Tete Dias Leite | Centro Cultural Correios RJ

Por meio de um entrelaçamento entre o real e ficcional, Tete Dias Leite apresenta ‘VESTÍGIOS’, sua nova individual com curadoria de Patricia Toscano, em exibição presencial até 4 de julho de 2021, no Centro Cultural Correios RJ. A mostra agora expande e lança a sua versão digital acessível também em realidade virtual VR, proporcionando uma experiência imersiva da exposição ao público através dos smartphones, tablets, computadores ou smart tv.

Nessa mostra híbrida com versão física e agora digital, acessível através desse link (https://vestigios.crio.gallery), a artista apresenta um corpo de trabalho com pinturas de grandes e médios formatos criadas em seu ateliê no Rio durante o período pandêmico de 2019 a 2021. O trabalho prima pelo despertar dos sentidos, misturando aspectos técnicos da pintura clássica aos temas contemporâneos.

Os trabalhos apresentam tessituras históricas vividas e imaginárias através de enquadros cromáticos de luz e sombra. Paulatinamente da interioridade e subjetividade expressa através de suas pinceladas, a artista liberta de padrões e amarras temporais, persegue uma tensão emocional no desvelar de si mesma, do outro, do cotidiano e do próprio mundo como resultado de sua mais recente produção plástica.

Tal plasticidade revelada em signos, corpos e objetos metafóricos nos remete a um jogo alusivo de desvendar o indecifrável. De uma paradoxal busca, surgem cenas que emergem do cruzamento de fronteira entre a observação do ‘modelo externo’ e símbolos que fluem do in/subconsciente e evoca um olhar psíquico do público.

Entre os principais campos de aplicação da realidade virtual está o mercado de arte. A possibilidade de visitar uma exposição tradicional de arte em realidade virtual proporcionando uma experiência imersiva 3D ao público, está revolucionando a arte de várias maneiras. Graças à realidade virtual com visualização 360º, é possível realizar um tour visitando a exposição ’VESTÍGIOS’ que acontece no Centro Cultural Correios RJ, de qualquer lugar do mundo, mesmo sem sair de casa. Neste contexto de transformação do setor cultural, a exposição realizada em uma instituição cultural tradicional, inova e oferece uma atmosfera phygital de experiência imersiva.

A mostra utiliza um sistema revolucionário de “captura de realidade” tudo-em-um para criar experiências de Realidade Virtual (VR) 3D realistas e interativas, com um conceito simples, mas revolucionário que realiza varreduras tridimensionais das obras e seu espaço expositivo para, então espelhar virtualmente e compartilhá-las através da nuvem.

“Do mesmo modo que suas imagens vívidas e enigmáticas estabelecem diferentes narrativas, colocando em xeque os limites entre o real e ficcional, a cor em suas obras possui dupla função, entre a criação da atmosfera psíquica e o estabelecimento do espaço pictórico passíveis da nossa própria ‘anunciação’. Portanto, ‘VESTÍGIOS’ é um convite à introspectiva prática experimental lógico-reflexiva da observação. O desafio se dá em uma narrativa particular, que só se conclui no olhar do espectador. Envolver os universos offline e online em uma só experiência de jornada phygital híbridizada integrada ao público, torna a fruição poética mais ainda intimista e acessível, consciente e adaptada às novas realidades pandêmicas, expandindo fronteiras indo além da esfera local e recursos tecnológicos. Não é a o público que vai até a obra, mas a obra que vai de encontro o público. Além de experiência, arte é tecnologia.” diz Patrícia Toscano, curadora e crítica de arte, especializada em conectar os ecosistemas da arte, tecnologia e inovação.

Tete Dias Leite é formada em Belas Artes pela UFRJ e Filosofia pela PUC-RJ, pós-graduada em pintura, restauração e conservação na Universita-Internazionale Dell’Arte, em Florença – Itália. Estudou no Parque Lage durante os anos 70 e 90 com artistas como Celeida Tostes, Suzana Queiroga e Anna Bella Geiger. Além de dar aulas de pintura e aquarela, sua experiência a permitiu restaurar importantes coleções nacionais e internacionais, como a Coleção Roberto Marinho. Ao longo de sua trajetória artística, expôs em feiras, salões, galerias e instituições de arte. Suas obras fazem parte de relevantes coleções no Brasil, EUA e Canadá.

A visitação da mostra é livre e gratuita e o funcionamento na versão online e na versão física é de terça-feira a sábado, de 12:00 às 19:00 no CCCRJ, Rua Visconde de Itaboraí 20 – Centro, seguindo todos os protocolos de higienização, segurança e prevenção do COVID19.

Compartilhar: