100 anos, 100 mulheres: Artistas mulheres celebram o direito de voto

Chillin 'with Liberty, de Renee Cox, de 1998. Fotografia: Cortesia da artista

O 100º aniversário da 19ª emenda inspirou uma exposição de trabalhos que refletem e celebram um grande passo em frente para os direitos das mulheres nos Estados Unidos

Em 1998, a artista nova-iorquina Renee Cox criou Chillin ‘with Liberty, onde a artista se fotografa sentada no topo da Estátua da Liberdade. Feito com uma versão anterior do Photoshop, era um comentário sobre o poder feminino – a França presenteou a estátua para a América em 1886, uma época em que as mulheres não podiam votar.

“É chamado de Estátua da Liberdade e, no entanto, as mulheres não tinham nenhum direito naquele momento”, diz Cox. “Este é um artigo sobre as sufragistas que lutam pelos direitos das mulheres.”

Agora, esta peça e muitas outras fazem parte de uma exposição digital 100 Years, 100 Women, que celebra um século de sufrágio feminino na América. O site da mostra foi ao ar com uma festa virtual no dia em que a 19ª emenda foi ratificada em 1920, e mais de 100 obras de arte são apresentadas como parte de um programa do Park Avenue Armory de Nova York .

“Para o centenário da 19ª emenda, estamos celebrando o legado do movimento feminista e olhando o trabalho que ainda precisa ser feito”, diz Avery Willis Hoffman, diretora do programa do Park Avenue Armory. “Nosso objetivo era ter uma diversidade de raça e definições de mulheres, gênero não binário, dois espíritos e outros entrevistados que estão pensando sobre a feminilidade.”

How Long Must Women Wait? De Lorie Novak, que examina a longa batalha que as mulheres enfrentaram. Fotografia: Cortesia de Lorie Novak

O projeto é criado em parceria com o National Black Theatre junto com outras nove organizações culturais (incluindo o Apollo Theatre e o Metropolitan Museum of Art), que selecionaram artistas, acadêmicos, ativistas e líderes comunitários para participar

“Para avaliar onde estamos na paisagem cultural neste momento, estamos perguntando, como podemos elevar as mulheres e honrar o movimento das mulheres?” pergunta Hoffman. “Não apenas falar sobre os problemas, mas como podemos nos unir e elevar as mulheres?”

No site, há um perfil de cada mulher ao lado de obras de arte, incluindo um vídeo de Carrie Mae Weems chamado Hold on Tight, onde a artista explica o que o centenário significa para ela. “As mulheres ainda não são consideradas iguais aos homens, com os mesmos direitos e privilégios”, diz Weems no filme. “Isso significa que a luta pela equidade continua e continuará no futuro próximo”.

Há uma peça de Jennifer Ling Datchuk que mostra uma bandeira americana feita em casa em um beco sem saída, enquanto uma obra de arte que homenageia Breonna Taylor, de Nekisha Durrett , usa folhas caídas de uma árvore em um cemitério de Washington. Neles, a artista escreveu o nome de mulheres negras que morreram por violência policial.

O site também inclui um ensaio escrito por Andrea Jenkins, a primeira mulher negra assumidamente trans a ser eleita para um cargo nos Estados Unidos, e um curta-metragem que homenageia 100 mulheres de Shola Lynch, que fez documentários sobre Angela Davis e Shirley Chisholm.

“É um dia histórico, uma celebração, um momento para marcar este dia histórico e entrar na conversa”, diz Hoffman.

A artista Deborah Willis, da Tisch School of the Arts da Universidade de Nova York, está exibindo uma série de fotos que homenageiam as primeiras sufragistas negras que votaram pela primeira vez.

