Tulio Pinto e Diego Passos – MARGS

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) traz a público uma nova ação como parte da exposição “Túlio Pinto — Momentum”.  No dia 21 de novembro, o Museu apresenta uma performance ao vivo, das 15h às 17h. A ação artística será realizada pelo artista Diego Passos, que fará uma performance em colaboração com Túlio Pinto, ativando uma das obras em exposição. Trata-se de “Nadir #Escaleno”, composta por um traje de corda, além de materiais como vidro, pedra e cordas.

A apresentação da performance, que ocorrerá durante o período de visitação do público às exposições do Museu, segue os protocolos e medidas de segurança sanitária adotados pelo Museu que envolvem regras para acesso do público. Para quem não puder conferir nesta data, a performance ocorrerá novamente no último sábado do mês de novembro, dia 28, também das 15h às 17h, dia de encerramento da mostra individual do artista visual Túlio Pinto e das demais exposições do Museu.

Em ambas as ocasiões, estará disponível para compra o catálogo impresso da exposição, que inclui um ensaio do diretor-curador do MARGS, Francisco Dalcol, sobre a produção do artista, além de uma entrevista conduzida pela crítica de arte e curadora Angélica de Moraes, no auditório do MARGS. O público também poderá adquirir camisetas exclusivas com desenhos das obras de Túlio Pinto, lançadas e produzidas pela marca Regentag, de Porto Alegre.

“Momentum” apresenta um conjunto de esculturas, objetos e instalações de grande porte e dimensões, que em comum exploram os equilíbrios, pesos e tensões dos materiais, formas e sistemas que os configuram. A curadoria é de Francisco Dalcol, que desenvolveu com o artista uma proposição concebida para proporcionar aos visitantes uma profunda e intensa experiência a partir de uma ampla exposição de caráter escultórico e instalativo, destacando um conjunto de obras realizadas nesta década, incluindo trabalhos inéditos. A ampla mostra individual dedicada à produção do artista Túlio Pinto foi concebida para oferecer ao público uma circunstância para se pensar e experenciar os desdobramentos operados pelas pesquisas contemporâneas das linguagens escultóricas, em um campo já expandido de possibilidades, e no qual a abordagem da tridimensionalidade e da espacialidade se aprofunda pelo pensamento e práticas que exploram uma intensificada fundamentação conceitual, visual e poética.

Para receber a proposição do artista, pensada especialmente para o espaço expositivo mais amplo e nobre do Museu, as Pinacotecas passaram por uma grande e impactante transformação visual: o piso das 3 galerias foi totalmente revestido por uma cobertura acarpetada, com o objetivo de anular as cores e os motivos decorativos dos ladrilhos, transformando o espaço em um grande “cubobranco” que privilegiará a visualidade e a presença dos objetos escultóricos que ali estarão  instalados.

Inaugurada em dezembro de 2019 e interrompida em em razão do fechamento do Museu em enfrentamento à pandemia da Covid-19, “Túlio Pinto — Momentum” retornou com a reabertura do MARGS para visitação do público, no dia 22 de outubro.

Compartilhar: