A “Mona Lisa” vai a leilão em junho?

A "Mona Lisa Hekking" | © Cortesia Christie's

É uma imagem que alguns especialistas consideram inestimável. Uma réplica antiga da Mona Lisa, estimada entre 200.000 e 300.000 euros, será leiloada em junho na Christie’s.

Esta famosa réplica é mais conhecida como “Mona Lisa Hekking”, nome dado em homenagem ao colecionador Raymond Hekking que a adquiriu de um antiquário na região de Nice na década de 1950. Ele se esforçou por muito tempo em defender que sua versão era a autêntica Mona Lisa, relegando à categoria de cópia a tela de referência de Leonardo da Vinci conservada no Louvre. Sua técnica para conseguir isso? Questionar a restituição da obra autêntica em favor de uma cópia após o famoso roubo da obra por Vincenzo Peruggia, em 1911.

Copiar a Mona Lisa é comum para artistas de várias épocas, a tal ponto que diversas réplicas da pintura de Da Vinci foram feitas a partir do século XVII. Entre as versões mais conhecidas está uma cópia conservada no Museu do Prado, que teria sido feita no ateliê do pintor italiano por um de seus alunos.

Cópias que valem milhões

Como aponta a Christie’s, a “Mona Lisa Hekking” difere da versão do Museu do Prado. Seu acabamento e seu material aproximam-no do conjunto de réplicas da obra produzida no século XVII. Essas características ilustram perfeitamente o fascínio que a Mona Lisa sempre inspirou, segundo Pierre Etienne, diretor internacional do departamento de Old Paintings da Christie’s.

“[A ‘Mona Lisa Hekking’] é o sonho de um homem apaixonado pela arte. Ela é o seu ideal. Raymond Hekking foi seu ardente defensor junto aos historiadores da arte e à mídia de todo o mundo na década de 1960”, explica.

Muitas réplicas da tela de Leonardo da Vinci foram leiloadas nos últimos anos. Uma delas foi a leilão pela Sotheby’s em janeiro de 2019, ocasião em que o martelo foi batido por cerca de 1,7 milhões de dólares, mais de 14 vezes o valor de sua estimativa alta de $120.000.

Vender a “verdadeira” Mona Lisa?

Mas se as réplicas podem atingir tais valores, qual seria a soma astronômica a que poderia chegar à pintura original de Leonardo da Vinci se um dia fosse posta à venda? O empresário francês Stéphane Distinguin expôs a ideia em coluna publicada em maio no site da Usbek & Rica. A operação traria ao estado francês “nada menos que 50 bilhões de euros”, segundo estimativas do CEO da Fabernovel.

Mas realmente vale a pena? Na verdade, não, se acreditarmos em Marc-Olivier Wahler, ex-diretor do Palais de Tokyo, que Stéphane Distinguin cita em sua coluna. “O valor da Mona Lisa é precisamente sua inalienabilidade. Se ela for comprada e sair do Louvre, perderá seu status”, escreveu ele. Parece que a pintura mais famosa de Leonardo da Vinci ainda tem um futuro brilhante pela frente no Louvre.

Compartilhar:
Notícias - 24/06/2021

Christie’s e Sotheby’s passam a aceitar criptomoeda para itens de grande valor

Em mais um sinal de que a criptomoeda está fazendo incursões nos escalões superiores do mercado de arte, a Sotheby’s …

Notícias - 24/06/2021

Mostra Brasileires entrega murais gigantes assinados por Laerte e Jean Wyllys

No mês em que se comemora o Orgulho LGBTQIA+, a Mostra Brasileires, conjunto de seis laterais de edifícios na região …

Notícias - 24/06/2021

Bandeira do arco-íris original de 1978 é instalada permanentemente em museu

Um segmento da bandeira do arco-íris original, projetada e criada pelo falecido artista Gilbert Baker para a Parada do Dia …

Notícias - 24/06/2021

Frestas - Trienal de Artes anuncia lista de artistas

Trazer para a prática o debate sobre economias de acesso, refletir sobre as políticas e poéticas de exibição, investigar quais …

Notícias - 23/06/2021

MUSEU TRANSGÊNERO DE HISTÓRIA E ARTE (MUTHA) INAUGURA SEU WEBSITE

O Museu Transgênero de História e Arte (MUTHA) inaugurou, dia 01 de Junho de 2021, seu primeiro Portal para a …

Notícias - 22/06/2021

Nasce a Zipper Open

Focada no mercado de arte secundário, a Zipper Open apresenta em sua exposição inaugural alguns dos grandes nomes da arte …

Notícias - 22/06/2021

Instituto de Arte Contemporânea de Ouro Preto lança Ocupa/ia com mostras virtuais de artistas

Em resposta aos desafios decorrentes do COVID-19 e seus efeitos no setor cultural, o ia – Instituto de Arte Contemporânea …

Notícias - 20/06/2021

ação performática que (d)enuncia as mortes por COVID-19 É reativada pela soma de 500 mil óbitos

A performance Quase-Oração realizará, de 25 de junho a 5 de julho, a sua última etapa de reativação com a …

Notícias - 17/06/2021

Edital seleciona artistas para residência na Fundação Iberê

A Fundação Iberê abre no dia 20 de junho (domingo) as inscrições para o Edital Iberê/CMPC 2021. Com patrocínio da …

Notícias - 17/06/2021

MIQUEL BARCELÓ realiza performances em MÁLAGA

As performances artísticas de Miquel Barceló são conhecidas por uma estética que fica a meio caminho entre as pinturas rupestres …

Notícias - 16/06/2021

Obra de Victor Brecheret será leiloada

A escultura de Victor Brecheret, uma das mais primorosas do artista, integrará leilão virtual (www.vmescritarteleiloes.com.br), nos dias 22 e 23 …

Notícias - 16/06/2021

Trabalho final e póstumo do artista Christo tem data confirmada

O trabalho final do artista plástico Christo, falecido no ano passado aos 84 anos, está um passo mais perto de …