A história de vida de Artemisia Gentileschi será tema de uma série de tv

Artemisia Gentileschi, Maria Magdalena em Esctasy (1620/25 ou 1630/35). Coleção privada. Foto de Dominique Provost.

A vida de Artemisia Gentileschi (1593-1652), a grande pintora barroca que é o tema da tão aclamada exposição da London National Gallery, será o foco de uma nova série de televisão.

VEJA AQUI matéria completa com a artista.

Frida Torresblanco, conhecida por seu trabalho em Pan’s Labyrinth (2010), assinou contrato como produtora executiva, ao lado de Jill Offman.

A série será baseada na biografia confiável de Mary Garrard, Artemisia Gentileschi: A imagem da heroína na arte barroca italiana (1989). O livro inclui a transcrição do tribunal de 400 anos do julgamento de estupro de Gentileschi, um registro horrível de como ela foi forçada a passar por um exame ginecológico e foi torturada para provar a verdade de suas acusações contra o pintor Agostino Tassi.

“Eu não poderia estar mais apaixonada por dar voz a Artemisia e trazer sua história oportuna para a tela. Agora, mais do que nunca, a inspiração que sua vida e sua arte fornecem é necessária ”, disse Torresblanco em um comunicado. “Esta será uma peça feminista contemporânea, ao mesmo tempo provocante e transgressora, invocando o espírito do nosso momento presente de forma eloquente e elegante.”

Artemisia Gentileschi, Susanna and the Elders (1610–1611).  Cortesia da coleção Schloss Weißenstein, Pommersfelden, Alemanha.

Artemisia Gentileschi, Susanna and the Elders (1610–1611). Cortesia da coleção Schloss Weißenstein, Pommersfelden, Alemanha.

Embora este seja o primeiro programa de televisão baseado na vida de Gentileschi, ela foi o tema de um filme de 1997,  Artemisia, estrelado por Valentina Cervi no papel-título e dirigido por Agnès Merlet. O filme descreveu de forma polêmica o relacionamento de Gentileschi com Tassi como consensual.

A rara mulher que alcançou renome na comunidade artística dominada pelos homens de sua época, Gentileschi era um talento brilhante, treinado por seu pai, o famoso pintor  Orazio Gentileschi.

Mas quando ele contratou Tassi como professor de Gentileschi, sua vida mudou para sempre. Tassi estuprou Gentileschi, de 17 anos, e seu pai entrou com uma ação em seu nome, citando propriedade danificada.

Tassi foi considerado culpado, mas sua sentença de exílio de Roma nunca foi executada. Por sua vez, Gentileschi alcançou a grandeza, casando-se e mudando-se para Florença logo após o veredicto. Lá, ela foi a primeira mulher a ingressar na Accademia delle Arti del Disegno, tornando-se pintora da corte da Casa dos Médici.

O trabalho de Gentileschi capturou a imaginação do público com suas representações de violência sexual e mulheres fortes (um tema muito repetido foi Judith matando Holofernes ), e suas pinturas são frequentemente interpretadas pelas lentes de sua agressão sexual. (Torresblanco a chamou de “uma mulher jovem e corajosa que … [superou] o abuso e … transformou [o] em um legado de gênio.”)

Artemisia Gentileschi, Judith Slaying Holofernes (c. 1614–1620).  Cortesia do Museu Nacional de Capodimonte, Nápoles.

Artemisia Gentileschi, Judith Slaying Holofernes (c. 1614–1620). Cortesia do Museu Nacional de Capodimonte, Nápoles.

Desde a década de 1970, Gentileschi se tornou uma figura importante para acadêmicas feministas. Mais recentemente, a ascensão do  movimento #MeToo  deu nova ressonância à história de Gentileschi, transformando seu trabalho em um símbolo contra a opressão das mulheres.

Este interesse renovado atendeu a  um aumento sem precedentes no mercado de Gentileschi.

O preço mais alto já pago por uma obra do artista foi estabelecido em novembro, quando Lucretia foi vendida por quase € 4,8 milhões ($ 5,28 milhões) na casa de leilões Artcurial em Paris.

