Alice Miceli

 

 

Alice Miceli cria visualizações conceituais de situações sociopolíticas, lidando com as noções de tempo, memória e morte. Interessada nos significados de mídias específicas e nas construções relativas a documentações, sua prática visa a dar um novo significado a ocorrências históricas, por meio de uma estética embasada no campo do “irrepresentável”, para repensar estratégias de percepção e visualização.

Projeto Chernobyl (2007–09), sua obra mais conhecida, combina algumas questões de seu interesse ao desejo de manter a tradição do artista?cientista que desenvolve novas técnicas para seus projetos. Começando com o maior acidente nuclear da história mundial, ocorrido na Ucrânia em 26 de abril de 1986, Alice Miceli criou uma câmera pinhole feita de chumbo que levava um filme sensível à radiação gama. Usou essa câmera para fotografar a vasta, desabitada e ainda contaminada zona de exclusão de Chernobyl. Também criou “autorradiografias” em que coloca o filme sensível à radiação em contato direto com os objetos afetados por ela. Essa obra rendeu à artista o Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia de 2005 e foi exibida na 29ª Bienal de São Paulo, em 2010.

Alice Miceli nasceu em 1980 no Rio de Janeiro. Vive e trabalha entre Berlim e a capital carioca. Fez uma exposição individual na Galeria Nara Roesler em 2011. Participou da 29 ª Bienal de São Paulo, Brasil (2010), e da Mediations Biennale, em Poznan, Polônia (2012). Outras mostras coletivas incluem: Kool?Aid Wino (Franklin Street Works, Stamford, EUA, 2013), Estranhamente familiar (Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil, 2013); Caos e efeito (Itaú Cultural, São Paulo, Brasil, 2011); Os primeiros dez anos (Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil, 2011); Travessias (Paço das Artes, São Paulo, Brasil, 2010); Transmediale (Berlim, Alemanha, 2005, 2008, 2009 e 2010); Nova arte nova (Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil, 2008); 16º Festival Internacional de Arte Eletrônica SESC_Videobrasil (São Paulo, Brasil, 2007); Interconnect — media art from Brazil (ZKM, Karlsruhe, Alemanha, 2006) e Art contact (ForumBOX Gallery, Helsinque, Finlândia, 2005).

Compartilhar:
Artistas

Antônio Dias

Com um trabalho que transita pela pintura, instalação, fotografia, livro de artista, vídeo e outras técnicas, Antonio Dias é descrito …

Artistas

Bruno Miguel

Nasceu no Rio de Janeiro, em 1981, cidade onde vive e trabalha. Formou-se em artes plásticas e pintura pela Escola …

Artistas

Príamo Melo

Príamo Melo é sergipano, nascido em Aracaju em 1973. Graduou-se em engenharia química pela Universidade Federal de Sergipe em 1995 …

Artistas

Ana Carolina Fernandes

Nasceu no Rio de Janeiro e desde cedo demonstrou uma paixão pela fotografia, ganhando de seu pai, jornalista, sua primeira …

Artistas

Renan Cepeda

Carioca praticante, de família portuguesa, é formado em Mecânica Industrial pelo CEFET-RJ. Começou a fotografar em preto e branco com …

Artistas

Vincent Catala

Vincent Catala lives and works between Europe and Brazil, where he moved in spring 2013. In 2000, he graduated from …

Artistas

Gilvam Samico

Gilvan Samico (Recife1928 – 2013) é um dos grandes nomes da gravura brasileira, especialmente conhecido por suas xilogravuras. Pintor autodidata, …

Artistas

Ottone Zorlini

Ottone Zorlini (Gorgo al Monticano, 20 de setembro de 1891 — São Paulo, 6 de junho de 1967) foi um …

Artistas

Christiana Guinle

Assim com interpreta textos para as artes cênicas, Christiana Guinle interpreta em suas fotos o feminino contemporâneo e sua complexidade. …

Artistas

Felippe Moraes

Felippe Moraes
Por Alexandre Sá
São raros os artistas que atualmente conseguem perceber seu próprio trabalho com tanta destreza e pertinência, …

Artistas

Fabian Marcaccio

Fabian Marcaccio ( Nascimento 1963 Rosario, Argentina ) é um argentino nascido artista vivendo e trabalhando nos Estados Unidos , …

Artistas

Thiago Rocha Pitta

 
 
Tiradentes / MG, 1980
Artista multimídia, desenvolve trabalhos buscando sempre uma relação íntima com a natureza. Em 2014, participou do programa …