Deborah Willis: Testemunho Cabal. Fotografia: Cortesia do artista

“Este é um ano crítico para as mulheres, especificamente as mulheres negras, já que as mulheres afro-americanas têm trabalhado ativamente no movimento sufragista desde o século 19”, disse Willis. “Minha série é inspirada no ativismo das mulheres negras e cujos nomes foram esquecidos – aquelas que fizeram uma intervenção e lutaram pelo direito de voto, contra todas as probabilidades.”

Uma obra de arte baseada em fotos de Lorie Novak intitulada How Long Must Women Wait? também analisa a batalha que as mulheres negras lutaram para votar. “Quando as mulheres conquistaram o direito de votar em 1920, o voto era, na prática, apenas garantido para as mulheres brancas, embora muitas mulheres afro-americanas fossem centrais na luta pelo sufrágio”, diz Novak.

E Cox, famosa por sua foto da Estátua da Liberdade, está mostrando uma série de autorretratos em que a artista é estilizada como a Rainha Nanny of the Maroons, uma heroína antiescravista que liderou um grupo de africanos anteriormente escravizados (os Windward Maroons), em uma guerra de guerrilha contra os colonos britânicos. Ela se tornou uma heroína nacional na Jamaica.

Fonte e tradução: The Guardian

Compartilhar:
Notícias - 12/04/2021

FAMA Museu lança edital para exposições no espaço

A fim de incentivar a produção artística contemporânea e valorizar a diversidade cultural por meio da multiplicidade de expressões artísticas …

Notícias - 09/04/2021

Inhotim e Arte1 firmam parceria para exibição da série Diálogos

Duas instituições voltadas para a arte acabam de se unir para disseminar conteúdos de qualidade para o público. O Instituto …

Notícias - 08/04/2021

Conheça Bruna Pessoa de Queiroz, presidente da “Usina da Arte”

Ancorada numa tradição cultural “artistocrática”, a família Pessoa de Queiroz revive desde 2015 uma antiga fábrica de cana-de-açúcar perto do …

Notícias - 08/04/2021

Galeria Nara Roesler representa o Brasil na EXPO CHGO ONLINE

Com o apoio do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da ABACT (Associação Brasileira de …

Notícias - 08/04/2021

INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO TERRITÓRIOS

Iniciativa idealizada e coordenada pelo Instituto Tomie Ohtake, com patrocínio da Estácio e do Grupo GPS, em parceria com o …

Notícias - 07/04/2021

Conheça o jovem que saiu da Vila Vintém para defender o acesso à cultura em Boston

Como já vem sendo feito há alguns anos, a Brazil Conference at Harvard & MIT 2021, evento criado por …

Notícias - 07/04/2021

Nova galeria de arte vende obras com o tema "identidade"

Inaugurada no mês de celebração ao Dia Mundial das Mulheres, a Pequena Galeria apresenta cinco artistas mulheres de diferentes regiões …

Notícias - 06/04/2021

Obras de Antony Gormley colocadas na praia dividem opiniões

Esperava-se que incentivassem a apreciação da arte contemporânea. Mas, em vez disso, quatro esculturas de ferro de Antony Gormley parecem …

Notícias - 06/04/2021

National Gallery cria sua primeira mostra projetada para telefones celulares

A National Gallery apresentará sua primeira exposição projetada para telefones celulares, permitindo que as pessoas vivenciem com detalhes incríveis uma …

Notícias - 06/04/2021

Visitas aos 100 principais museus e galerias do mundo caem 77% devido a Covid

O número de visitantes nos 100 principais museus e galerias de arte do mundo caiu 77% no ano passado, de …

Notícias - 05/04/2021

Exposição artística mais extensa do mundo é realizada no Caminho de Santiago

“Las Estrellas del Camino” é uma exposição permanente com curadoria de Estrella Galicia e realização da agência AUPA!. A mostra …

Notícias - 05/04/2021

Inscrições para a ArtRio 2021 prorrogadas até 30 de abril

As inscrições para as galerias que desejam participar da 11ª edição da ArtRio foram prorrogadas até o dia 30 de …