17ª SP-Arte aposta em modelo híbrido

Sem Título, Emanoel Araújo - Papel Assinado, 2020 | João Lutz

Em sua 17ª edição, a SP-Arte – Festival Internacional de Arte de São Paulo, acontece de 20 a 24 de outubro na ARCA, galpão de 9 mil metros quadrados localizado na Vila Leopoldina, em São Paulo. Acompanhando as principais movimentações e inovações do cenário artístico, a Feira estreia um modelo híbrido: a retomada das atividades presenciais se dá em consonância com o Viewing Room, espaço digital da SP-Arte, que apresenta uma consistente atuação online através do site www.sp-arte.com, onde o público também terá acesso a um calendário atualizado com as atividades preparadas para o evento, assim como pelo Instagram da feira: @sp_arte.

Para esta edição, está confirmada a participação de 128 expositores, sendo 84 presenciais e 44 exclusivamente no ambiente digital. Entre os expositores de arte na ARCA, figuram nomes como Mendes Wood DM (SP-NY Bruxelas), Galeria Luisa Strina (SP), Bergamin & Gomide (SP), Fortes D’Aloia & Gabriel (SP – Rio), Silvia Cintra + Box 4 (RJ), Almeida & Dale Galeria de Arte (SP), Dan Galeria (SP) e Pinakotheke (SP). Entre as estreantes, estão jovens galerias que vêm redesenhando o circuito das artes visuais, como Quadra (RJ), HOA (SP) e Projeto Vênus (SP). E fora do eixo Rio-SP, a SP-Arte conta com a presença da Galeria Ybakatu (Florianópolis) e Paulo Darzé Galeria (Salvador). Também participam presencialmente as galerias internacionais SUR, de Punta del Leste (Uruguai), Galería de las Misiones, de Montevideo (Uruguai), e Opera Gallery, de Miami (EUA).

Sendo um o mesmo evento nas duas modalidades, as galerias de arte, editoras especializadas, museus e projetos especiais que participam apenas virtualmente terão painéis com QR Codes direcionando o público aos seus respectivos Viewing Rooms, de modo que seja possível encontrar informações sobre as obras que não estão ocupando a ARCA. Os QR Codes estão estrategicamente localizados no evento para servirem de complemento à visitação. Participam deste setor expositores como a Labor, Marian Goodman, Zielinsky, Patricia Ready e a Amparo 60.

Também no Viewing Room, participam os expositores de design ETEL, Artemobilia Galeria, Jacqueline Terpins, Mobília Tempo, Passado Composto Século XX, Sandra & Marcio, Hugo França e Estúdio Tupi. Os projetos especiais incluem Casa Chama, Potência Ativa, Piscina, Ateliê397, Espaço Delirium.

Tradicionalmente, a SP-Arte reúne nomes importantes da arte contemporânea para discussões aprofundadas, durante seus eventos, que fomentam a arte e a cultura. A programação desta 17ª edição conta com participação ativa de galerias e parceiros na promoção de atividades presenciais, com público limitado, e remotas, por meio do Viewing Room. “Para a retomada presencial, pensamos em uma programação ampla, que contemplasse desde assuntos atuais relacionados ao mercado da arte até a promoção de debates entre artistas, galeristas e curadores, evidenciando o caráter plural do evento, que é parte essencial do calendário cultural de São Paulo”, comenta Fernanda Feitosa, fundadora da SP-Arte. Feitosa reforça que a SP-Arte é um integrante ativo da retomada de grandes eventos de cultura da cidade e que todos protocolos necessários estão sendo levados em consideração para oferecer ao público uma visita confortável e segura. “Todo o circuito está ansioso pelo reencontro”, diz.

Miguel Rio Branco, Saint Sebastian, 1994-2021 | Galeria Millan

Destaques na Arca

Nesta edição, a Bergamin & Gomide apresenta uma seleção de artistas como Donald Judd, José Resende, Lucio Fontana e Richard Serra – que estabelecem um diálogo com a arte conceitual e o minimalismo, tanto no uso de materiais quanto no que se refere a uma perspectiva espacial da obra. A Fortes D’Aloia & Gabriel apresenta obras inéditas de artistas representados, como Adriana Varejão, Luiz Zerbini, Erika Verzutti e Márcia Falcão, recém representada pela galeria. A Galeria Luisa Strina também apresenta obras inéditas de Marcius Galan, Marepe, Caetano de Almeida e Panmela Castro, produzidas especialmente para a Feira. A Galleria Continua, sob o tema “Quebrando Fronteiras”, investiga como arte pode romper fronteiras geográficas e mentais, trazendo artistas estrangeiros como Ornaghi & Prestinari, Antony Gormley, Michelangelo Pistoletto, Shilpa Gupta e Leandro Erlich.

