos que deveriam ser impressos. Passando por ela, cada um deveria imaginar a marca que gostaria de imprimir nessa vida.” –  Ana Cristina Mendes, artista plástica

Compartilhar:
Notícias - 23/10/2020

Olafur Eliasson projeta 'nossas perspectivas glaciais' como um instrumento astronômico

Artista Olafur Eliasson revela sua última obra de arte pública permanente, ‘nossas perspectivas glaciais’, ao longo da geleira hochjochferner do …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Klimt roubada - enterrada por 20 anos - volta a ser exibida em museu italiano

Descoberto pelo jardineiro da galeria Ricci Oddi no ano passado, o Retrato de uma Senhora será a estrela de uma …

Notícias - 23/10/2020

Vândalos atacaram 70 obras de arte em museus de Berlim em plena luz do dia

Um líquido oleoso foi derramado sobre muitas obras no que foi considerado o pior ataque à arte e antiguidades na …

Notícias - 23/10/2020

Guerra declarada entre museu e herdeiros de Piet Mondrian para recuperação de pinturas no valor de US$ 200 milhões

Como parte de um esforço contínuo de anos para recuperar os direitos de propriedade de várias pinturas criadas pelo modernista …

Notícias - 23/10/2020

Pintura de Jacob Lawrence, desaparecida há décadas, foi encontrada de forma inusitada

O painel do renomado artista negro, parte de sua série “Struggle”, foi visto pela última vez em 1960. Mas alguém …

Notícias - 21/10/2020

SESC SÃO PAULO EM NOVA ETAPA, RETOMADA GRADUAL CONTEMPLA EXPOSIÇÕES, BIBLIOTECAS E EXIBIÇÃO DE FILMES NO CINESESC

 O anúncio da aguardada Fase Verde, a penúltima e mais branda de uma  escala de cinco etapas do Plano São …

Notícias - 16/10/2020

Instituição coloca à venda pintura de David Hockney em meio a tensões financeiras

Na semana passada, a Royal Opera House de Londres anunciou planos de vender o Retrato de Sir David Webster de …

Notícias - 16/10/2020

Itáu Cultural reabre com mostras de Sandra Cinto e ocupação de Rino Levi

O Itaú Cultural (IC) retomou a partir de terça-feira (13) suas atividades presenciais. Neste momento, o público pode visitar as …

Notícias - 16/10/2020

Marina Abramović terá a primeira obra de arte de realidade mista vendida em leilão

Marina Abramović é uma das artistas contemporâneas mais conhecidas do mundo, mas muito de seu trabalho é efêmero: performances que …

Notícias - 16/10/2020

Juíza anuncia nova decisão sobre caso Inhotim e surpreende

O instituto assinou um acordo em 2016 para doar 20 obras de seu acervo ao governo, a fim de reembolsar …

Notícias - 16/10/2020

Como obras redescobertas de velhos mestres vêm de destacando em leilões com números extraordinários?

A Christie’s realizará seu leilão de Velhos Mestres durante as vendas clássicas da semana na sede do Rockefeller Center. Ao …

Notícias - 16/10/2020

Escultura de Medusa nua vira símbolo do movimento #meetoo e causa polêmica

Na maioria dos casos de violência sexual, sempre se pergunta à vítima: ‘Bom, o que você fez para provocá-lo?’ Questões …