Seus seis melhores preços foram alcançados nos últimos seis anos, de acordo com o banco de dados de preços Artnet.

Artemisia Gentileschi, Auto-retrato como Santa Catarina de Alexandria (c. 1615-17).  Cortesia da National Gallery, Londres.

Artemisia Gentileschi, Auto-retrato como Santa Catarina de Alexandria (c. 1615-17). Cortesia da National Gallery, Londres.

Após meses de atraso, a National Gallery abriu sua tão aguardada mostra, que ficará em cartaz até 24 de janeiro de 2021.

A primeira mostra do museu dedicada a uma artista feminina, a exposição apresenta 29 obras da artista – cerca de metade de sua obra conhecida – incluindo o autorretrato de Santa Catarina de Alexandriaadquirido com grande alarde em 2018.

O museu a comprou por £ 3,6 milhões ($ 4,7 milhões) da galeria londrina Robilant and Voena depois que a tela foi leiloada por um recorde de € 1,6 milhão ($ 1,8 milhão) na casa de leilões Christophe Joron-Derem em dezembro de 2017.

Compartilhar:
Notícias - 22/06/2021

Nasce a Zipper Open

Focada no mercado de arte secundário, a Zipper Open apresenta em sua exposição inaugural alguns dos grandes nomes da arte …

Notícias - 22/06/2021

Instituto de Arte Contemporânea de Ouro Preto lança Ocupa/ia com mostras virtuais de artistas

Em resposta aos desafios decorrentes do COVID-19 e seus efeitos no setor cultural, o ia – Instituto de Arte Contemporânea …

Notícias - 20/06/2021

ação performática que (d)enuncia as mortes por COVID-19 É reativada pela soma de 500 mil óbitos

A performance Quase-Oração realizará, de 25 de junho a 5 de julho, a sua última etapa de reativação com a …

Notícias - 17/06/2021

Edital seleciona artistas para residência na Fundação Iberê

A Fundação Iberê abre no dia 20 de junho (domingo) as inscrições para o Edital Iberê/CMPC 2021. Com patrocínio da …

Notícias - 17/06/2021

MIQUEL BARCELÓ realiza performances em MÁLAGA

As performances artísticas de Miquel Barceló são conhecidas por uma estética que fica a meio caminho entre as pinturas rupestres …

Notícias - 16/06/2021

Obra de Victor Brecheret será leiloada

A escultura de Victor Brecheret, uma das mais primorosas do artista, integrará leilão virtual (www.vmescritarteleiloes.com.br), nos dias 22 e 23 …

Notícias - 16/06/2021

Trabalho final e póstumo do artista Christo tem data confirmada

O trabalho final do artista plástico Christo, falecido no ano passado aos 84 anos, está um passo mais perto de …

Notícias - 15/06/2021

Novo espaço para a arte experiencial é inaugurado em Miami

Superblue, o novo espaço revolucionário dedicado a produzir, apresentar e cativar o público com arte experiencial, anuncia a abertura das …

Notícias - 15/06/2021

Incertezas cercam destino de mural de Keith Haring em Barcelona

Tudo começou em uma noite de fevereiro de 1989. Cesar de Melero era DJ no clube Ars Studio em Barcelona …

Notícias - 15/06/2021

galerias brasileiras participam da feira Art Basel online viewing room

De 16 a 19 de junho acontece mais uma edição online da feira Art Basel. Intitulado Art Basel OVR: Portals, …

Notícias - 14/06/2021

MAM São Paulo anuncia Elizabeth Machado como nova presidente

O Museu de Arte Moderna de São Paulo anuncia Elizabeth Machado de Oliveira como nova presidente. Elizabeth Machado dará continuidade …

Notícias - 14/06/2021

Ana Teixeira pergunta a 100 mulheres o que elas não querem calar

Uma biblioteca como a Biblioteca Mário de Andrade é muito mais do que um lugar onde se guardam livros. Ela …