Lasar Segall é o grande destaque da Almeida e Dale na SP-Arte, que leva para a Feira um conjunto de 23 obras, além de um álbum com oito gravuras. A Paulo Darze Galeria apresenta solo de Antonio Dias, artista que é um dos destaques da atual 34a Bienal de São Paulo. A Pinakotheke apresenta obras do período modernista, entre 1920 a 1960, contando com trabalhos de Antonio Gomide, Heitor dos Prazeres e a obra Cabeças de Negras, de Vicente do Rêgo Monteiro.

A Labor apresenta artistas jovens e emergentes de seu acervo, que possuem em comum suas pesquisas estéticas. Com projetos que criticam o status quo, a galeria expõe trabalhos de American Artist, Pablo Vargas Lugo, Héctor Zamora, entre outros.

A HOA, dirigida por Igi Ayedun e pela primeira vez com estande presencial na Feira, leva cerca de quinze trabalhos de artistas mulheres com representações sobre a perspectiva do feminino na sociedade. O Projeto Vênus apresenta pinturas em grande escala de Paula Scavazzini, Camile Sproesser, Flora Rebollo, entre outros artistas representados pela casa. E a Quadra apresenta trabalhos dinâmicos de Thomaz Rosa, que exploram linhas, grafismos, gestos reflexivos e analogias verbais. A C.Galeria apresenta Emerson Uyra, que também é destaque na 34a Bienal de São Paulo, com uma obra que revela o corpo queer amazônico.

Negra com espelho, 1928, Lasar Segall

Curadorias VR

As curadorias no Viewing Room terão destaque privilegiado no site durante os cinco dias de evento, sendo uma das principais abas de navegação pela profusão de artistas e obras participantes. Nela, vão ser publicados textos a partir dos temas e pesquisas abordados pelos curadores Catarina Duncan, Diane Lima, Pollyana Quintella, Ricardo Sardenberg, Tiago Mesquita e a especialista em design Winnie Bastian.

Priorizando a pluralidade de vozes e olhares, os seis profissionais selecionaram dez obras a partir de um tema livre, que atravessa tanto arte moderna quanto contemporânea, bem como questões candentes da contemporaneidade, de acordo com a pesquisa de cada um.

Exposição STATE

Com curadoria de Ana Carolina Ralston, a exposição Arte e tecnologia: uma revolução em curso ocupa o STATE, espaço vizinho da ARCA, com cerca de vinte obras de vinte e um artistas, entre eles quatro não representados por galerias de arte. “Nela, estão reunidas obras de artistas nacionais e internacionais e de diferentes gerações que, em comum, desdobram suas pesquisas utilizando a tecnologia como processo intrínseco de suas criações. A mostra visa discutir o lugar da tecnologia em cada produção, seja ela gerada e nascida na esfera digital ou materializada pelos recursos e reflexões que a própria nos possibilita”, afirma a curadora.

Os artistas são Ana Livia Cordeiro (Luciana Brito), Ivan Navarro (Luciana Brito), Igi Ayedun (HOA), Gabriel Massan (HOA), Eduardo Kac (Leme), David Batchelor (Leme), Motta & Lima (Vermelho), Hudinilson Jr. (Galeria Jaqueline Martins), Luiza Crosman (Bergamin & Gomide), Neïl Beloufa (Mendes Wood DM), Giselle Beiguelman (Verve), Regina Parra (Galeria Millan), Denise Alves-Rodrigues (Sé Galeria), Anaisa Franco (Galeria Lume), Angelo Venosa (Galeria Nara Roesler), Vitória Cribb, Gabriel Junqueira, Ilê Sartuzi e Jonas Van Holanda.

Sobre audioguias

Para contribuir com o passeio, os pesquisadores Frederico Coelho e Camila Bechelany gravam audioguias de 7 a 10 minutos falando sobre assuntos relacionados à arte brasileira, desde o modernismo, passando pelos movimentos concreto e neoconcreto, da geração 1970 até a arte contemporânea. Nas suas falas, também são citadas obras que estão sendo comercializadas na SP-Arte. A curadora Ana Carolina Ralston também preparou três audioguias para sua exposição, que ocupará o STATE, abordando temas como as mulheres na tecnologia e uma explicação sobre as obras em NFT da mostra.

SP-Arte Experiências Digitais

Com organização da consultora e especialista no mercado de arte Vivian Gandelsman, a SP-Arte Experiências Digitais propõe uma navegação por projetos, discussões e propostas criativas para contribuir com a produção artística no campo digital. O projeto, que acontece no dia 21, quinta-feira, reúne uma rede de profissionais que estão em constante diálogo e enfrentam desafios comuns.

A ideia é imaginar possibilidades de fomentar um ecossistema baseado na cooperação, compartilhamento de informações e experiências. A atividade, que integra um movimento que busca sustentabilidade no mercado de arte digital, é composta por cinco Talks:

Dia 21 de outubro, quinta-feira, 16h40 – 17h10
Primeira parte: Colaborações Transdisciplinares, um diálogo entre o artista maranhense Thiago Martins de Melo e o designer Raul Luna sobre o processo criativo e a concepção da exposição digital Animal Crepuscular, realizada ano passado com curadoria de Germano Dushá. Segunda parte: Em Keynote: Estratégias de precificação e venda, Vivian Gandelsman conta do processo de venda do Animal Crepuscular e do mapeamento de compradores.

Dia 21 de outubro, quinta-feira, 17h25 – 17h45
Em NFTs e tecnologia blockchain, o colecionador Bernardo Faria e Vivian Gandelsman falam sobre o mercado da arte digital e, mais especificamente, sobre a criptomoeda NFT (tokens não fungíveis).

Dia 21 de outubro, quinta-feira, 17h45 – 18h05
Com Experimentações no campo digital, a artista Vitória Cribb apresenta relações entre seus processos tecnológicos criativos, formalização e perspectivas pessoais na produção artística digital.

Dia 21 de outubro, quinta-feira, 18h20 – 18h40
Em Co-constituição capital e subjetividade, a artista Ode apresenta Notas sobre Travecaceleração, pensamento sobre a negritude ladeada pela travestilidade enquanto práticas de desmonte capital-colonial cisgênero da artista.

Dia 21 de outubro, quinta-feira, 18h40 – 19h
O último Talk, chamado Práticas de experimentação e TRANSgressão disciplinar traz a artista Dani Pinheiro e o dramaturgo João Turchi, do grupo Mexa, contando sobre as ações do coletivo, que transitam entre arte e política, além de abordar as práticas transdisciplinares e colaborativas de projetos digitais. A artista ainda antecipa algumas informações sobre o projeto Planeta Mexa, que ainda está em criação.

Talks

Nesta edição, o Talks assume um novo formato, promovendo encontros e discussões entre profissionais da arte e o público da SP-Arte 2021. Desenhado para acontecer de forma adequada ao contexto atual, o Talks ocupa a arquibancada do STATE, vizinho à ARCA, com conversas mais informais, de trinta minutos a uma hora de duração. Toda a programação foi desenhada em parceria direta com os próprios expositores.

Dia 20 de outubro, quarta-feira, 14h
A Casa Chama promove uma conversa entre os fundadores da ONG, Digg Franco, Matuzza Sankofa e a artista Cinthia Marcelle. O papo gira em torno da importância da visibilidade e reconhecimento das produções artísticas de pessoas trans e de como qualquer pessoa pode ser um aliado da ONG e suas ações nas áreas de cultura, jurídico, psicossocial e empreendedorismo.

Dia 20 de outubro, quarta-feira, 16h
Potência Ativa é uma articulação de projetos de arte que debatem as urgências do mundo e geram recursos para organizações que trabalham diariamente no front das lutas sociais. Foram convidadas para falar sobre o projeto, as integrantes Maíra Marques e Gabriela Davies acompanhadas pela artista e pesquisadora Fabiana Faleiros .

Dia 20 de outubro, quarta-feira, 18h30
Com curadoria de Ana Carolina Ralston, a exposição Arte e tecnologia: uma revolução em curso ocupa o STATE, espaço vizinho da ARCA, com cerca de vinte e um artistas. A curadora promove, nesta ocasião, uma conversa com dois artistas que integram a mostra: Eduardo Kac, representado pela Galeria Leme, e Giselle Beiguelman, da Verve Galeria.

Dia 22 de outubro, sexta-feira, 14h

A Central Galeria promove um encontro entre a artista Gretta Sarfaty e a pesquisadora da arte Mirtes Marins de Oliveira, âncora do podcast da SP-Arte, “Arte em meio-tempo”. Ambas tratam sobre o processo de reedição do livro Auto-Photos, um fac-símile de uma edição rara de 1978.

Dia 22 de outubro, sexta-feira, 16h
O galerista Thiago Gomide conversa e apresenta a artista Luiza Crosman, que realiza no ano que vem sua primeira exposição individual na Bergamin & Gomide, além de ter um trabalho na mostra de Ana Carolina Ralston durante a SP-Arte.

