Escavação revela restos preservados de homens envoltos em cinzas vulcânicas

Arqueólogos da cidade romana de Pompéia recorreram a uma técnica centenária para conservar os corpos de dois homens recentemente desenterrados no antigo local, que foi engolido por cinzas vulcânicas do Monte Vesúvio em 79 D.C. Os homens, identificados como um rico proprietário de terras e seu escravo, foram descobertos durante escavações na Civita Giuliana, uma vila suburbana a noroeste de Pompéia.

“Uma vez analisados os ossos, o gesso foi derramado de acordo com a famosa técnica de fundição de gesso desenvolvida por Giuseppe Fiorelli, que inventou e experimentou o processo pela primeira vez em 1867”, disseram funcionários de Pompéia em um comunicado. A técnica envolve derramar gesso líquido nas cavidades deixadas pelos corpos, criando moldes da impressão nas cinzas. Também foram feitas varreduras a laser das cavidades do corpo como parte do processo de fundição.

Outras cavidades no local da escavação também foram preenchidas com gesso que “[quando] derramado, revelou a presença não das vítimas, mas de objetos que talvez tenham sido perdidos durante a fuga. A exploração manual desses vazios, e a forma revelada pelos moldes de gesso, revelou que eram montes de pano, com dobras grandes e pesadas”, dizem os funcionários.

Os restos esqueléticos dos homens estavam em uma passagem abaixo da vila. Ambos escaparam da erupção inicial em 24 de outubro de 79d, e foram mortos por uma explosão em 25 de outubro. “O fluxo que atingiu foi, no entanto, muito rápido e muito violento, derrubando os primeiros andares das casas e surpreendendo as vítimas enquanto tentavam escapar por alguns centímetros de cinzas, levando à sua morte. Neste caso, é provável que o fluxo piroclástico tenha inundado a sala através de várias aberturas, sepultando-as nas cinzas”, diz o comunicado de Pompéia.

Acredita-se que o jovem tenha entre 18 e 23 anos. “A presença de uma série de compressões vertebrais, incomuns em um jovem de sua idade, sugere que ele tinha realizado um trabalho manual duro. Ele poderia, portanto, ter sido um escravo”, dizem os funcionários. Acredita-se que a vítima mais velha tenha entre 30 e 40 anos. “Esta vítima usava roupas mais complexas em comparação à outra… uma túnica e manto”, acrescentam.

Massimo Osanna, diretor do Parque Arqueológico de Pompéia, disse em um vídeo emitido pelo Ministério da Cultura italiano que o achado foi “uma descoberta tocante de grande impacto emocional”. A escavação em Civita Giuliana continua enquanto o parque permanece fechado devido à pandemia de coronavírus; promotores da região de Torre Annunziata próxima acusaram um grupo de pessoas de roubar túmulos no local em 2017.

 

FONTE: The Art Newspaper

Compartilhar:
Notícias - 27/01/2021

Exposição de Luiz Zerbini em Londres ganha tour virtual

Justapondo formas orgânicas e geométricas, as pinturas de Luiz Zerbini exploram a relação entre cor, luz e movimento. Inspirada nas …

Notícias - 27/01/2021

Lixo do Monte Everest transformado em arte?

O Monte Everest é talvez mais conhecido por alguns dos números surpreendentes associados a ele. Ele se eleva quase 30.000 …

Notícias - 26/01/2021

Christal Galeria inaugura em Recife

A Christal Galeria, novo espaço cultural do Recife, abrirá ao público no dia 28 de fevereiro, no bairro do Pina, …

Notícias - 22/01/2021

Em sincronia ao aniversário de SP, artista resgata história do bairro da Liberdade

Liberdade. Liberdade. Liberdade. Essas foram as palavras proferidas por uma multidão de pessoas pretas ao verem a corda que enforcava …

Notícias - 20/01/2021

Horrana de Kássia Santoz assume vaga de curadora na Pinacoteca

Pinacoteca do Estado de São Paulo e a Coleção Ivani e Jorge Yunes comemoram a parceria com a chegada de …

Notícias - 20/01/2021

Curso gratuito de Artes Integradas e Acessibilidade abre inscrições

Já estão abertas as inscrições para o curso Artes Integradas + Educação + Acessibilidade, do projeto Um Novo Olhar. A …

Notícias - 11/01/2021

Artista mineira Marina Amaral entra para lista da Forbes

A colorista mineira Marina Amaral entrou para a lista da Forbes dos jovens mais influentes do ano.  A Under 30 …

Notícias - 11/01/2021

Iphan e Polícia Federal resgatam material arqueológico no Acre

Na manhã do dia 5 de janeiro, uma ação conjunta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no …

Notícias - 11/01/2021

Exposição do estilista Tomo Koizumi inicia o Departamento de Moda, Design e Arquitetura da Fundação Iberê

Em 2021, a Japan House São Paulo (JHSP) vai expandir sua presença pelo Brasil, por meio de um projeto de …

Notícias - 11/01/2021

Pinacoteca de São Paulo divulga programação de 2021

 

Em 2021, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, …

Notícias - 28/12/2020

Os universos díspares da Rússia contemporânea pelas lentes de Serguei Maksimishin em “O Último Império”

A exposição “O Último Império – Serguei Maksimishin”, que esteve no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, entre dezembro de …

Notícias - 20/12/2020

Consciência diante do perigo: as representações do medo ao longo da História da Arte

Quando Susan Sontag fala que fotografia é sobre dor, ela fala sobre Arte. Quando Susan afirma que “fotos são um …