Dia 22 de outubro, sexta-feira, 18h
O artista Francisco Hurtz, da Verve Galeria, conversa com o jornalista Mateus Nunes sobre o encontro entre sua produção artística e a do fotógrafo Alair Gomes. No Viewing Room, a galeria apresenta uma coleção rara de imagens de Gomes da coleção Renata Phoenix, colecionadora trans brasileira radicada em Portugal que também estará na Feira.

Dia 23 de outubro, sábado, 14h
Promovida pela Casa do Povo, a mesa Espaços Autônomos e Dependências Táticas convida Benjamin Seroussi (Casa do Povo), Mauro Restiffe (artista) e Eliana Finkelstein (Vermelho). A conversa trata das colaborações entre os diferentes agentes do sistema da arte, tendo um representante de espaço autônomo (Benjamin), um artista (Mauro) e uma diretora-sócia de galeria (Eliana).

Dia 23 de outubro, sábado, 15h
O caráter multifacetado e inquieto da obra de Fernando Zarif (1960-2010) será celebrado com o lançamento do livro Fernando Zarif – Múltipla Unidade, que acompanha uma videoexposição nas empenas do Minhocão paulistano que acontece das 17h às 20h. O evento é iniciativa do Projeto Fernando Zarif, que cuida de seu espólio artístico e fomenta a circulação de sua obra; e da Luciana Brito Galeria, que comercializa os trabalhos de sua autoria.

Organizado pela escritora e crítica literária Noemi Jaffe, com edição de imagens de Dora Levy e Letícia Moura, o livro de 243 páginas compila e exibe desenhos, colagens, pinturas e assemblages, entre outros trabalhos, extraídos das mais de duas mil obras encontradas na residência de Fernando Zarif após sua morte aos 50 anos, em 2010, em São Paulo. Durante o lançamento do livro, que acontecerá no auditório do STATE, uma prévia da exposição será exibida para os visitantes da SP Arte, com vídeos de Barbara Gancia, Bia Lessa, Branco Mello, Cacá Ribeiro, Carolina Ferraz, Erika Palomino, Fernanda Torres, Lenora de Barros, Liana Padilha, Malu Mader, Marina Lima, Paulus Magnus, Sergio Mekler e Tony Bellotto lendo trechos do livro.

Dia 23 de outubro, sábado, 18h
A 01.01 Art Platform promove o encontro Abdias Nascimento, Mestre Didi e a arte africana contemporânea, com mediação e apresentação da artista Ana Beatriz Almeida e convidados especiais que integram a plataforma colaborativa.

Outras parcerias

A SP-Arte promove a quarta edição do Cápsula, uma realização da Galeria Jaqueline Martins com o intuito de articular pensadores nacionais e internacionais que abordam temas da contemporaneidade como meio-ambiente, política e direitos civis dentro do contexto das artes. As conversas, conduzidas por Lisette Lagnado e Mirtes Marins, terão como convidados Sandra Benites, Anita Eckman e Edgar Calel, sob o tema “A caminhada Maya e Guarani contra o extrativismo”. A transmissão será ao vivo pelo canal do YouTube da SP-Arte nos dias 16 e 23 de outubro, às 11h. A conversa ficará gravada.

SOBRE O NOVO LOCAL

A ARCA é um galpão industrial dos anos 1960, situado na Vila Leopoldina, polo que acompanha o crescimento e a dinamização de São Paulo. Inicialmente uma força motriz na industrialização da cidade, agora a ARCA se junta à SP-Arte para reimaginar a potencialidade dos encontros artísticos. São cerca de 9 mil metros quadrados de área interna e 16m de pé-direito, perto das marginais dos rios Pinheiros e Tietê e do acesso às principais rodovias que levam ao interior do estado, com uma boa provisão de ciclovias em seu entorno. Também conta com a agradável vizinhança do CEAGESP e do Parque Villa-Lobos.

Tradicionalmente realizada em abril, no Pavilhão da Bienal, a SP-Arte alterou a data e o espaço em que é realizada para garantir a ocorrência do Festival da forma mais segura possível. “Enquanto o Pavilhão que costumava ser a nossa casa abriga a 34ª Bienal, também adiada por conta da pandemia, decidimos inovar e testar um modelo de menor escala, mais aconchegante para os negócios. Ao mesmo tempo, é um local mais que adequado à situação ainda atenta da pandemia, tanto que aguardamos até o melhor momento”, pontua Fernanda Feitosa.

Também abriga parte do evento o STATE, centro de inovação, residências e labs para empresas e start-ups vizinho à ARCA, que traz parte da programação, como as editoras, conversas na arquibancada e uma exposição sobre arte e tecnologia com curadoria de Ana Carolina Ralston.

Ainda no STATE, a SP Arte se junta com o AR JAM, que trará esculturas em realidade aumentada – criadas por mais de 30 code designers e desenvolvedores a partir de um open call que teve 35 equipes inscritas. O resultado poderá ser visitado de 20 a 30 de outubro através de QR codes instalados pelo espaço. No dia 30 de outubro, os três melhores trabalhos receberão premiação.

O AR Jam é uma iniciativa da BRIFW em parceria com o Hic Et Nunc, State Innovation Center, Centro-br e 8thWall, com o objetivo de reunir desenvolvedores, artistas e designers para defender um futuro mais inclusivo e diverso a partir de práticas sustentáveis entre moda, arte e tecnologia.

MEDIDAS DE SEGURANÇA DA SP-ARTE

A SP-Arte adota todas as medidas de segurança necessárias para que a visitação ocorra da melhor maneira possível. A compra do ingresso acontece apenas online e mediante agendamento, com capacidade de público limitada.

Para o acesso ao evento, será necessário apresentar comprovante de vacinação (impresso ou digital) ou um teste negativo para a Covid-19, realizado em, no máximo, 48 horas anteriores à data de visitação ao evento. Os interessados podem realizar o teste na Drogasil, com custo de mercado, aos visitantes que forem à SP-Arte.

No local, também haverá verificação de temperatura, além da recomendação de distanciamento social de, no mínimo, 1,5 m entre as pessoas. A higienização frequente das mãos e o uso da máscara serão obrigatórios para a permanência no local.

Compartilhar:
Notícias - 03/12/2021

Jeff Koons e Cicciolina voltam aos holofotes

Um artista que fez a escultura de uma serpente enrolada em uma pedra para a estrela do cinema adulto italiano …

Notícias - 03/12/2021

Lista de mais poderosos da arte contemporânea traz líder surpreendente

ERC-721, a especificação para o “token não fungível” na rede Ethereum, está em primeiro lugar no ranking anual dos mais …

Notícias - 02/12/2021

Fotografiska pretende se tornar o maior museu privado do mundo

Fotografiska, o museu sueco com fins lucrativos, está adicionando três novos locais à sua lista de unidades já existentes: além …

Notícias - 01/12/2021

Restauro de obras de arte do Metrô de São Paulo vira documentário

Em curso desde 2019 e com as primeiras etapas registradas em um documentário disponível no YouTube com aproximadamente …

Notícias - 01/12/2021

Obra icônica de Banksy vai a leilão pela Bolsa de Arte SP

Pela primeira vez, uma obra de Banksy irá a leilão na América Latina – no dia 10 de fevereiro, na …

Notícias - 30/11/2021

Inhotim recebe o Museu de Arte Negra idealizado por Abdias Nascimento

Poeta, escritor, dramaturgo, curador, artista plástico, professor universitário, pan-africanista e parlamentar, Abdias Nascimento (1914-2011), indicado oficialmente ao prêmio Nobel da …

Notícias - 30/11/2021

Museu Judaico de São Paulo é inaugurado

A partir do dia 5 de dezembro de 2021, abre para visitação o Museu Judaico de São Paulo (MUJ), espaço …

Notícias - 29/11/2021

Festival de performances abre convocatória

Festival Atos de Fala completa 10 anos e sua sexta edição – que acontece de 19 de janeiro a 02 …

Notícias - 29/11/2021

Prêmio Arcanjo de Cultura divulga indicados e retoma cerimônia presencial

Valorizar e premiar nossa cultura e seus artistas em tempos tão difíceis é a missão do Prêmio Arcanjo de Cultura, …

Notícias - 26/11/2021

Steve McCurry e a resiliência da infância em fotos

De meninas enfrentando o Mar de Sulu a crianças em idade escolar no Afeganistão, no novo livro Stories and Dreams …

Notícias - 26/11/2021

Veja resenha de nova biografia de Magritte, um homem de mistério

Ao contrário de seus contemporâneos surrealistas, René Magritte tendia a manter Freud à distância de sua obra – embora poucos artistas ofereçam …

Notícias - 26/11/2021

A 'amizade íntima' de Basquiat e Warhol é explorada em drama

A exposição prometia ser de tirar o fôlego, com os dois artistas usando luvas de boxe no pôster. Mas a ansiosamente …